Farofa do Raposa – Mas não é o açouguero na tv? Parte 2

“I’m back
And better than ever
Got a knack”

Yeah! Com essa introdução mais do que apropriada da música de Eric Bischoff’s eu volto com a segunda parte dessa coluna tão… Não vou me auto-elogiar, isso é coisa que só o Serdan faz hehehe!

Vamos continuar vendo esses lutadores que tem segundos empregos, e não só contentes por receberem dois décimo terceiro eles ainda levam sua profissão para o ringue… Veja o resto do post para saber quais são:

Fred Ottman: Esse nem com espinafre resolveria!

Sei que marujos já foram símbolos sexuais pra mulheres em alguma década, e sabemos que marujos podem ser durões (vide o o Popeye).

O que? Popeye é um marinheiro? Bha, não atreva-se a me contradizer…

Continuando, não a nada de errado em ter um marujo (ou marinheiro sei lá) na luta livre, muito pelo contrário se olhar os exemplos acima… Mas olhem bem pra foto do Fred e me digam se ele lhe passa  respeito… Exatamente, está praticamente escrito em sua testa “por favor me batam até eu virar carne moída”.

Quero dizer, ele devia ser um marujo fracassado, pois com todo aquele peso era impossível o sujeito flutuar caso cai-se na água (algo que deve acontecer com freqüência com marinheiros) então como nenhum seguro de saúde cobriria os possíveis afogamentos que Ottman sofreria ele foi para os ringues…

O que não mudou muito sua humilhação, não francamente, ele pode até parecer o Brutus, tanto por sempre levar uma surra e pela aparência…

Só faltou se  trajar de Sailor Moon pra querer esquecer sua carreira no wrestling…  Ou não, levando em consideração que mais tarde Fred se aliaria ao Earthquake e formaria uma tag team chamada de ” Natural Disasters”, onde o unico desastre era realmente suas roupas…

E vocês acharam que só pelo fato dele ser o Shockmaster merecia levar uma surra não é? Bom agora sabem que tem gente que não nasceu pra atuar em certas áreas, Fred você devia ter continuado como marujo, uma morte por afogamento seria menos dolorosa do que sua carreira na luta livre…

The Demon – De baixista pegador a lutador… Tudo menos um demônio!


E vocês acharam que já tinham visto de tudo, quando você é um astro do rock e já cansou de pegar mulher (se é que da pra cansar disso) o que mais quer fazer na vida?

Claro que a primeira coisa que vem a sua mente é lutar em um ringue junto com  homens marombados com óleo no corpo… Foi o que Gene Simmons fez… (ou melhor, pagou pra alguem fazer por ele, mas não vamos quebrar a fantasia e fingir que Brian Adams é realmente o Gene nesse personagem).

Como toda graça do KISS acabou nos anos 80, onde as pessoas perceberam que só eram uma banda industrial e só impressionava pela aparência, e que eles podiam curtir coisas melhores nessa década como AC&DC, Motorhead e Judas Priest, Gene Simmons percebeu que não poderia mais comer 20 mulheres de uma vez só e precisava aparecer ainda mais na mídia… (nesse tempo ainda não existia reality shows).

Em uma bela noite coçando o saco no sofá e mudando de canal (como Andy Kaufman fez) ele achou a WCW, logo achou que um baixista quase no ostracismo podia ganhar a vida e fama lutando, não pensou duas vezes e se vestiu com sua maquiagem mais carregada que drag queem e foi lutar nos ringues…

Como a WCW empregava até invasores do espaço, Gene não encontrou problema pra participar do show… Mas como sua maquiagem lhe dava cãibras ele não podia lutar por muito tempo, assim nunca podê se destacar e voltar a comer mais mulheres.

Mas nada disso abalou sua carreira, já que ele resolveu se prostituir ainda mais e fazer filmes de gosto questionáveis que tanto adoramos rir de suas falhas…

The Mountie – Só faltou o cavalo.


Vocês conhecem o Canadá, uma das 8 maiores economia do mundo, mas assim como o Nhonho do Chaves o Canadá é grande e rico mas ninguem se lembre dele…

Logo ter um emprego importante por lá não é grande coisa, só vai lhe ajudar a pegar mais fácil as franco-canadense, mas se essas forem como na europa e não se depilarem, bom nem isso é agradável…

Deve ter sido o que Jacques refletiu enquanto estava montado em seu cavalo patrulhando um monte de gelo (que é o que mais tem no Canadá), então resolveu partir pro mundo das lutas e mostrar que um integrante da Real Policia Montada Canadense tem bolas pra peitar qualquer desafio…

Bem, eu não sei o que alguem da Real Policia Montada Canadense faz, deve ser bem diferente do que o BOPE faz, mas deve ser algo muito importante por lá, já que até o Brendan Fraser foi um.

E Jacques entrou no mundo da luta livre derrotando Koko B’ Ware…. percebem uma semelhança aqui? todos estreantes começam derrotando Koko, vou te falar, aposto que sua Arara se sairia bem melhor se luta-se no  lugar dele.

Fora que Mountie peitava Big Boss Man pra ver quem era o policial mais durão, enquanto o saudoso Ray usava sua tonfa, Jacques usava um chicote de sadomasoquismo e um bastão de choque… Sim, policias orgulhosos tem sangue no zóio, nunca se esqueçam disso!

Recentemente desafiado por ShowMiz, Bret foi obrigado a admitir que eles eram melhor da Raw de todos os tempos, pra não ter que admitir isso e se sujeitar a ser menos que essa dupla, Hart disse que não podia falar isso porque não era nem o melhor do Canadá, e sarcásticamente disse que The Moutien era o tal!

Nada mal pra alguem que apanhava de um carcerário e não podia voltar ao Canadá trajado com seu uniforme ou correria o risco de ser jogado aos ursos pra ser devorado vivo!

Diesel – Forte e devagar como todo caminhão!


Aqui sim temos um emprego de macho, acha fácil ser caminhoneiro? Experimente conduzir uma máquina que pode esmagar um carro de familia facilmente e dirigir por uma noite toda, assim como sobreviver em bares de estradas…

Pois é, caminhoneiros são tão machos que até as caminhoneiras tem mais pelo no peito do que você, e só por curiosidade, meus tios são caminhoneiros, logo herdei o gene de macheza deles… Sim, agora sabem que o Raposa aqui pode chutar seus traseiros quando quiser…Oh Hell Yeah!

E Diesel era um desses caminhoneiros machos, diferente dos de Carga Pesada, Diesel era violento, debochado e alto… E provavelmente entrou na luta livre pra mostrar o quanto sua macheza era dominante nesse universo.

E claro que deu resultado, se tornou WWF Champion e só foi perder o título pra unica coisa que foi capaz de rivalizar sua macheza, o sobrenatural Undertaker.

Motoloucos – Pena que nunca usaram a moto como arma!


Ah sim, a boa e velha luta livre nacional nos revelando mais coisas interessantes… (se bem que todos lutadores brasileiro tem um segundo emprego, mas alguns resolvem levar isso pro ringue).

Motoloucos é a dupla de moto-boys formada por Cachorrão e seu irmão Vira Lata… Nunca o apelido de “cachorro louco” combinou tão bem com moto-boys não é mesmo?

Os dois entravam na arena com suas motos, ou eles iam lutar nos intervalos de seu trabalho… Porque não? Nino Mercury fazia isso, e ambos são tão violentos quanto a mídia diz que moto-boys são… Só não da pra falar mais dos dois, pois sumiram do Telecatch.

Mas Cachorrão nos proporcionou a melhor promo da BWF dos ultimos tempos…

Brutus Beefcake – Figaro lá, Figaro lá, Figarooooooooo!


Sim ele mesmo, o cara que mais aparece nos filmes do Hulk Hogan do que o próprio…

Todos sabem como barbeiros podem ser perigosos… Vide Sweeney Todd, sujeitos que trabalham com navalhas (ou no caso tesouras de jardineiro), possuem no mínimo nervos de aço… Se bem que Brutus não parece possuir muita destreza e nervos de aço… De fato ele parece um megalomaniaco…

Alias olha pra foto do sujeito e me diga se tem coragem de deixa-lo cortar seu cabelo com um risco de perder uma orelha?… É foi o que pensei, e não só eu mas todo mundo pensou igual.

Assim a freguesia de Brutus ia tão mal que seu unico cliente Hulk Hogan (isso explica sua calvice) o aconselhou a entrar pra luta livre…

Agora o que diabos um barbeiro tem haver com o negócio eu não sei, mas olhando pra cara do Beefcake, acho que ele ganhou muitas lutas por W.O.

Bob Holly – A NASCAR nessa época devia pagar mau!


Devia ser duro ser um piloto de corrida em 95, provavelmente todo mundo queria saber só do Ayrton Senna e não ligava pra outras modalidade de corrida.

Não sei se a gasolina estava caro ou Bob não queria realmente passar a década de 90 desconhecido, ele resolveu ir pra luta livre…

Percebam aqui que a luta livre é a melhor opção pra qualquer profissional dos EUA que anda mal… E vocês achavam que era o México que possuía mais lutador por metro quadrado no planeta não é?

Mas entre continuar usando um macacão multi colorido pilotando carros multicoloridos com mais propaganda que um site pornô ou ir pra luta livre apanhar de todo mundo… Bom era melhor ele ter continuado no circuito das corridas… O que seria pior pra ele, esborrachar o carro em uma batida ou ser jobber do Gillberg?

The Goon – Se ao menos fosse um Super-Pato!



Todos aqui conhecem hockey certo? aquele esporte de patinação tão adorado no Canadá, onde a coisa mais comum é ver sujeitos após trombadas fortes se matarem na porrada… De fato porrada no hockey é mais comum do que em uma luta de UFC.
The Goon era um atleta de hockey que foi expulso de cada time por “brigar demais”, onde um sujeito desse poderia agora descontar todo seu stress? Adam Sandler foi jogar golfe, ele resolveu ir pra luta livre (o que faz muito mais sentido).
Mas o mais difícil de imaginar é pensar que The Goon realmente foi expulso dos times por brigar demais, não é sério… O sujeito era tão ruim em cima do ringue que era impossível ele ser um brigão no hockey, provavelmente ele era expulso dos times por apanhar demais e envergonhar a equipe.
No ringue não era diferente, foi até mesmo o primeiro a ser eliminado no Battle Royal da WM 17.
E digamos que sua carreira na luta livre foi tão rápida quanto uma trombada com patins no gelo…

Isaac Yankem – O dentista do MAL!


Em algum momento da vida de um obeso norte americano é preciso ir ao dentista… todos sabem que é mais fácil ser salvo de uma parada cardíaca no consultório odontológico do que ter um tratamento de canal bem feito por lá…

Isso se deve pelo fato dos dentistas estadunidense se formarem no ultimo ano de medicina pra essa área, diferente do Brasil que se tem um curso TODO só pra odontologia…

Então agora vocês devem imaginar porque ir a um dentista deve causar pavor nos norte-americanos.

Isaac alem de grande e mal encarado tinha dentes podres, isso de fato devia afastar seus clientes, afinal se o dentista deixa seus próprios dentes no estado de um fumante inveterado, como poderia tratar bem os de outros?

Mas tudo bem, Issac não queria ser dentista mesmo, seu negócio era causar dor com sua inseparável bloca e sua carranca medonha… E nada melhor que a WWF pra fazer essas pervesões…

Só que ele percebeu que fazer cara feia não ganhava lutas e depois de tomar uns sopapos seus cabelos caíram e ele resolveu usar uma peruca com mascara e ser chamado de Kane…

Caipira Don Afonso – Quem disse que eles entendem só de festa junina uai!


Antes de mais nada isto também é uma profissão, afinal um caipira não é um trabalhador do campo que muitas vezes tem uma pequena propriedade que quase sempre abaste-se as feiras de cidade do interior? Pois é…

E se não for, essa coluna é minha e eu faço ser… aha!

Er, continuando:

Imagine que você trabalhe no campo, todo dia embaixo do sol quente usando uma enchada… E isso não é nada, pois ainda a muitas tarefas duras que poucos aguentariam como tirar leite de vaca…

Viu só? só machos trabalham no campo, e concerteza são durões pra enfrentar qualquer desafio da natureza, com tantos calos assim um ringue de luta livre não é nada pra eles…

E pro Do Afonso esmagar um marombado no ringue era tão fácil quanto carpir um quintal… E quando se juntava a seu filho Jeca Tatu poderia fazer pastel com seus oponentes…

Se acha exagero procure os combates do caipira e vai ver que o que ele tinha de durão tinha de esperto…

Na verdade eu ia falar dos Criadores de Porcos da WWF aqui, mas substitui pelo Caipira Don Afonso, pois todo mundo gostava dele… Ninguem liga pros Godwinns, sujeitos que vem de uma terra onde é normal irmão cruzar com irmão e formar toda uma geração com problemas genéticos argh!

Jeff Jarret – Cantor de moda de viola!


Já que estamos falando do campo vamos lembrar do cantor sertanejo da WWF, esse vocês conhecem bem, a atração do rodeio Jeff Jarret!

O que leva um cantor country a entrar no mundo da luta livre? Se ele fosse brasileiro e canta-se sertanojo eu conseguiria citar infinitos exemplos… Mas como ele não é eu não sei.

Vai ver em algum rodeio ele desafiou touros a tirar uma queda de braço com ele, mas como nunca nenhum touro topou (por motivos óbvios) ele entrou na WWF a procura do Mantaur pra satisfazer seu desejo.

E como obviamente um cantor não é um lutador, Jarret tinha um guarda costas pra livrar sua barra sempre que precisava, e talvez tomado por um espírito rockeiro de Joselito, resolvia quebrar seu violão na cabeça de seus oponentes com freqüência.

Até ai nenhuma novidade, Belo fazia isso também, com versinhos muito melhores que as músicas que a WWF insistia em fazer Jeff tocar…

E se você acha que um cantor sertanejo que lutava em uma federação de wrestling não tinha futuro… Bem ele fundou a TNA, principal concorrente de sua ex-federação…

Isso ae, se não esta contente com seu patrão, mande ele a merda, abra uma nova empresa, faça concorrência e lhe torne a principal atração dela, por quê? Bom, porque você PODE!

Mecânico Paulão – Não, não é personagem de filme pornô!


Eis um antigo lutador da BWF (que não é o Mario Bross), pra falar a verdade eu nunca o vi lutar e nem sei quem é, mas estava no antigo site da federação e achei que merecia ser citado…

Bom, olhando pro tamanho do sujeito creio eu que ele devia ser alto, então só podia ser mecânico de Transformers e Mega Zords no mínimo… E trabalhar com maquinas que podem fazer purê da raça humana é foda pra baralho! Então entrar em um ringue de luta livre não deve ser nada pra ele…

Rick Martel – Um modelo que devia cortar pros dois lados!


Em uma federação cujo o dono é um tarado por bombados com óleo no corpo, não é atoa que faltava um modelo profissional por lá…

Rick Martel devia ser um desses marombadinhos de academia que são metidos a chique, mas sempre são zuados de bicha…Então deve ter entrado na luta livre pra provar que não escorregava no quiabo, o que não adiantou muito, só revelou pra mais pessoas o que todos desconfiavam.

Fatores que comprovam que ele era bicha:

– Ele é um modelo, todo mundo sabe que modelos são bichas

– Ele usava um cachecol de seda boiola, macho que é macho não usa tecido usa pano!

– Ele usava mais perfume do que velhas jogadoras de bingo, homem que é homem não usa perfume, cheira ao natural!

Por falar em perfume, o dele se chamava “arrogância” e servia pra cegar sua vítimas… Homem que é homem não cega sua vítimas, mas luta nem que for na dentada…

Não quero mais falar desse boiola…

The Maestro – Ele não desafinava no La sustenido!


Quem disse que a luta livre só tem espaço pra punks e rockeiros?

Se um astro do rock pode virar um lutador porque um maestro também não pode? O lugar disso? claro a WCW que emprega ex lutadores do Mortal Kombat…

Vamos ver, aprender a tocar um instrumento musical é foda pra cacete, um instrumento clássico requer mais destreza do que pode imaginar, nem mesmo uma das maiores mentes do século XX foi capaz de aprender a tocar violino, sim falo de Albert Eisten…

Agora imagine ter que aprender como funciona TODOS instrumentos clássicos, pois é, um regente de orquestra é obrigado a saber… Acho que é por isso que só existem maestros velhos, eles devem dedicar um terço de suas vidas a aprender todas notas harmônicas que pode tirar com um instrumento de corda…

Depois de estudar tanto você imagina que o sujeito vá tentar ser um regente de uma orquestra importante ou compor temas mais famosos que  os de John Willians não? Errado, Robet o The Maestro resolveu se tornar lutador…

Talvez ele tenha cansado de ter que conviver com os pseudo-intelectuais dessa área de musica clássica, e perceber que tirar sangue de alguem é mais satisfatório do que reger pra um bando de músico metido ou cansou de ouvir piadas sobre viver com a batuta na mão… Ou que sendo maestro só poderia pegar viuvas velhas… E na WCW conseguiu uma companhia chamada “Sinfonia”, mais clichê que isso eles não conseguiriam superar!

Mozart faria o mesmo se tive-se a oportunidade, eu lhes garanto!

Bem pessoal, andei sumido porque estava estudando e lendo Hokuto no Ken, fora que atualmente WWE não me empolga mais (não é sério, não consigo assistir mais do que 30 minutos de show), e TNA acho que ta uma bagunça demais pra acompanhar…

Bom deixei de ir ao cinema pra escrever essa coluna, então pra compensar meu sofrimento por favor comentem, os comentários são meu pagamento…

Anúncios

16 comentários em “Farofa do Raposa – Mas não é o açouguero na tv? Parte 2

  1. Bem vindo ao clube.

    Vá desisti de vários compromissos pra preencher minha cota de vídeos.

    Mas isso não interessa. Ótimo texto, sabia vc que faria algo assim quando me perguntou o nome do wrestler modelo ontem.

  2. Então receba seu pagamento… fim!!

    Mentira… Gostei muito, um belo texto (e que textão hein :P) escrito por quem tem um estilo único, que sempre faz graçinhas legais no meio, o que sempre nos leva a continuar, porque se fosse aquele texto sério, não sei se conseguiria ler algo tão grande!!

    Conheço muitos daí, alguns não, mas perçebo que alguns gostam de mudar de gimmick, e as vezes não adianta muita coisa (Bob Holly, Fred Otttman, ISAAC YANKEM). São legais posts assim, pois nos mostra como existem diversas profissões na luta-livre, e que a grande maioria não tem sentido nenhum de estar lá.

    Grande Raposa, voltou com seus belos textos (apesar de não ter ficado tanto tempo longe). Quero ver mais hein!!

  3. Pô o Fred é crássico. As personagens dele são óstimas, uma “melhor” que a outra.

    Uia! Não sabia que o Gene também lutava, e os outros? Não deviam ter formado uma stable KISS?

    Poxa! Seria sensacional ter o Cap. Nascimento lutando. O finisher dele seria o “Pede pra sair”, onde ele daria um monte de tapas no rosto do adversário até ele desistir!
    …Ok, vamos parar de viajar

    Diesel! Meu top 3 da época da Manchete! Pena saber hoje que ele sempre foi paradão no ringue…

    Os motoloucos podiam usar a moto como arma muito bem. Já pensou ele indo pra cima do adversário fazendo igual no Road Rash, ou ainda acelerando no peito do cara!
    .
    .
    .
    Ow haruo! Para de viajar pô!

    Bobby o Scissorman cresceu e virou barbeiro?! *.* medo

    Se o Holly estivesse na F1 não se preocuparia com money, mas como americano não tem vez, teve que se contentar em ficar correndo nas pistas mais sem graças do automobilismo, as ovais…

    Se o Goon fosse um Super-Pato ele iria ser quem do desenho?

    Ainda bem que o Doutor se queimou todo e virou o Kane né? Mas isso foi antes ou depois de virar o monstro do Natal…?

    “E pro Do Afonso esmagar um marombado no ringue era tão fácil quanto carpir um quintal… E quando se juntava a seu filho Jeca Tatu poderia fazer pastel com seus oponentes…” 😀

    Será que o JJ já cantou em Barretos? Se sim fico de mau com a TNA ¬¬

    “Eis um antigo lutador da BWF (que não é o Mario Bros)” 😀
    Ele tinha um ajudante Luigi?

    Aquilo na mão do Rick que é o desodorante? Ele usava aquilo no sovaco? Ele roubou da Chiquinha? o.0

    Seria mais interessante o maestro ter uma gimmick de Beethoven, chato, emburrado e surdo 😀

    Bom, acho que viajei demais nos comentários…
    hehehe

  4. Raposete…

    Tive que ler seu texto a prestação! hehe…

    Muito bom mesmo!…esse The Maestro eu desconhecia, que figura…eita WCW veia de guerra!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s