Corbari Madness Pit – Top 20 Tag Team’s / 4º Posição

Vocês pediram, e a fila andou. Após uma longa espera, as 20 melhores duplas da história do wrestling, na minha opinião, conhece sua quarta colocação. Figuras esperadas desde o começo desse espaço, desfilaram técnica, força e grande domínio nos ringues que passaram. Com vocês, a 4ª Tag Team dessa série, Bret Hart e Jim Neidhart, a Hart Foundation.

4º – HART FOUNDATION (Bret Hart & Jim Neidhart)

E subimos mais um degrau dessa escada que parece não ter fim (mas lhe garanto que terá). Dezesseis duplas já passaram por aqui, cada uma com suas características específicas, que contribuiriam para a presença dos mesmos aqui. A quarta posição não sai muito da minha ideologia de grandes tag teams que venho utilizando desde o começo deste espaço. Para muitos, ela seria alocada em uma posição superior a esta, o que de fato, não seria nenhum absurdo… Mas, entre discussões e discordâncias de posições, o principal feito desse post é citar, e porque não, fazer um tributo dos grandes times que presenciamos nos ringues da nossa querida luta livre. E não há como esquecer dessas jóias do entretenimento.

“Descendentes” de um dos maiores expoentes dos wrestling, Bret Hart e Jim Neidhart foram os primeiros responsáveis a levar o legado e continuar com a dinastia Hart, conhecida pela excelência e qualidade demonstrada nos ringues da Stampede Wrestling, de Calgary.

E foi na Stampede Wrestling, federação formada pela lenda Stu Hart (pai de Bret Hart, sogro de Neidhart) que a dupla ganhou experiência e aprenderam os fundamentos que só quem frequentou a companhia conhece. Eram os ícones de Calgary, onde esbanjavam incrível qualidade e domínio de combate.

Era uma combinação perfeita. A força e potência de Jim Neidhart (que recebeu o nome de “The Anvil” após vencer um torneio de arremesso de bigorna), que era capaz de levantar qualquer adversário e aplicar slams com facilidade, envolvida pela técnica, agilidade e psicologia sem igual de Bret Hart. Era uma mistura unica, nunca vista em cima de um ringue, uma união de qualidades que tornava cada combate com atrativos especiais. Um verdadeiro show.

Mas, em meados de 85, quando Bret Hart e Jim Neidhart tornavam seus nomes sinônimos de bons combates, Vince McMahon, em uma bela jogada de sua parte, comprou a “fabrica de talentos” de Stu Hart, adquirindo também os direitos de imagens de alguns pupilos da Stampede. Como não podia deixar de ser, Bret e Jim eram os mais visados, e logo estrearam na WWE.

Inicialmente, Bret e “The Anvil” iniciaram em carreira solo na empresa dos McMahons. Bret Hart, com uma gimmick de cowboy nada conveniente, que de cara ganhou a rejeição do público e Jim Neidhart com combates rápidos e Mr Fuji como seu mannager.

Entretanto, a mudança foi breve, e formou-se pouco tempo antes da Wrestlemania II, uma das maiores duplas que a WWE já teve, e o mundo já presenciou: Hart Foundation.

Levando no nome a dinastia que revolucionaria a luta livre mundial, Bret Hart e Jim Neidhart tiveram a ajuda do não menos lendário, Jimmy Hart (que apesar do nome, não tem parentesco com a família Hart). Com a qualidade peculiar e os trabalhos de Jimmy Hart, a dupla logo começou a caminhada rumo ao main event da sessão de tag teams (e inicialmente usando trajes azuis, bem diferente dos clássicos macacões rosas, marca registrada da dupla).

A primeira grande aparição dos Hart foi na Wrestlemania II, quando foram os últimos eliminados em uma Battle Royal que teria Andre The Giant como vencedor.

Curiosamente, a Hart Foundation era uma tag team heel, com ações patrióticas  pró-Canadá e anti-EUA. Conseguiram o ódio e ao mesmo tempo a admiração do público, fato que poucas duplas heel conseguiram.

Após confrontos com os Killer Bees (Brian Blair e Jim Brunzell) e Strike Force (Tito Santana e Rick Martel), a Hart Foundation, no início de 87, entrou em rivalidade com os conhecidos de longa data, amigos e companheiros da Stampede Wrestling, os British Bulldogs (Dynamite Kid e Davey Boy Smith).

E não demorou muito para Bret Hart e Jim Neidhart conquistarem o primeiro título como duplas na WWE, ao derrotarem os campeões British Bulldogs em um show semanal. As duas tag teams provenientes de Stampede estavam no topo da WWE, duelando em intensos combates pelo título da companhia. Foram vários confrontos repletos de técnica, força, agilidade, psicologia e um domínio completo do ringue. Era fantástico ver a união de Bret Hart e Jim Neidhart, com golpes bem executados (como o Hart Attack, uma mix de golpes que levava o público a loucura quando executado, e até hoje é usado nos ringues da WWE). De um lado os slams e golpes pesados de The Anvil, de outro os golpes técnicos e manobras de submissão de Bret. Um verdadeiro show.

Após sofrerem uma derrota para a Strike Force, e perderem o título,  no começo de 1988, a Hart Foundation começou uma mudança de “personalidade”, que culminaria na Wrestlemania IV, quando após uma derrota contestada para Bad News Brown, Bret Hart fez seu face-turn.

Como “os bonzinhos do pedaço”, Bret Hart e Jim “The Anvil” Neidhart tornaram-se os prediletos do público, e não demorou muito para começarem uma duradoura feud com os campeões da Demolition (Ax e Smash), e em paralelo, uma rivalidade com os Rockers (Shawn Michaels e Marty Jannety).

No ano de 1989, até meados de 91, os PPVs da WWE eram esperados, não só pelos combates entre medalhões da empresa, mas pelos excelentes e surpreendentes combates de Tag Team. Duplas como  Rougeau Brothers, Brain Busters, Nasty Boys, além das já citadas, desfilavam toda a experiência e qualidade nos ringues, em uma época de ouro para a sessão de tag team, com ótimas storylines e acontecimentos marcantes.

Era sensacional ver a dupla junta de Jimmy Hart. Promos sensacionais e segmentos épicos acontecia em todo show. O bom humor de Jimmy, com o caráter forte de Jim e a emoção que Bret demonstrava tornava qualquer momento simples frente ao microfone, um grande frisson.

E o cinturão voltaria para as mãos da Hart Foundation no Summerslam de 1990, quando ganharam seu segundo título, em uma Three Out of Falls Match vencendo os Demolition Crush e Smash.

Porém, no dia 30 de outubro do mesmo ano, um curioso e controverso acontecimento ocorreu quando a Hart Foundation perdeu o título para os The Rockers. Alguns dias depois, o presidente Jack Tunney devolveu o título aos Hart, em decorrência de problemas com as cordas do ringue, que de alguma forma, afetou a transmissão do combate para a TV. Seria o primeiro título de duplas de Shawn Michaels e Marty Janetty, o que causou descontentamento com a ação e uma saia justa entre eles e a Hart Foundation.

Bret e Jim, então, continuaram com o cinturão, que viriam a perdê-los na Wrestlemania VII após perderem para os Nasty Boys.

A partir desse momento, com Bret Hart e Jim Neidhart no ápice, uma decisão foi tomada: Seguir carreira solo. Bret e Jim eram muito prestigiados dentro da empresa, e Vince via um futuro brilhante para ambos (principalmente, é claro, para Bret Hart). A “carreira solo” de Jim Neidhart não decolou, mas a de Bret Hart, todos sabem bem o que aconteceu.

Com o tempo, o nome Hart Foundation foi utilizado na stable dos lutadores ligados ao Hart (como Owen Hart e os British Bulldogs), e atualmente, o legado de duplas do nome Hart ainda continua em pé, com a Hart Dynasty.

Hart Foundation merece a 4ª posição deste ranking, por tudo o que representou e ainda representa para o wrestling. Uma dupla singular, com uma mistura antes nunca vista. Aliou técnica e agilidade a força bruta, isso tudo com muito uso de psicologia e “macetes” que só lutadores treinados pelo lendário Stu Hart sabem realizar com maestria. Foram por 2 vezes campeões mundiais de duplas, com reinados longos, impondo respeito e demonstrando as razões de estarem com os cinturões. Junto com Jimmy Hart, foram fantásticos em promos e segmentos, elevando ao máximo o entretenimento dentro da luta livre. Suas características imagens, trajando os clássicos macacões rosas e óculos de sol, sempre com firmeza, já mostrava desde suas entradas, que eram a “dupla alpha” da WWE.

Essa foi uma síntese da carreira brilhante, enquanto dupla, de Bret Hart e Jim “The Anvil” Neidhart. Praticamente todos sabiam que em algum momento, eles apareciam por aqui, até porque é senso comum colocá-los como uma das melhores tag teams de sempre. Uma pena ela ter acabado, mas foi por um bom motivo, já que a sessão de dupla era pequena demais para toda a qualidade de Bret Hart.

The Hart Foundation, uma tag team que beirou a perfeição.

Tributo do Blog

Vídeos:
The Hart Foundation
Hart Foundation Theme
Hart Foundation Promo
Brother Love Show The Hart Foundation 1990
The British Bulldogs vs The Hart Foundation
Legion of Doom vs.
Hart Foundation The Hart Foundation vs The Rockers
WFN :: Hart Foundation v. the Bolsheviks.
Demolition vs Hart Foundation (Tag Title Match).
The Hart Foundation Vs Stone Cold,Undertaker e Dude Love
The Hart Foundation vs. British Bulldogs
Hart Foundation vs. Rougeau Brothers

Veja as duplas que já passaram por esse quadro:
20º- The Mega Powers
19º- MNM
18º- Hardcore Legends
17º- The Outsiders
16º- Harlem Heat
15º- Rated-RKO
14º- Demolition
13º- The Rockers
12º- The Rock ‘N’ Sock Connection
11º-The Brothers of Destruction
10º- Acolytes Protection Agency
9º- Wild Samoans
8º- New Age Outlaws
7º- British Bulldogs
6º- Hardy Boyz
5º- Edge & Christian

E ai, gostou dessa matéria? Se sim, clique em “Gostei” aqui em baixo, e comente sobre o que acha dessa dupla, e qual serão as próximas…
Até Mais…

Anúncios

18 comentários em “Corbari Madness Pit – Top 20 Tag Team’s / 4º Posição

  1. Aew, está de volta, está de volta, Corbari vai terminar logo essa bagaça…ou vai para faltando 2….enfim, está de volta!!!!

    Sobre a tag, eles eram fodas, extremamente técnicos e tal…algo me diz que não teremos a DX por aqui, mas meu chute para o ódio são:

    3. Steiner Brother
    2.L.O.D
    1. D-VON!!!!BRING THE TABLES!!!!Dudleyz na cabeça rapá

    • Só pela gritaria gerada por esse bring the tables, e a expectativa que se tem em TODAS as lutas deles para que isso seja dito, mereçem a primeira posição 😛

  2. Bom ver vc de volta Corba, com o que é na minha opinião a melhor colna do GRTR (com todo o respeito as outras), um texto muito bom como ja era de se esperar, só acho que a HF poderia estar no Top 3.

    • MA, ma ,ma que beleeeeza!

      Quando comecei a acompanhar a WWF/E Bret já tava na carreira solo arrebentando e Jim na obscuridade. Mas eles eram demais!Achei a colocação deles no Top perfeita, muito bom!

      Pena que hoje o legado dos Harts seja tão medonho…esse DH Smith é uma baranga!

  3. Eu sei qual é a primeira da lista 😛 Isso já está definido há anos…

    Só estou curioso pra ver o texto, porque do jeito que conheço o Corba, ele vai se emocionar para escrever sobre essa tag.

  4. Se considerar a quantidade de títulos, não vejo nenhuma outra tag team chegando em primeiro lugar a não ser os Duddleys. Sugiro que depois que terminar o top 20 de tags, faça um top 20 de Stables.

  5. Boa mano, boa. Ótimo pode ler novamento o Top Tag Teams, sempre nos informando, aprendendo mais sobre duplas que entraram para a história.

    Hart Foundation, um dos protagonistas daquele majestoso tempo em que as duplas fazia um sucesso extraordinário pela a empresa do Senhor Vince, dentro ou fora do ringue, eram incríveis. Esbanjavam muita carisma, e no ringue tinham uma relação ótima, ou seja, um Tag Team completa como poucas que existiu.

    Cara, foram treinados pelo o mestre do pro-wrestling canadense, ou porque não, do mundo, o grande Stu Hart. Era inevitável não ficar surpresos pelo o potencial técnico que os dois continham, era uma combinação perfeita.

    Tinham tudo que uma qualquer tag deveria carregar como características para o resto da vida, foram um exemplo do que é uma tag bem entrosada e habilidosa. Digo e repito, eram espetaculares, não há como não venerar o talento que os dois formavam juntos.

    E digo mais, esses caras me fizeram sentir saudades do tempo em que não vivi, do tempo que eu nem sonhava que nos ringues da WWE havia dois grandes wrestlers que formaram algo para ser lembrado para sempre, e lembrarei para o resto da minha vida. Óbvio que sou grande fã da Hart Foundation, minha tag favorita de todos os tempos, e que para mim, poderia estar entre os 3 melhores colocados, mas o quarto já é uma glória. Merecido ? Não há dúvidas.

    Bah, Parabéns Corbari, excelente texto como de costume. Abraço parceiro. ” I’m Ansioso ” para os próximos colocados :P.

    ( Se emocionar para escrever do primeiro ? Mas os Mega Powers já foram, se é que me entende…xD )

  6. Voltei pra comentar, e é claro que está muito bom e agora ainda mais curioso, pois já estamos no top 3 né, demora não hein gaúcho forgado 😛

    Sobre o texto, não tenho muita propriedade pra falar, porque não vi muito dessa época e muito menos dessa tag, mas sei que eles marcaram história e que foram fundamentais pra toda uma geração Hart e tag que viria por ai… Pena que o Jim não se deu bem, pois vi alguma coisinha dele e tinha um estilo powerhouse legal, já o Bret, todos sabem até onde foi…

    É isso, muito bom Corba, realmente o mais informativo de todos, e que mostra como era a época!! Esperando pelas três, que acho que serão

    3 – Steiner Brothers
    2 – Dudley Boys
    1 – L.O.D.

  7. Ótimo texto camarada! Acabando o top 20, que eu lembro começando lá no TIW. Não deve fugir muito de Dudley Boys, Road Warriors e Steiner Brothers, mas lógico que podemos até ter surpresa com a DX.

    Sobre a dupla: para mim foi a mais importante de todos os tempos. Os caras gravaram o nome no wrestling mundial com muito boa luta-livre. Eram perfeitos juntos, a brutalidade (Jim) somada com a técnica (Bret).

    Saudade das boas tags!

    Valeu parceiro, deu show!

  8. Pingback: Corbari Madness Pit – Top 20 Tag Team’s / 3º Posição « Get Ready To Rumble

  9. Pingback: Corbari Madness Pit – Top 20 Tag Team’s / 2º Posição « Get Ready To Rumble

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s