TNA Slammiversary 2009

Chegamos, com atraso, é verdade, ao Slammiversary de 2009! O pay-per-view que comemora o aniversário de 7 anos da Total Nonstop Action Wrestling chega com um main-event espetacular: uma King of the Mountain Match pelo TNA World Heavyweight Championship, envolvendo Mick Foley, AJ Styles, Samoa Joe, Jeff Jarret e Kurt Angle. Os cinco lutadores batalharão no ringue para descobrir quem será o campeão após esta guerra. Também teremos a KotM pelo X Division Championship, além de uma Monster’s Ball Match! Quer conferir tudo isso? Acompenhe-nos na continuação do post!

O PPV que comemora o 7º aniversário da TNA Wrestling começa com uma promo bem interessante sobre os primeiros anos da empresa. Nela, são mostradas cenas que envolvem Kurt Angle, AJ Styles, Jeff Hardy, Sting e diversos outros lutadores que fazem e fizeram parte da federação nesses 7 anos. Em seguida, vamos à abertura oficial do evento, chegando finalmente à cidade de Detroit, no estado de Michigan para o nosso pay-per-view.

O primeiro contest do Slammiversary tem o X Division Championship em jogo, em uma King of the Mountain Match. Os “X Factors” são apresentados por Mike Tenay, assim como as regras desse tipo de combate. Também temos a entrada de Curtis Granderson, jogador dos Tigers, que será uma parte da mesa de comentaristas do combate.

Finalmente, temos a entrada dos desafiantes ao cinturão. Na ordem, entram Jay Lethal, Alex Shelley, Consequences Creed e Chris Sabin na arena. “Suicide comes to Life” e o nosso campeão aparece na arena, em cima da Penalty Box do combate. O mascarado entre no ringue e se prepara para a nossa open-match.

X Division King of the Mountain Match
Suicide vs. Alex Shelley vs. Consequences Creed vs. Jay Lethal vs. Chris Sabin

Suicide sendo derrubado da escada por Jay Lethal.

Suicide sendo derrubado da escada por Jay Lethal.

O combate começa com os desafiantes partindo para cima de Suicide, atacando-o com chutes e socos. Consequences Creed consegue um Corner Clothesline, seguido por um Dropkick de Jay Lethal. Creed ainda parte para um Springboard Bulldog no oponente, antes de ir ao ringside para buscar armas, junto com Lethal. No ringue, Shelley aplica um Atomic Drop em Suicide, para em seguida, junto com Sabin, partir para o Bullet Point. Neste momento, Lethal e Creed voltam ao ringue com uma escada, enquanto os Guns levantam o oponente. Suicide consegue uma recuperação rápida, com alguns socos nos oponentes. Ele aproveita o momento para um Springboard Double Back Elbow em Shelley e Sabin, que ficam caídos.

Apesar da reação, Suicide acaba sendo pego por Creed, que o coloca no córner. Ele vai para uma sequência de socos e tenta um Irish Whip contra uma escada localizada no córner oposto. Suicide desliza no ringue e consegue fugir da escada, se posicionando atrás dela. O X Division Champion consegue tirar a escada dali e empurrá-la contra todos os outros oponentes, fazendo-os cair. Suicide aproveita para pegar Jay Lethal e armar o Suicide Solution em cima da escada. O golpe é feito com sucesso e Suicide consegue aplicar o pinfall em Jay Lethal, que é obrigado a ir para a Penalty Box. O campeão se torna elegível à vitória.

Os Guns e Creed se levantam rapidamente e vão atacar Suicide. Shelley e Sabin armam um Double Wrist Lock, seguido por Back Elbows e um Suplex. Nesse momento, todos os três desafiantes dentro do ringue vão para Leg Drops no adversário, enquanto vemos Jay Lethal dentro da Box. De volta ao ringue, Creed arma um Catapult em Suicide, que é pego por Shelley e logo em seguida, toma um Enzuigiri de Sabin, fazendo o campeão bater na escada. O trabalho em equipe dos desafiantes é valorizado por Tenay, enquanto Creed se posiciona para um Splash em Suicide, que consegue se esquivar e jogá-lo a escada. Apesar disso, os Guns são espertos e aplicam um Irish Whip em Suicide, que se esquiva dos golpes adversários para armar um Monkey Flip em Shelley, que também leva o pinfall completo.

Jay Lethal e Alex Shelley ficam dentro da Penalty Box por pouco tempo juntos, já que o tempo de Lethal acaba rapidamente. O Black Machismo corre para o ringue para atacar Suicide com um Elbow Tackle e logo em seguida, com um Clothesline. Jay tenta jogar o oponente contra as cordas, mas é revertido e sendo jogado contra o córner. Suicide distrai-se, e Chris Sabin aproveita para atacá-lo com uma cadeira. Jay Lethal consegue um Lethal Combination na cadeira, ainda contra o mascarado. Com a ajuda de Creed e Sabin, Lethal consegue o pinfall em Suicide, que vai para a Penalty Box. Neste momento, Alex Shelley volta para o ringue, para comemorar com os outros três desafiantes. Lethal é elegível agora.

O Black Machismo pede o cinturão, mas acaba sendo atacado por Alex Shelley. Os Guns se juntam mais uma vez para atacarem os oponentes com Corner Clotheslines. Alex Shelley joga Jay Lethal contra o córner, tentando machucar sua perna. Eles ainda se juntam para um Enzuigiri duplo e um Backbreaker junto com Knee Drop em Creed. Shelley ainda corre para aplicar um Backcracker em Jay Lethal. Enquanto isso, Suicide é liberado da Box e vai para o ringue. Creed consegue armar um Fireman’s Carry em Shelley, para o seu característico Cutter. Temos mais um punido: Alex Shelley.

No ringue, a Lethal Consequences trabalha junta contra Suicide. Lethal usa a escada contra o campeão, enquanto Consequences consegue um Russian Leg Sweep, para depois um Low Angle Dropkick. Ele tenta o pinfall, mas Suicide escapa. O mascarado ainda aproveita para uma recuperação, jogando os oponentes contra os córners e atacando-os com socos. O problema é que Chris Sabin aparece no ringue com um chute em Suicide, que consegue fugir do Cradle Shock armado. Suicide vai para um Monkey Flip em Chris, que acaba por cair em cima da escada.

Lethal aparece no ringue, mas acaba sendo jogado para o ringside. Suicide vai atrás, mas é pego por um Flip Dive de Consequences Creed. Lethal tenta tomar vantagem do momento, mas Suicide consegue se recuperar e jogar o oponente contra uma cadeira armada. Os dois mais Creed vão para a rampa de acesso, trocando chops. Neste instante, Sabin escala a jaula de punição e pula para um Crossbody em cima dos três oponentes! No ringue, Alex Shelley é liberado. Ele arma a escada, mas não pode subir porque não está elegível. Chris Sabin se joga no ringue para tomar o pinfall, e a contagem é feita.

Sabin pega o cinturão e sobe a escada, enquanto o parceiro entra na jaula de punição. Ele quase consegue colocar o título na base, mas Suicide aparece com um Dropkick direto na escada. Jay Lethal e Consequences Creed voltam ao ringue para atacar Suicide, usando a escada. Jay arma a escada no córner e Creed para o Irish Whip, que faz Suicide bater duramente contra o topo da escada. A Lethal Consequences não tem remorso e Creed arma um Suplex para acertar a escada com Suicide. O problema é que Shelley aparece perto de Jay para atrapalhá-lo, enquanto Suicide escapa de Creed. Lethal consegue colocar Shelley no Apron, e este é atacado por Creed, com a ajuda de Suicide.

O mascarado ainda consegue pegar Consequences e jogar sobre a escada, fazendo com que Lethal fosse jogado no centro do ringue. Suicide fica no ringue, enquanto Sabin volta ao ringue para jogar o oponente no ringside. Ele também consegue um Tornado DDT em Lethal, para se tornar elegível também. O problema é que Creed aparece e consegue um Bottom em Sabin. Alex Shelley aparece e consegue um lindo Belly-to-Back Piledriver em Creed. Suicide volta ao ringue e consegue um Springboard DDT em Alex. Sabin também volta e consegue o Cradle Shock em Suicide. Só Chris Sabin está em pé no ringue, e ele pega o cinturão para tentar colocá-lo no suporte.

Suicide tenta atrapalhar, e faz com que Sabin desça da escada para armar um Corner Dropkick (para não chamar de “No Love in the Corner”, golpe do Dreamer na WWE). Sabin tenta colocar o título novamente, mas Lethal é liberado e consegue um Back Suplex da escada. Neste momento, Shelley aparece com um Frog Splash em Black Machismo, seguido por um Superkick em Suicide. Alex vai para o ringside com a escada e a arma entre o Apron e o guard-rail. Ele volta ao ringue para tentar pegar alguém, mas é surpreendido por Consequences Creed com um Enzuigiri. Creed ainda consegue um Slam em Suicide, deixando o oponente caído para sofrer um Diving Elbow Drop de Lethal. Entretanto, Chris Sabin aparece para derrubar o Black Machismo com as “partes-baixas” no turnbuckle.

Consequences e Sabin trocam golpes no centro do ringue, e Creed tenta jogar o oponente contra a escada armada no ringside. Sabin se segura no Apron, mas Suicide aparece com um Dropkick em Creed, que bate em Chris, fazendo-o cair na escada. Enquanto isso, Shelley sobe no turnbuckle, mas é atrapalhado por Suicide. Mesmo assim, Alex consegue um Missile Dropkick seguido por outro Dropkick, dessa vez com Suicide no ringside. Shelley ainda completa a sequência com um Springboard Dive em Suicide, que cai em cima de uma cadeira. Ao mesmo tempo, Lethal sobe no turnbuckle e consegue um Diving Elbow Drop em Sabin, em cima da escada!

O público grita o nome da federação e Alex Shelley consegue subir no Apron para atacar Creed, que também está por ali. Shelley vai para um Superkick seguido por um Sliced Bread #2 ali mesmo no Apron! Suicide volta para tentar atrapalhar Sabin, que consegue uma sequência de Back Chops. Ele tenta o Sliced Bread #2 com apoio na jaula de punição, mas Suicide consegue escapar para aplicar um Dropkick que deixa o oponente no meio do público. Suicide pega o cinturão e corre para o ringue, tentando vencer o combate. Entretanto, Lethal consegue chegar a tempo de empurrar a escada. Suicide, mesmo assim, consegue subir na jaula de punição. Lethal pega a escada para tentar atacar o adversário, que consegue roubá-la de suas mãos, para um golpe certeiro! Então, Creed aparece escalando a jaula para tentar derrubar Suicide, que se esquiva do oponente.

Ao mesmo tempo, Chris Sabin tenta subir na escada. Ele chega ao topo, mas acaba sendo pego por um Bulldog de Suicide ali mesmo. O campeão vai subindo na escada para colocar o cinturão, com todos os desafiantes caídos. Suicide consegue colocar o cinturão no apoio e é o campeão!
Vencedor: Suicide.

Após este maravilhoso combate de abertura do PPV, temos a recapitulação do card do PPV, que ainda conterá uma Monster’s Ball e uma King of the Mountain Match!

Vamos aos backstages, com Lauren. Ela, antes de entrevistar Shane Douglas, avisa que na noite de sábado, o Team 3D foi ao Japão para defender com sucesso seus cinturões de IWGP Tag Team Champions. Mesmo assim, eles conseguiram voltar para os Estados Unidos e estarão no PPV, em Detroit. The Franchise aparece e Lauren pergunta-o sobre a possibilidade de uma derrota em seu combate contra Daniels. Shane interrompe a namorada de Abyss e diz que não vai perder. Ele diz que é uma das maiores pessoas nesse negócio, que ele é “o cara” dentro do wrestling, e “como uma lenda diz: para ser o cara, você precisar derrotar o cara.” Douglas ainda diz que não vai ter pena de ninguém nem vai medir forças para derrotar Daniels, porque ele vai tirá-lo dessa federação.

Temos uma promo mostrando os acontecimentos que cercaram o combate.

Finalmente, temos a entrada do Franchise para o contest que concederá um lugar no roster da TNA ao vencedor. Em seguida, seu adversário, The Fallen Angel, Daniels, faz a sua entrada para começarmos o contest.

2nd Chance Match:
Shane Douglas vs. Daniels

Daniels consegue o Best Moonsault Ever!

Daniels consegue o Best Moonsault Ever!

Os dois lutadores começam trocando empurrões. Douglas consegue socar o oponente até as cordas, prendendo-o por lá até o referee interferir. Shane vai para o Irish Whip, mas Daniels foge com um rolamento e vai para um Dropkick, seguido por alguns socos e uma Headlock. Douglas consegue fugir do golpe e derrubar Daniels, pisando-o posteriormente. Ele tenta um Clothesline no oponente, mas acaba por tomar um Leg Sweep e alguns socos logo em seguida, para um Dropkick. Shane fica caído no córner e acaba tomando mais chutes de Daniels, que ainda arma uma Headlock. Douglas consegue fugir empurrando o oponente às cordas, mas apesar disso, toma um Shoulder Block. Daniels vai para mais uma Headlock no adversário, que se levanta e aplica um Back Drop. Daniels consegue cair em pé e aplicar um Dropkick no adversário, seguido por um Spinkick para uma contagem de 2.

Daniels consegue um Back Chop e um Irish Whip no oponente, que se agarra às cordas e vai para o ringside. The Fallen Angel se joga para um Dropkick, mas Shane Douglas foge. Daniels, mesmo assim, se segura nas cordas e consegue armar o Splitted Leg Moonsault, para conseguir o comando do combate. O ex-X Division Champion joga o oponente contra o Apron, antes de aplicar mais um Chops no adversário. O controle continua com Daniels, que aplica uma Headlock no adversário. Douglas, no entanto, é esperto e joga o adversário contra a Steel Step, antes de armar uma Hammer Lock. O golpe dura algum tempo, e Shane volta a jogar o oponente contra a Steel Step, antes de fazê-lo voltar ao ringue. Lá, Shane arma uma Arm Bar em Daniels, que consegue se levantar e fugir do golpe por meio de socos. Ele tenta se jogar às cordas, mas o Franchise vai para o Clothesline, para armar um Full Nelson no oponente.

Douglas faz uma mudança no golpe e vai para a Arm Bar, mas Daniels leva o pé às cordas para quebrar a submission. Douglas reclama com o referee, mas acaba por ir atacar o adversário. The Fallen Angel consegue derrubar o adversário usando as pernas, para aplicar um Enzuigiri. Ele vai para uma sequência de Clotheslines, e já consegue um German Suplex no adversário, que só leva a 2. Daniels deixa o oponente caído e aponta para o córner, buscando o Best Moonsault Ever, que não sai por uma reação de Shane. O ECW Original vai para uma sequência de socos no oponente, que reverte com uma sequência de Chops e socos. Douglas, mesmo assim, tenta o Belly-to-Belly Suplex, que não sai. Daniels aproveita para aplicar o STO e, logo em seguida, o Best Moonsault Ever para a vitória.
Vencedor: Daniels.

Nos backstages, temos JB entrevistando o World Heavyweight Champion, Mick Foley. Borash fala que Foley tem 20% de continuar como campeão. Foley diz que não precisa dos cálculos de JB, e que vale por dois competidores, então tem 40% de reter o cinturão. Mick ainda diz que vai continuar como campeão por muito tempo, antes de cantar “I have the World Title in my hands”. JB dá um presente para Mick, que vai embora.

Temos uma promo sobre o combate que valerá o Knockouts Championship.

Após a “Knockouts Tale”, vamos para a entrada de Tara, a desafiante do combate de hoje. Em seguida, temos a entrada maravilhosa da Beautiful People, com Madison Rayne, Velvet Sky e a campeão, Angelina Love. Então, com todas no ringue, vamos ao combate.

Singles Match for the Knockouts Championship:
Angelina Love vs. Tara

Angelina Love consegue reter o cinturão novamente.

Angelina Love consegue reter o cinturão novamente.

As duas se encaram no centro do ringue, para começar o combate. Elas trocam empurrões, até que se encaram de verdade para uma Headlock de Angelina. A campeã é empurrada contra as cordas, mas consegue um Shoulder Block assim mesmo. Angelina faz uma taunt para o público, e as duas voltam a se agarrar. Tara é derrubada e socada por Angelina, que vai falar com a Beautiful People. Tara aproveita o momento para aplicar diversos socos na oponente, antes de uma hold usando o cabelo de Love. A desafiante faz isso por duas vezes, antes de jogar a oponente no chão, finalmente. Tara vai para o pinfall, mas Angelina dá Kickout e vai para o ringside. A nova KO da TNA aproveita para um Dropkick na oponente, jogando-a no ringue novamente. O referee é distraído por Love, dentro do ringue, e não vê que Velvet Sky consegue derrubar Tara contra o Apron.

Angelina aproveita o momento para um Snapmare seguido por Dropkick, para mais alguns socos na adversária. Love bate a cabeça de Tara contra o ringue por várias vezes, antes de ser surpreendida com diversos socos da adversária. Mesmo assim, Love tem a vantagem e a usa para aplicar um Irish Whip na adversária. Tara consegue um Roll Up, mas Angelina vai para o Kickout. Love ainda consegue algumas joelhadas na oponente, antes de um Spinkick para duas tentativas frustradas de pinfall. Love se irrita e joga a oponente para o ringside, enquanto começa a conversar com o referee. Velvet e Madison aproveitam para atacar Tara e jogá-la contra a Steel Step. Angelina pega a oponente novamente e tenta o pinfall, que não sai por causa do Kickout. Love se irrita e começa a chutar a oponente, que fica no córner. Tara começa uma reação bloqueando os socos de Love.

A desafiante consegue uma sequência de Clotheslines seguida por um Slam e finalmente, um Spider’s Web. Tara não vai para o pinfall, e fica olhando irritada para o ringside. Ela começa a atacar Velvet Sky com socos fortíssimos. Madison Rayne também aparece, mas é derrubada pela oponente. Tara volta ao ringue, mas é pega por um Botox Injection de Angelina Love. Velvet Sky aproveita para jogar o spray de cabelo nos olhos de Tara, que recebe o Lights Out. Love faz a cover e consegue a vitória para reter seu cinturão.
Vencedora: Angelina Love

Vamos aos backstages com Lauren entrevistando Dr. Stevie. O terapeuta de Daffney diz que tentou ajudar “Chris” (Abyss), mas que ele não quis continuar com o tratamento. Richards diz que ainda quer cuidar de Abyss, e que nessa noite, no aniversário da TNA, vai conseguir isso, derrubado tanto Taylor Wilde como Chris, para tratá-los. Raven aparece perto de Lauren e diz que gosta dela, gosta dela porque ela é superior a Abyss e não merece um cara como ele. Então, Raven diz a Abyss que hoje vai fazê-lo sangrar, vai torturá-lo, vai fazê-lo sofrer na Monster’s Ball.

Temos uma promo sobre a Monster’s Ball.

Voltamos à arena com a entrada de Raven e Daffney para a Monster’s Ball Match do próximo contest. É aí que a música de Taylor Wilde começa a tocar, para a entrada da ex-Knockouts Champion. E, por fim, Abyss vem ao ringue, para iniciarmos o contest.

Monster’s Ball Mixed Tag Match:
Abyss & Taylor Wilde vs. Raven & Daffney

Daffney sofre com as tachinhas nas costas.

Daffney sofre com as tachinhas nas costas.

O gongo soa e Abyss parte para cima de Raven, enquanto Taylor joga a oponente para fora do ringue com um Dropkick. Abyss e Taylor vão para um Irish Whip que faz Raven e Daffney se baterem. Abyss consegue um Clothesline no oponente, e Wilde vai para outro Irish Whip em Daffney. The Monster combina com a ex-KO Champion um Irish Whip em Raven, que bate e fica com Daffney no córner. Wilde aproveita o momento para ser jogada por Abyss contra os oponentes. The Monster vai para o Corner Clothesline, mas Raven consegue escapar, fazendo com que Abyss bata apenas em Daffney. Taylor e Abyss atacam à oponente, enquanto Raven consegue pegar um latão de lixo. Ele tenta usá-lo contra Abyss, que percebe e derruba o adversário assim mesmo. Raven vai para o ringside, e no ringue, Taylor consegue um Fireman’s Carry Slam (o FU) em Daffney. Ela se joga às cordas para um Dropkick, mas Dr. Stevie puxa o seu pé, fazendo-a cair. Abyss não se incomoda com a interferência de Dr. Stevie, haja vista que levanta Daffney e a joga contra os adversários. Taylor Wilde também consegue um Crossbody em cima dos três, para vibração intensa do público.

Abyss e Taylor voltam a atacar os heels. Taylor foca seus ataques em Daffney, enquanto Raven e Abyss vão para o meio do público trocar seus ataques. Wilde consegue controlar Daffney com chutes, mas Abyss é pego por Raven com alguns chutes. Quando a câmera corta, Daffney está atacando Taylor Wilde, antes de correr para atacar Abyss. Ela se joga nas costas do gigante, mas Wilde volta a aparecer lhe atacando com o latão. Daffney volta a ser atacada por Wilde, mas Raven vai controlando o combate contra Abyss, usando a tampa do latão para isso. Os dois lutadores vão entrando no meio do público, seguido pelas mulheres posteriormente. Raven comanda, mas Abyss consegue reverter um Irish Whip e jogar o oponente contra o guard-rail. Mesmo assim, Raven é esperto e bloqueia um soco de Abyss, derrubando-o. Ele pega um pedaço do guard-rail e pressiona contra a cabeça de Abyss, que fica caído. Raven vai armando uma mesa no meio do público, enquanto vemos Daffney atacada por Wilde.

Raven consegue jogar Abyss contra o guard-rail e levá-lo até a mesa, mas The Monster reverte e volta ao controle. Taylor Wilde também vai bem no combate, jogando a oponente contra o guard-rail e posteriormente, em cima da mesa, que está posicionada no Stage. Wilde sobe em cima de caixas-de-som e se joga para um Splash through the table! As duas mulheres ficam caídas, enquanto Raven e Abyss vão batalhando pela rampa de acesso. Raven consegue pegar uma Kendo Stick já no ringside, mas Abyss consegue se esquivar e jogar o oponente de volta ao ringue. Ainda no ringside, The Monster pega o seu saquinho de tachinhas, para finalmente ir atrás do oponente. Ele ameaça Raven, mas Stevie Richards aparece no ringue para lhe aplicar um chair shot. Raven faz sua a taunt para o público e aproveita para armar a cadeira, antes de um Leg Sweep que deixa Abyss bater de cara com a chair. Dr. Stevie joga diversas armas dentro do ringue, para Raven pegar enquanto Abyss sangra muito. Raven pega uma Kendo Stick e usa contra o oponente, em shots fortíssimos. Temos o pinfall, que leva a 2.

O combate continua com Raven prendendo a Kendo Stick no pescoço de Abyss, próximo às cordas. Taylor Wilde aparece e dá uma “tampada” na cabeça de Raven. O problema é que Daffney re-aparece atacando Taylor com uma bandeja. No ringue, Raven vai atacando Abyss com o lixão. Ele se joga às cordas para atacar The Monster, que consegue se levantar e aplicar um Big Boot no oponente. Abyss pega a Kendo Stick para aplicar shots em Raven, que cai rapidamente. Abyss levanta o braço, indicando o Chokeslam, que é feito perfeitamente. Dr. Stevie aparece no Apron gritando com o referee, que se distraí. Abyss vai atrás de Stevie, mas acaba sendo pego por uma latada de Raven. Dr. Stevie segura Abyss próximo às cordas, para Raven atacá-lo. Raven parte para uma latada, mas Abyss se afasta e consegue fazer com que Stevie seja atingido. Abyss derruba Raven e aproveita a presença de Taylor para jogá-la em cima do oponente. Ele parte para o pinfall, mas Stevie Richards prende a perna do referee, fazendo Abyss desistir da cover.

The Monster se irrita e pega o seu saquinho, enchendo o ringue de tachinhas. Daffney aparece atrás de Abyss o atacando com socos, mas o monstro nem sente. Abyss olha para o público como quem pede permissão para bater e armar o Chokeslam. O problema é que Taylor aparece por trás de Daffney, conseguindo um lindo Powerbomb em cima das tachinhas. No pinfall, Dr. Stevie quebra a cover, mas acaba sendo surpreendido por Abyss, que parte para o Chokeslam. Raven aparece no ringue e dá um chair shot em Abyss, seguido por um DDT na mesma cadeira. Raven tem a chance de conseguir o pinfall, mas Abyss consegue o Kickout! Raven arma o DDT em cima das tacinhas, mas Abyss reverte e vai para o Black Hole Slam! Raven está destruído. Pinfall e vitória de Abyss e Taylor Wilde!
Vencedores: Abyss & Taylor Wilde.

Vamos aos backstages com JB e Jeff Jarret, o TNA Founder. Borash lembra que Double J nunca perdeu uma King of the Mountain em que ele esteve. Jeff Jarret diz que quer vencer o combate, quer tomar o cinturão de volta para a TNA, e que não vai dormir se não conseguir.

Temos uma promo sobre a luta entre Sting e Matt Morgan pela entrada do Blueprint na MEM.

A música de Morgan começa a tocar na arena, para sua entrada, em um contest que vale a sua entrada na liga dos campeões, a Main Event Mafia. Ah, e o Don Voto Cor Leone da MEM faz a sua entrada sob muitos aplausos (como um ícone e um dos maiores da empresa merece). Vamos ao combate.

Singles Match – If Morgan wins, he joins to MEM:
Matt Morgan vs. Sting

Sting voa alto para um Missile Dropkick.

Sting voa alto para um Missile Dropkick.

Os dois lutadores se estudam no início do combate. Sting dá o seu grito (sensacional) e a torcida acompanha, para colocarmos fogo no combate. Morgan empurra Sting para o ringside e vai atrás, jogando o oponente contra o guard-rail. Matt fica falando: “This is the Icon…”, enquanto volta a jogar Stinger contra as grades de proteção do público. Matt entra no ringue, mas acaba sendo pego por Sting, com uma sequência de joelhadas e chutes. Stinger joga o oponente contra o guard-rail e valoriza sua perna com chutes. Borden coloca Morgan no ringue e volta lá, para um Irish Whip. Matt reverte, mas acaba sofrendo um Clothesline. Apesar do golpe, Morgan mal se mexe, e aproveita para aplicar um Clothesline no adversário. The Blueprint aplica uma sequência de Back Elbows no oponente, antes de um Slam seguido por Leg Drop. Temos a cover, mas só vamos a 2.

Morgan joga o oponente contra o córner, de forma duríssima. Matt empurra Sting por lá, para lhe aplicar um Irish Whip e um Splash. Sidewalk Slam de Matt em Sting, que consegue, no pinfall, o Kickout. Morgan prende Sting contra as cordas e se joga lá, fazendo o veterano penar bastante. A luta é praticamente um squash, e se não mudar, eu vou ficar muito p… Pinfall de Matt. Kickout, mas ainda assim, Matt Morgan consegue uma Headlock no oponente. Sting consegue fugir com algumas cotoveladas, mas acaba tomando o Back Slam. Mais um pinfall sem sucesso. Matt vai para a Headlock. Sting, após muito tempo, consegue fugir do golpe e trocar alguns socos com o oponente. Sting valoriza a perna do adversário, mas acaba sendo pego por um Irish Whip. Matt tenta o Splash, mas Sting foge para já aplicar o Missile Dropkick. Morgan se arrasta para o córner e toma um Splash. Stinger tenta repetir o golpe, mas Matt é rápido e aplica um High Knee.

The Blueprint arma um Vertical Suplex, mas Sting foge. Mesmo assim, Matt tenta a cover, que não dá certo. Sting vai para um Low Blow e para o Scorpion Death Drop, para o pinfall. Mesmo assim, temos um Kickout. Sting ataca o oponente com diversos chutes, para armar o Scorpion Death Lock. Matt Morgan consegue fugir rapidamente. The Blueprint joga o oponente contra o córner e vai para o Splash, mas Sting foge e consegue armar o Scorpion Death Drop para mais um pinfall. Agora sim, temos a vitória de Sting, no pior combate da noite, sem dúvidas.
Vencedor: Sting

Uma promo sobre o Bound for Glory vai ao ar, anunciando que o evento desse ano será em Los Angeles. Então, se você não tem dinheiro e quer assistir, peça ao Jack, o banqueiro do nosso blog, que ele vai te dar com todo o prazer.

Nos backstages, AJ Styles e Samoa Joe são entrevistados por Lauren. Styles diz que o combate de hoje será absolutamente ligado à estratégia. Ele diz também que estudou o combate junto com Joe, para conseguir uma vitória. Samoa Joe diz a Kurt Angle que a espera acaba hoje. Ele lembra que derrubou todos os membros da MEM, e que agora vai atrás de Kurt. Samoa Joe termina com uma frase estranha: “Tonight, we’ll become the powerful force on Professional wrestling”. Vamos esperar o main-event para saber (sim, estou assistindo pela primeira vez).

Temos uma promo sobre o combate pelo TNA World Tag Team Championship.

Após as “Taglines”, temos um grito bastante peculiar: “BEER! MONEY!”. Sim, é a entrada da Beer Money, Inc., os desafiantes do Team 3D pelo World Tag Team Championship. E é o Team 3D que entra logo em seguida, para defender seus cinturões. Ray e Devon lutaram na noite anterior pelo IWGP Tag Team Title. Será que estarão no auge de suas formas?

Tag Team Match for the World Tag Team Championship:
Team 3D vs. Beer Money, Inc.

A Beer Money, Inc. volta a dominar a divisão de tags.

A Beer Money, Inc. volta a dominar a divisão de tags.

O combate começa com Brother Devon e James Storm dentro do ringue. Storm começa socando o oponente, para já aplicar uma Headlock. Brother Devon consegue jogá-lo às cordas, para tentar um Clothesline, mas James consegue fugir. Storm vai às cordas e foge de um Clothesline de Devon para uma Headscissors. Ele comemora com o público, mas acaba tomando um Clothesline seguido por alguns socos de Devon. Um Slam e um Headbutt são feitos por Devon, que alcança uma contagem de 2. Devon tenta socar o oponente, mas acaba tomando um Eye Poke para a tag com Roode. A Beer Money, Inc. trabalha junta para um Atomic Drop seguido por Russian Leg Sweep e finalmente, um Knee Drop. Temos mais uma cover, mas apenas a contagem de 2. Roode tenta prender o oponente, mas este é forte e o leva ao córner, para fazer tag com Brother Ray. Enquanto Ray entra no ringue, Roode se afasta e apenas observa o adversário, para finalmente ir agarrá-lo. Brother Ray consegue levar Roode até o córner, onde começa uma troca de socos com o oponente. Roode consegue se jogar às cordas, mas acaba tomando um Big Boot de Ray. Roode se levanta rapidamente para tentar um Clothesline, mas nem mexe Ray. Ele se joga às cordas, foge de um Clothesline e voa para um Springboard Clothesline, que dessa vez consegue derrubar o oponente. Os dois lutadores voltam a se afastar.

Ray e Roode se agarram, mas o primeiro é mais forte e leva o oponente ao córner. Lá, Brother Ray distribui Chops, até que Roode consegue bloquear um para iniciar sua própria sequência. No entanto, Ray é rápido e foge de um Chop, para mandar o German Suplex. O Tag Team Champion tenta atacar o oponente, que consegue uma sequência de socos. Robert se joga às cordas e tenta um Roll Up, que Ray não recebe. Brother Ray começa a socar o oponente, antes de levá-lo ao córner para fazer a tag com Devon. O Team 3D trabalha junto para junto para uma combinação de Sidewalk Slam e Leg Drop, que leva à contagem de 2. Apesar dos golpes, Robert se levanta e aplica uma joelhada e alguns socos no oponente, antes de fazer a tag com James Storm. A Beer Money, Inc. leva o oponente ao centro do ringue e parte para um Double Suplex, que é bloqueado por Brother Ray. Devon cai em pé e parte para o Double Clothesline na Beer Money, Inc. Roode rola para fora do ringue, e Devon parte para um Irish Whip em Storm, que reverte. Mesmo assim, Devon foge de um Corner Clothesline armando um Boot, que afasta o oponente dali. O referee é distraído por Brother Ray (que foi reclamar sobre algo) e acaba não vendo que Roode derruba Devon, para empurrá-lo contra o turnbuckle post. Storm aproveita o momento para aplicar uma sequência de socos em Devon, antes de levantá-lo e aplicar o Irish Whip. No Rebound, Storm vai para um Clothesline, que deixa Brother Devon caído.

Storm faz a tag em Roode, que entra prendendo o pescoço do adversário, ainda caído. Robert ainda aplica uma Headlock em Devon, que consegue se levantar e fugir do golpe com cotoveladas. Roode vê o oponente se jogando às cordas e aproveita o momento para um Shoulder Block, para o pinfall. O oponente dá o Kickout, e Roode faz a tag com Storm. O “cowboy” leva o oponente às cordas e vai para um Clothesline, que deixa os dois lutadores caídos (Devon também fez o golpe). Brother Ray e Roode recebem a tag, mas o primeiro consegue uma sequência de Clotheslines para um Back Drop, seguido ainda por um Full Nelson Powerbomb. Ray tenta a cover, que é quebrada por Storm. Brother Devon entra tirando James do ringue e aproveitando para trabalhar em dupla com Ray, em um Double Clothesline. Os dois se preparam para o 3D, mas James Storm volta ao ringue aplicando um Enzuigiri em Ray. Desse modo, só houve o Back Drop de Devon, que ao perceber a situação, jogou Storm para fora do ringue. Ray vai para um Scoop Slam em Roode, enquanto Devon se coloca no turnbuckle: Whassup?. Ray e Devon vão para o “1 – 2 – 3D!”, deixando a torcida animadíssima. Brother Devon vai para o ringside buscar uma mesa, armada ali mesmo. James Storm, no entanto, aparece atacando Devon. Ele tenta colocar o oponente em cima da mesa, mas Ray o ataca. Mesmo assim, Robert Roode pega Ray de surpresa e vai para o SpineBuster. Temos mais uma cover, dessa vez só de 1.

Roode faz a tag com Storm, para aplicarem juntos um Double Suplex em Ray. “BEER! MONEY!”. Storm vai buscar Ray, mas vê que a British Invasion aparece na rampa de acesso. A torcida começa a gritar “USA!”. Brutus Magnus e Doug Williams vão para a mesa de comentaristas, enquanto, no ringue, Storm vai para um Knee Facebuster seguido por Clothesline em Ray. Ele faz a tag com Roode e já leva o oponente às cordas, buscando algum golpe. O problema é que Brother Ray não deixa BMI agir, com uma sequência de Clotheslines nos oponentes. Brother Ray também fica caído, mas levanta sob os aplausos do público para fazer a tag. Brother Devon entra aplicando uma sequência de Clothesline e Back Elbow na Beer Money, Inc. Ele vai para a cover em Roode, mas Storm quebra. O próprio James Storm leva Devon às cordas, mas acaba tomando um Powerslam. Brother Devon ainda aplica um Side Slam em Roode, tentando a cover, mais uma vez quebrada. Ray entra no ringue, irritado, e tira Storm do ringue. Ele e Devon vão para o 3D II, que consegue uma cover de 2! Storm aparece subindo no turnbuckle e pulando para o Crossbody, que derruba o Team 3D. Storm e Roode trabalham juntos para um Corner Clothesline, mas Devon bloqueia e derruba Storm. Brother Devon aproveita para subir no turnbuckle, enquanto Ray segura Roode. O problema é que Roode consegue fugir do golpe e empurrar Ray contra Devon. James Storm também consegue atacar Ray, com um Backcracker.

James Storm aproveita para subir no turnbuckle com Devon e mandar uma Hurrincarana, seguida por um Frog Splash de Roode! Temos mais uma cover, mas apenas 2. A Beer Money, Inc. não se abate com o insucesso e arma um Double SuperPlex em Devon. Porém, Brother Ray aparece derrubando Storm para o ringside. Ele ainda aproveita para levantar Roode e preparar o Deadly Device! Temos mais uma cover e mais um Nearfall! Devon tenta um Scoop Slam, mas Roode escapa e o leva ao córner, onde Storm cospe cerveja! Entretanto, Devon se abaixa e consegue escapar, deixando a cerveja toda na cara de Robert. O Team 3D consegue o 3D! Porém, Rob Terry aparece no Apron para atrapalhar o referee, quebrando a cover. Brother Ray se irrita e derruba Terry, antes de subir no turnbuckle para um Crossbody para o ringside, que ainda atinge Brutus Magnus! No ringue, Brother Devon pega Doug Williams, jogando-o through the table! Só que essa distração custa caro, e a Beer Money, Inc. consegue um DWI para derrubar o reinado do Team 3D!
Vencedores: Beer Money, Inc.

Vamos aos backstages com JB e Kurt Angle (com cabelo). JB pergunta a Kurt se ele se preocupa com a presença de Samoa Joe na King of the Mountain Match, já que este quer sua destruição. Angle diz que não importa a presença de ninguém naquela luta, pois o combate só vai ser sobre ele e Samoa Joe, sem ninguém poder interferir. “It’s real, it’s damn real!”

Uma promo sobre a King of the Mountain Match vai ao ar.

Depois da “Tale of the Tape”, vamos para as entradas do nosso main-event. Para cada uma delas, temos uma pequena promo anunciando o participante. A primeira é a do TNA Original e Legends Champion, o Phenomenal, AJ Styles! O segundo é o seu aliado no combate, o homem que fundou a Nation of Violence, a Samoan Submission Machine, Samoa Joe! O terceiro é o King of the Mountain, o TNA Founder, Double J, Jeff Jarret! E o último desafiante do combate é simplesmente, o cabeludo, o Olympic Gold Medalist, Kurt Angle! O campeão, Mick Foley, também faz a sua entrada, iniciando o combate.

King of the Mountain:
Mick Foley vs. Kurt Angle vs. Jeff Jarret vs. Samoa Joe vs. AJ Styles

Kurt Angle: o primeiro e atual TNA World Heavyweight Champion.

Kurt Angle: o primeiro e atual TNA World Heavyweight Champion.

Antes mesmo de o gongo soar, Samoa Joe parte para cima de Kurt Angle, metendo a porrada mesmo. Dois referees entram no ringue para tentar parar a confusão, mas só conseguem quando o principal pune Samoa Joe, que começará o combate na Penalty Box. Como consequência, Kurt Angle já está elegível à vitória. Enquanto o gongo soa, Mick Foley permanece em pé no Apron. AJ Styles e Jeff Jarret trabalham juntos contra Kurt Angle, aplicando uma sequência de Uppercuts e Punches. AJ consegue jogar o oponente às cordas e, na volta, pegá-lo em um Dropkick. Jeff Jarret consegue se jogar em cima do adversário e aplicar um Enzuigiri logo em seguida, fazendo Kurt Angle ficar caído. Tanto Styles como Jarret tentam pinar o Olympic Gold Medalist, mas ninguém consegue. Os dois desistem das covers e vão para um Double Suplex, seguido por um Irish Whip para Back Elbows. Mick Foley finalmente entra no ringue e deixa Jeff Jarret piná-lo, avisando para o referee que houve uma contagem de 3. Enquanto Foley vai para a Penalty Box (que estranho, meu…), Joe sai da mesma, já que seu tempo de 2 minutos acabou. Enquanto o Submission Machine entra no ringue, AJ Styles é jogado para o ringside por Kurt Angle, por meio de um Jawbreaker. Joe, no ringue, trabalha bem contra Jarret e Angle, com uma sequência de Clotheslines e socos nos oponentes. Samoa joga o oponente contra o ringside, para aplicar sua sequência de Back Elbow e Enzuigiri em Jeff Jarret. O TNA Founder fica caído, enquanto AJ Styles volta ao ringue para uma Headlock em Samoa. O Submission Machine joga o oponente contra as cordas, fazendo com que Styles consiga um Dropkick em Kurt Angle, que tentava voltar ao ringue.

Dentro do ringue, Jeff Jarret tenta atacar Samoa Joe, que consegue uma Wrist Lock, para sua combinação de Atomic Drop, Big Boot e por fim, Running Senton. Joe tenta o pinfall, mas Jarret dá o Kickout. No ringside, vemos AJ Styles jogando Kurt Angle contra o guard-rail. Os dois continuam a briga por ali, enquanto, no ringue, Samoa Joe vai conseguindo massacrar Jeff Jarret. Também vemos que Mick Foley é liberado para voltar ao combate, enquanto Kurt Angle deixa AJ Styles caído no ringside para voltar ao ringue. Mesmo assim, Samoa Joe consegue um Clothesline que derruba o adversário para o ringside. Foley entra no ringue tentando atacar Joe, que consegue uma sequência de socos antes de armar o Coquina Clutch. Mick Foley se desespera no ringue, enquanto vemos Jeff Jarret, Kurt Angle e AJ Styles batalhando no ringside. Angle consegue jogar Double J no guard-rail e logo em seguida jogar AJ Styles no ringside. O Olympic Gold Medalist volta ao ringue enquanto vemos que Mick Foley dá tap-out, permitindo que Samoa Joe seja elegível à vitória. Kurt Angle leva uma escada consigo para o ringue, mas acaba perdendo a Ladder para Samoa Joe, que o ataca usando o objeto. Jeff Jarret também volta ao ringue, mas acaba sofrendo os mesmo golpes de Angle. Joe joga a escada em cima de Kurt Angle, antes de jogar Jarret no córner para uma sequência de socos. Mick Foley volta para a Penalty Box, enquanto vemos que Samoa Joe consegue um Suplex em Kurt Angle em cima da escada! O problema é que Jeff Jarret se levanta e aparece atacando Joe, aproveitando para pegar a escada e armá-la no córner. Double J tenta jogar Samoa Joe contra a Ladder, mas o Submission Machine reverte o Irish Whip, fazendo Jarret bater duramente contra o objeto.

Joe ataca Jeff Jarret e Kurt Angle no ringue, enquanto vemos Mick Foley sendo liberado para participar do combate. Samoa Joe aproveita para pegar a escada e armá-la no centro do ringue, para pegar o cinturão e tentar colocá-lo na base. Mick Foley entra no ringue e derruba a escada, fazendo Joe cair de forma impressionante! A escada fica torta! O Hardcore Legend aproveita o momento para chutar Samoa Joe, antes de tentar pegá-lo para algum golpe. Entretanto, AJ Styles volta ao ringue para atrapalhar o campeão, que consegue se recuperar algum tempo depois. AJ fica caído no ringside, enquanto Foley consegue um Irish Whip em Joe, direto na escada. Mick toma distância para tentar um Clothesline, mas Joe vai para o Hip Toss, fazendo Foley bater direto na escada. Com Mick Foley e Samoa Joe caídos, Jeff Jarret tenta pegar a escada para armá-la no centro do ringue. No entanto, a escada está torta e atrapalha Jeff, que desiste e a joga em cima de Kurt Angle, que estava no ringside. Double J desce do ringue e vai buscar uma nova escada, para armá-la no centro do ringue. Ele pega o cinturão, já que está elegível e tenta colocá-lo na base. Entretanto, Kurt Angle aparece rapidamente com um Low Blow no TNA Founder, antes de atacar Mick Foley, que também estava por ali. AJ Styles aparece atacando Kurt Angle, fazendo com que o oponente ficasse caído. Styles arma a escada no córner e tenta jogar Angle lá, mas este bloqueia o golpe e vai para um German Suplex. AJ Styles, no entanto, consegue cair de pé e armar o Tornado DDT, que não sai. Kurt Angle aproveita para aplicar um Suplex no Phenomenal, direto na escada. Neste momento, Jeff Jarret aparece com seu violão, tentando atacar Angle. Apesar disso, Kurt consegue evitar o golpe com um chute, aproveitando para tentar um Clothesline no oponente. Jarret consegue fugir e aplicar um Roll Up, que Angle reverte em um Ankle Lock. Jeff Jarret escapa, mesmo assim, e consegue pegar o violão, para destruí-lo na cabeça cabeluda do medalhista olímpico.

Assim, fica fácil para Jarret subir na escada, passo a passo. O problema é que Mick Foley sobe junto com o TNA Founder, para trocar socos lá no topo. AJ Styles, repentinamente, aparece na imagem, com um Springboard Dropkick que derruba escada, Foley e Double J. Samoa Joe, neste momento, volta ao ringue para ajudar Styles a se levantar. Os dois ex-parceiros de Frontline trabalham juntos contra Mick e Jarret. Eles têm o controle, mas Foley consegue derrubar Styles para subir em cima da Penalty Box. Samoa Joe, enquanto isso, arma a escada de forma horizontal no córner. AJ Styles também sobe com Mick Foley, que arma um Suplex. The Phenomenal bloqueia o golpe e ameaça jogar Foley contra a mesa de comentaristas. Apesar disso tudo, quem sai por cima é Foley, que joga Styles no centro do ringue. Pouco tempo depois, Jeff Jarret levanta e é atacado por Samoa Joe, que tenta um Irish Whip contra o córner que tem a escada. Jeff consegue reverter, mas Samoa arma o Sleeper Hold. Mesmo assim, o TNA Founder consegue fugir do golpe com um Jawbreaker, seguido por um Flatline na escada! Kurt Angle aparece rapidamente e consegue um Olympic Slam em Jarret, tentando a cover. Temos apenas 2. Neste instante, Mick Foley pula da Penalty Box para um Diving Elbow Drop. 1 – 2 – 3 e Foley está elegível, enquanto Angle é obrigado a ir à Penalty Box. O Hardcore Legend arma uma escada no centro do ringue, enquanto tem o seu cinturão na mão. Ele sobe na escada, enquanto AJ Styles pega o Legends Championship Belt na mesa de comentaristas. Mick se dirige ao topo da escada, mas acaba tomando um shot com o belt de AJ Styles, que ainda consegue um Enzuigiri para derrubar Foley da escada.

AJ Styles e Samoa Joe se juntam para atacar o World Heavyweight Champion, com vários socos e chutes. Styles, no auge, consegue um lindo Pelé Kick, para expulsar Foley do ringue. Samoa Joe e AJ trabalham juntos novamente, com AJ se jogando às cordas e Samoa o jogando para fora do ringue, armando um Corkscrew Suicide Dive para a contagem de 3, no ringside. No ringue, Jeff Jarret pega a escada e a usa para atacar Samoa Joe, logo em seguida, armando-a no ringue. Kurt Angle é liberado da Penalty Box, mas continua debilitado. O momento é de Jeff Jarret, que sobe na escada para tentar colocar o cinturão no suporte. AJ Styles também sobe na escada para batalhar com Jarret, enquanto Kurt Angle aparece no ringue, tentando derrubar a escada. Ele não consegue e Jarret se irrita, tentando um Crossbody. Angle consegue segurá-lo no ar e derrubá-lo, fazendo com que Double J também fique caído. Styles acaba caindo da escada também, mas este tenta se arrastar para pegar o cinturão. Samoa Joe se levanta e começa a atacar o parceiro (AJ), com uma sequência de socos para buscar as cordas. AJ Styles aproveita o momento para um Dropkick em Joe, enquanto vemos Mick Foley ser liberado da Box. Foley entra no ringue atacando AJ e roubando-lhe o belt, antes de jogá-lo direto na cabeça do oponente. O problema é que Samoa Joe aparece rapidamente com um Dropkick em Foley, que cai para o ringside. Jeff Jarret também aparece participando da festa, para uma troca de socos com Foley. No ringue, Samoa Joe sobe na escada com o cinturão na mão, buscando a vitória. Porém, AJ Styles consegue se levantar, segurar a escada e derrubar Samoa Joe.

Styles tenta se colocar na escada, mas Samoa Joe e Jeff Jarret aparecem para impedi-lo, formando uma grande confusão por ali. Joe joga Jeff Jarret no ringside e parte para o Irish Whip em AJ Styles, que reverte, formando um Suicide Dive de Joe em Foley e Jarret, no ringside. Apenas AJ fica no ringue, mas por pouco tempo, já que Kurt Angle aparece tentando o Olympic Slam. AJ Styles consegue reverter o golpe, armando o Styles Clash que é executado perfeitamente. Styles pega o cinturão, com a torcida no auge da vibração, para subir na escada. Ele se posiciona a centímetros da vitória, mas Samoa Joe aparece com um Powerbomb dali mesmo. Samoa Joe pega o cinturão e sobe na escada, junto com Kurt Angle. Enquanto todos pensavam que Joe ia atacar Angle, este apenas entrega o cinturão ao Olympic Gold Medalist! Kurt Angle apenas tem o trabalho de colocar o cinturão na base, para vencer o combate e se tornar campeão novamente. Angle abraça Samoa Joe, que desce da escada para comemorar a vitória no ringue.
Vencedor: Kurt Angle.

Kevin Nash, Scott Steiner e Booker T aparecem na rampa de acesso, aplaudindo o novo integrante da MEM: Samoa Joe.

Comentários:
PPV de gala. Um dos melhores que pude acompanhar desde que comecei a assistir à TNA, no ano passado. Creio que os resultados foram excelentes, principalmente o do main-event, com a entrada de Samoa Joe na Main Event Mafia. Confesso que fiquei com cara de “WTH?” inicialmente, mas depois gostei bastante do resultado.

Dentro do ringue, foi um PPV de dar orgulho de acompanhar wrestling hoje em dia, e fora dele, foi tão bom quanto, com uma grande produção feita pela TNA nesse 7º aniversário. Fico me perguntando como a empresa vai agir no Bound for Glory deste ano, que tem tudo para ser o real “Grandest Stage of Them All”.

Abraços!

Anúncios

13 comentários em “TNA Slammiversary 2009

  1. Apesar do atraso (compreensível pelo tamanho da análise de um PPV) li e gostei muito.Sobre o PPV realmente acho que foi um dos, senão o melhor desde que eu começei a ver TNA.Realmente só com aquela open match (que pra mim pode até ser considerada 5 estrelas) já valeu o show só que o resto das lutas também foram muito boas.Detalhe pra Daffney que aceitou muitos tipos de spots que muitos homens não aceitariam (principalmente o lance da tachinha, realmente sensacional).O Main Event também foi incrível naquele final eu olhei bem pro PC e pensei putz o Joe acho que se machucou e não conseguiu parar o Angle, mas depois eu vi eles se abracando e realmente saiu um WTH da minha boca, porque o Joe demonstrava tanto ódio pelo MEM que uma união era uma das últimas coisas pensáveis. Outras lutas também foram muito boas mas eu destaco essas.Excelente PPV, excelente análise.

  2. Foi um grande PPV. Combates de qualidade, entretenimento e sequência nas storylines.

    O combate da X-Division honrou o nome da categoria. Lutadores rápidos, ágeis e criativos. O resultado foi muito bom e dará continuidade a storyline do Suicide, mas agora com uma rivalidade entre Guns e Lethal Consequences.

    Sobre essas tags, os Guns são perfeitamente habilidosos em ringue, mas não curto muito os personagens. Acho meio genericão, mas mesmo assim, são uma das melhores duplas da atualidade do wrestling mundial. Comandam o show dentro do ringue!

    Já a Lethal Consequences foi a melhor coisa que poderia ter acontecido para os lutadores. Com dois personagens bem “fanfarrões” e uma excelente habilidade no ringue, só falta mesmo tempo e entrosamento para a consagração. E olha que, quem viu os dois no início e agora, já consegue reparar nítidamente esse entrosamento chegando. Essa tag é um show a parte e não consigo saber de qual personagem que gosto mais, se é o “Black Machismo” Lethal, ou o Consequences Creed e sua entrada no ringue falando milm coisas ao mesmo tempo rs.

    A Monsters Ball foi surpreendente. Claro que já vimos coisas muito mais “agitadas” quando falamos os nomes de Raven e Abyss, mas as meninas impressionaram.
    Em primeiro lugar a Daffney. Quem a conhece, sabe que ela é disposta a muita coisa no wrestling, fazendo um personagem nessa linha louca de um Raven/Abyss, mas mesmo sabendo que ela é disposta, assistir a menina recebendo esses spots é de impressionar mesmo. Talvez pelo meu cavalheirismo e protecionismo com as mulheres rs.
    Em segundo lugar a Taylor Wilde. Ela mostrou que veio ao wrestling para ficar mesmo. Pode não ser a melhor de todas, mas está sempre se sujeitando a fazer tudo que é novo. Vive em constante evolução! Ela não recebeu os spots hardcore (exceto cadeiradas, o que já foi um avanço), mas aplicou spots altamente high-flyers numa demonstração de auto-confiança e superação. Merece todos os parabéns e me deixa imaginando o que será dela daqui a alguns anos. Só não pode parar na BIG E.

    Sting vs Matt Morgam foi a grande decepção. Até agora não sei se foi o Sting que botchou na saída do Hellavtor (definitivamente seria o final do combate), ou se foi o Matt Morgam que não se ligou para cair no Scorpion Death Drop.
    Sinceramente? Acho que o Botch começou com o Sting e terminou com o Morgam não sabendo terminar rs.

    Interessante é ver como que o Sting é experiente e o Morgam, mesmo sendo um bom lutador e estando a tanto tempo no wrestling, ainda tem muito o que aprender. Naquela hora que acabou o combinado, o Matt ficou meio sem saber o que fazer. Já o Sting estava plenamente consciente e foi orientando o grandalhão sobre como agir. E olha que ele ainda inventou um finalzinho bacana, ao invés de fechar com o Scorpion Death Lock mesmo..

    Luta da Tara não foi boa não. E sobre Knockouts, a noite era da Wilde e Daffney, não tinha jeito. A única coisa que pode se equiparar a apresentação das duas, foi a entrada da Beautiful People no ringue rs. Ainda acho que um dia eu morro por causa disso rs.

    Gostei de todos os resultados. Foram bons, consistentes e convincentes. O mais interessante é que agora, com esse resultado do World Heavyweight Championship, todas as storylines foram misturadas. Estou ansioso para saber o que vai acontecer com tudo: Kurt Angle vs Sting, Mick Foley vs Jarrett e a Vingança de Samoa Joe.

  3. PQP!
    é por isso que gasto minhas noites assistindo TNA…

    Espero que as pessoas realmente aprecie esse bom show diferente do que vejo atualmente que as pessoas assistem só por modinha…

    Quem frequenta o chat do Portal sabe do que estou falando… Tem 8 usuarios que vê TNA….OITO pessoas só que assiste o show…

    E atualmente tem bem mais… e por que? oras porque está na moda dizer que gostam de ROH e TNA…

    Mas vamos ser legais com essas pessoas, espero que realmente continuem assistindo TNA que pode ter seus defeitos, mas é a unica ainda a proporcionar bons combates (claro que to descartando as indys).

    E esse PPV foi tão foda que o DVD que estou fazendo para divulgar o pro-wrestling tem duas lutas desse show…

    A primeira foi simplesmente sensacional, junte todos spots do Jeff Hardy esse ano e nem chega a metade do que os caras fizeram…

    A luta do Abyss e Raven simplesmente foda… ta certo que o Raven na ECW me parecia um pouco mais agil… Mas enfim as moças ali provam qu mulheres são duronas pra cacete diferente da grande W…

    E é impressionante como um PPV foda desse não tem quase nenhum comentário… e uma coisa como Extreme Rules que teve umas 3 lutas só prestaveis está cheio de comentários…

  4. É realmente a primeia luta pelo X Division Champiosnhip me impressionou muito foi altamente técnica com muitos spots bons e um final muito bom.Continuo a dizer que se fosse uma 5 Stars match não teria problema algum.
    E é impressionante como um PPV foda desse não tem quase nenhum comentário… e uma coisa como Extreme Rules que teve umas 3 lutas só prestáveis está cheio de comentários [2]

  5. Po Raposa, essa luta aí pra quem conhece o Raven e o Abyss, nem pode ser chamada de Hardcore rs.

    Mas Raven, Abyss, Foley, Dreamer, Sandman e Sabu são lendas do Hardcore pois fazem um Hardcore com história, com personagens. As lutas tem sequência e os elementos vão sendo adicionados na medida certa. A agressividade vai surgindo progressivamente… Então não é só uma disputa de quem se ferra mais. É uma peleja das boas.

    Tem federaçãozinha aí que se diz a bam bam do Hardcore e não passa de uns caras disputando quem se corta mais rs.

    Mas não é o assunto…

    E Gustavo, discordo de longe de ser uma 5 stars match. Foi um lutão, mas uma 5 stars é mais do que uma luta com bons movimentos. É uma luta perfeita, que vem de uma feud perfeita, que vem de uma promoção perfeita…

  6. Ué foi o que eu disse hehe!
    As lutas do Raven com o Tommy na ECW onde eles se batiam até nos bastidores eram fantásticas…

    Perfeição não existe… mas essa luta só não foi 5 estrelas por que a feud está no começo ainda… Se ela mantiver o bom nivel até o PPV mais importante da TNA e ai sim com toda expectativa gerada eles repetirem uma atuação dessa com certeza pode ganhar 5 estrelas…

    Mas sejamos sinceros também, cada um da a nota que quiser pois gosto é de cada um assim com o Meltzer das as notas de acordo com seu gosto…

  7. Sim, mas é que dar 5 estrelas para uma luta dessas seria ficar fora do parâmetro para outras lutas melhores que não ganharam nem 5, nem 4.

    Você pode dar a nota que quiser, mas tem que ter parâmetro. Se as notas forem dadas baseadas somente em feeling, não terão credibilidade.

    É muito difícil uma luta receber 5 estrelas sem um esforço total da companhia na criação do “Heat”.

    Sobre o Raven, estava até assistindo um combate dele com o Jeff Hardy na TNA. Muito bom.. pena que o Jeff não sabe se portar como um funcionário de respeito e a feud precisou ser interrompida.

  8. Caraca, que PPV legal pra caramba
    ainda não vi tudo, só a primeira parte, e já estou com essa visão..ehheh
    Pela Review deu pra notar como foi da hora…
    Esse combate da X Division, Rapaaaaaaa, que foi isso, não parou um minuto. Todos lutadores muito bons, MCMG apavoram mesmo, mandam muito bem e tem um entrosamento gigantesco. Agora, Jay Lethal e Consequences Creed. Eu já era fã dos caras, principalmente do Lethal, hehehe, mas nessa King of the Mountain eu achei eles fantásticos.O Lethal ganhou a Monster Ball valendo o Title Shot ai X Division, e isso nem foi aproveitado, pensei que ele ganharia dessa vez, mas o Suicide vencendo foi uma boa…

    A Luta das knockouts foi linda, não digo pela técnica, mas as mulheres que lá estavam eram sensacionais. heehhehe. Essa Angelina Love e Velvetinha Sky são fantásticas, e a Tara é o que há de Mulher no ringue atualmente. Mesmo não sendo uma grande luta, foi interessante ver esse combate… muito.

    Monsters Ball é coisa de loco, ehhehe. Gostei da luta, as moçoilas lá hein, fizeram uma apresentação incrível. Abyss e Raven são as figuras mais bizarras da TNA, sempre com combates loucos. Bem, sempre vou me lembrar do Abyss pegando fogo no Bound for Glory. A WWE precisa de caras como Raven e Abyss, aqueles loucos psicopatas sem noção. Lá temos o Kane, que bem, é o Kane né, atualmente não bota medo em ninguém.

    beer Money Inc sempre estão com os títulos hein, é brincadeira isso :p. Próximos campeõs vai ser a Lethal Consequences 😛 Oh Yeahhhh

    Agora, esse Samoa Joe hein, que surpreendente
    eu assisti ao vivo esse combate, e tava travando muito minha Stream. quando vi o Angle e o Samoa em cima da escada, pensei, vai dar um Spot bacana agora… Samoa preparou para dar uma “cinturãozada” no Angle e travou, com o som eu ouvi o Juiz decretando fim de luta, imagem voltou e quando pensei que o Samoa tinha vencido, vi o que de fato aconteceu…ehhehe. Muito da hora, eu gostei do Joe fazer isso, mudou completamente seu lado, e agora a MEM esta mais forte do que nunca… Quem vai ser os rivais desses caras? Quem vai bater de frente?

    Já estou até vendo, MEM descendo o rebumbo no ringue, e do nada… UMAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAGA, e Mr.Kennedy. Pô, seria uma confronto e tanto…

    Falta ver duas lutas ainda, mas gostei muito desse PPV. Cheio de surpresas e emoções.

    Kurt Angle novo campeão? não espera por isso mesmo.
    Tanto que me ferrei feio nas apostas
    Pra falar a verdade não esperava por nada disso, em nenhum combate..ehhehehe

    Muito boa Análise Kinguete, e um PPV e tanto hein.
    Abraço

  9. É se for ver pelo lado de feud não merecia 5 estrelas mas é que eu disse que merecia 5 estrelas no quesito de Wrestling, também de spots e do público também pois como os MCMG eram daquela cidade houveram grandes pops.
    Kurt Angle campeão inpressionou mesmo, surpresas são muito boas quando acontecem na hora certa (só é ruim pros apostadores hehehe)

  10. 5 Estrelas para mim foi Candice Michelle vs Torrie Wilson, Combate na água com Top branco….

    Aew, agora que carregou a imagem aqui, o Jay Lethal esta usando A MESMA ROUPA do Macho Man. Essa Sunga ai o Macho usou em muitos combates. Legal isso, o envolvimento do cidadão para representar bem o personagem do Randy Savage.
    Só falta alguem como a Liz ali para representar bem ele. SoCaval? AahAHHhaHAHha, Pelamor né, sem comentários.

    Shane Douglas já era novamente? heehhehehe, Tá rodado esse véio..

    E Po, quando o Mick Foley e o AJ Styles estavam em cima da Jaulinha, eu pensei na hora… PQP, vai vir algo louco lá, Foley vai voar nas mesas, Foley vai voar na torcida, Foley vai voar, dar um Duplo Twist carpado e cair em cima da escada… Mas ele empurrou o AJ. O combate foi cheio de emoções. Muita gente falou que não gosta de uma King of The Mountain Match, mas é muito legal esse tipo de luta. O Foley estava insano, pulou da Jaulinha e tudo mais, quando filmaram ele preso lá, meeeu, que expressão facial “Mick Foliana” perfeita hein….
    Grande Foley.

  11. Ótima Review, felizmente vejo TNA, e me orgulho bastante de ver, cada spot, cada wrestler, cada maluquice, esse foi um ppv cheio de surpresa, e a maioria boa, só terminei de assistir na sexta, mas valeu assistir, e as pessoas ainda acham WwE melhor…
    A 1 Luta para mim foi a melhor, todos wrestler com alta qualidade, nesse tipo de luta, não é para menos, um show a parte, a do Sting e do Matt Morgan eu não gostei muito, e a KOTM pelo TNA Heavyweight achei boa, mas podia ser melhor, a luta do Raven e Abyss foi bem legal, não acreditei na hora que Raven fez o DDT na cadeira e Abyss de Kick-Out.
    Obs: Não seria: “If Matt Morgan wins he joins THE MEM”?

  12. Vixi, que ppv do caramba esse! Fui ver só hoje, e putz…que surpresa essa no fim, hein? Não esperava meeeesmo! Lutas com grande qualidade, entrosamento, expectativas, muito bom! Como a maioria, não gostei da do Sting e da Tara, mas as outras arrasaram….que duplas bacanas temos na TNA, uau!
    Daffney e Taylor fizeram um show aparte…muito bom mesmo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s