Farofa do Raposa – “Yo soy el mejor luchador” – WHAT?! Parte 1

Como eu gosto das férias… posso ter preguiça por mais tempo e mesmo assim postar mais… Não que as pessoas se preocupem com isso, afinal para alguns o blog esta em decadência, e para outros a muitos post e gente nova inovando o assunto que eu mesmo já considerei desgastado que é a luta livre…

Sério, não a mais nada do que se comentar, a não ser que seja um tarado por fisiculturismo como Vince e queira comentar sobre a anatomia dos lutadores ou não tem muita coisa que ninguém discutiu ainda…

Eis que o povo inova e comenta sobre os mesmo temas de forma diferente, o que o pessoal tem feito aqui no blog de forma brilhante diga-se de passagem… Mas não é esse o tema da coluna, e sim sobre os lutadores de língua estrangeira que brilharam e ainda brilham na WWE, alguns bem conhecidos, outros nem tanto, depende de quanto tempo é fã de luta livre ou quanto tempo gastou pesquisando no winkipedia…

Mas uma lista dos estrangeiros no solo dos obesos-americanos nunca é uma perda de tempo, vamos ver quais foram os lutadores que por muito tempo tiveram que comer ovos e bacon no café da manhã…

Ahhh…A WWE, como multinacional obviamente ela tem que lidar com o resto do mundo… E para vender mais pra determinado país o que melhor do que colocar um lutador exótico desse paí na federação?

Mesmo que seja pra humilha-lo, faze-lo de jobber, selvagem, mau caráter ou qualquer coisa que faça parecer que os norte-americanos são superiores (muito evidenciado isso na época da Hulkmania), mas mesmo assim tem uns que se destacam, são tão bons que ficam na graça do público e se tornam até lendas… E alguns ainda recebem o valor que merecem assim representando muito melhor o país a qual a WWE queria atingir (dessa vez da maneira certa).

Fiquei pensando em como elaborar essa lista, sabemos que existem lutadores que realmente são de outros países levando isso pra seu personagem (Carlito) e outros que são só o personagem (Aldo Montoya), mas como fiquei com preguiça de separar cada qual em sua lista, resolvi misturar tudo porque no final o que importa mesmo é a fantasia que a luta livre passa… E é bem mais divertido comentar levando isso em consideração XD

Vou dividir a coluna por continentes, fica mais organizado…

América Central


Razor Ramon


Ah sim…como  falar do Caribe e não se lembrar de Scarface?

Não sabem quem é o Scaface???

Essa juventude do hoje que só conhece Crepúsculo viu… Scaface é a versão latina de Don Corleone, só que com muito mais sangue no olho…

E sim, essa é a inspiração para nosso amigo americano-caribenho da WWE,  com o palito na boca pra dar um ar de cafajeste, uma cara de sínico e as famosas correntes de ouro que todo bandido latino precisa exibir nos esteriótipos norte-americanos…

Razor era foda, sua musica nem tanto, mas seu personagem convencido com certeza não deixou o pessoal da ilha do caribe com raiva…

Um dos latinos mais bem sucedido na federação, sendo considerado um dos top heel da sua época… E hoje totalmente gagá se tornando uma mala sem alça… Do cara que tinha palito na boca pro cara que leva soco na boca, hoje Scott não passa de um canastrão que adora causar nos bastidores da federações pequenas….

Imperdoável pra um cover de Tony Montana… Crápula maldito!

Papa Shango


Se já tivemos um mafioso latino, porque não um representante de uma religião do Haiti? Sim, eis que Papa Shango o lutador do voodoo cumpria esse papel… Como um dos personagens místicos da WWF, que podia fazer o pessoal excretar mucos verde por seus orifícios, mostrou que um haitiano pode ser perigoso…

Desde que carregue um cajado magico e faça uma dança ala Boogeyman… Teria mais pra falar de Papa, mas ele já mudou tanto de personagem que ja nem me recordo mais o que ele fez com cada um…

Savio Vegas


Olha Porto Rico ai de novo… Savio Vegas o ardente caribenho, que salvou Razor tantas vezes e apanhou graças a ele muito mais…

Usando o clichê de conquistador latino (Todo filme de comédia da década de 80, usava essa ideia de que sotaque espanhol funcionava pra pegar mulher), bem, só nao funcionou pra Savio, onde Eddie foi muito mais bem sucedido nisso… Diga-se de passagem… Mas o destaque do porta-riquenho não era nessa ideia, e sim como líder de uma stable no mínimo incomum… “Los Boricuas”!

Nome esse que significa “pessoas” pelos Taínos (povo pré-colombiano) e…

UAL!!!

Não vemos uma pesquisa tão profunda assim pra nomear stables atualmente na WWE, preferem usar trocadilhos pastelões hoje em dia… Ah, sinto falta da dedicação passada…

O desempenho da stable formada por porta-riquenhos? bem, ganharam o direito de serem espancados pela Nation of Domination e prêmio de pior feud do ano contra Disciples of Apocalypse.

Talvez se usassem palitos na boca…

Los Conquistadores

A dupla que lembra estatuas do Oscar ou algum figurante de tokusatso vinham de “algum lugar da américa latina”, mas como com certeza não eram do Brasil, e do México já temos gente demais pra citar, vamos fingir que são de um país pouco lembrado…Belize…

Com uma theme cantada em espanhol quase como um hino, a dupla era…uma merda… com um figurino que parece furtado do armário de roupas velhas do Goldust, com uma péssima movimentação em ringue eles eram nada mais do que jobbers…

Apesar de terem sido reciclado por anos pela WWE com outros lutadores no papel, a dupla do “El Dorado” nunca foi um destaque,  talvez hoje sobrevivam de jardineiros como a maioria de imigrantes dos EUA.

Carlito


Eis o mais conhecido na turma, com seu cabelo ruim, atitudes egocêntricas e maças, Carlito teve certa importância no seu tempo de atividade..

Cuspindo na cara das pessoas que não eram legais, ele fez vítimas como Brock Lesnar (alias, ainda hoje é divertido rever a cara de nojo que Brock faz), Mysterio, Cena e Benjamin…

Não é preciso falar muito dele, todos conhecem quase toda trajetória de Carlito, com seu irmão posteriormente e sendo os  unificadores do título de dupla… e seu segmento de promo tornava o ringue uma praia tropical…

No fim descobrimos que Carlito era igual a seu personagem e realmente curtia dar umas alfinetadas em todo mundo, como em Triple H quando comentou sarcasticamente sobre sua feud com Orton… O qual o comentário foi pior do que se o narigudo tive-se levado uma cuspida de maçã…

Giant Gonzales


Um dos visuais mais bizarro de todos os tempos, detêm o recorde de maios lutador que ja pisou no ringue da WWE e provavelmente acha Maradona melhor que o Pelé…

Tá, ele não é da América Central, mas não tinha onde cita-lo, então vai aqui mesmo…

É também o único a derrotar Undertaker na Wrestlemania (ta certo que foi por DQ onde o vencedor na verdade foi o próprio deadman).

Mas nada mal para o argentino, talvez o único da América do Sul a pisar numa Wrestlemania…

Mas Gonzales não deu certo, quem ia levar a sério um cara que usa uma vestimenta de selvagem com estampa de músculos? Talvez o pessoal do programa do Ratinho…

Armando Alejandro Estrada


Claro que não podia faltar um cubano fumador de charuto… Eis o velho maneger de Umaga, Armando foi por muito tempo o cara centro de diversas feuds e promo…

Acho que a parte boa é que não forçaram ele a ser comunista e fazer piadinhas com Fidel, mas a bater em moleques desnutridos como Colin Deladey…

Apesar de só bater nos mais fracos (e subornar lutadores nos bastidores com charutos, seu relógio de ouro e dinheiro) Estrada foi despedido de seu cargo de GM da ECW porque “dava muita despesa”, o que faz sentido, afinal quanto deve custar uma caixa de charutos cubanos e um CD de conga?

E pelo que parece, seus problemas financeiros não pararam, seu restaurante acabou fechando as portas recentemente… se Umaga ainda estive-se vivo pra Estrada explora-lo mais uma vez, quem sabe não se resolveria…

América do Norte

Todo mundo conhece os lutadores canadenses, The Montie, Owen, Bret, Edge, Jericho entre outros… E também o Canadá não é visto com preconceito ou estrangeiros (não a ponto de xenofobismo) pelos estadunidenses… O que não faz muito sentido cira-los na coluna, uma vez que um canadense como Edge esta como um dos lutadores que mais vezes ganhou títulos mundiais da WWE, então vou citar a outra extremidade da américa do norte, o México…

Tito Santana

Arriba!

Como é divertido gritar isso, não é atoa que este era o bordão de um dos hall of famer da WWE, conhecido como “El Matador”.

Tito (não o ditador da Europa) é o primeiro “mexicano” a ganhar o título de Intercontinental, e um dos principais nomes a atuar no período “obscuro” da luta livre nos EUA, assim ganhando bastante popularidade quando ela voltou a se destacar…

Formou dupla com o “orientado sexual duvidoso” Ricki Martel chamada de Strike Force, com uma das themes mais legais da WWF… Tudo pra depois o mexicano ter que dar uns “sacode” em seu parceiro enrustido assim se tornando também um “King of Ring”…

Arriba!!!

Essa Rios

Um dos mexicanos mais loucos em solo estadunidense, se Essas pintava o cabelo de vermelho só por estilo, isso combinava perfeitamente com seu estilo explosivo…

O cara não é só bom, mas muito bom, época que até os lutadores de menor evidência na WWF já eram excepcionais se comparado aos main event, Essas teve mais destaque no período que era acompanhado por ninguém menos que Lita…

Tendo já peitado (e apanhado) de Chyna, Rios é de uma época em que os homens podiam bater nas mulheres no ringue, e foi isso que ele fez quando perdeu uma luta pra Matt Hardy, resolveu descer a lenha na pobre Lita (nessa época ela ainda não tinha tendência em ser puta), e foi assim que os irmãos Hardy a salvaram e começaram a ter Lita na sua equipe…

Quanto a Rios? bom, ele foi perdendo o destaque até sumir, mas isso não o faz ser esquecido em minha coluna, pois como um legítimo Mexicano de Tijuana, ele foi um excelente lutador estrangeiro no melhor período da WWF.

Mexicools

Eis o que digo como o exemplo máximo do esteriótipo estrangeiro que a WWE gosta de passar…

A stable formada por Psicosis, Super Crazy e Juventud Guerrera parodiava os “trabalhos sujos” que os imigrantes mexicanos faziam nos EUA…

Pode ser que a stable usava de bom humor pra se referir ao trabalho “que nem negros querem fazer” como eles diziam, mas não deixa de ser um esteriótipo preconceituoso da sociedade norte americana para os mexicanos… A stable entrava com um cortador de grama pra exemplificar isso…

Tirando essa parte, os Mexicools eram muito bons, assim como a grande maioria dos lutadores mexicanos que passaram pela WWE, principalmente Super Crazy, que alem de uma theme pessoal legal É MUITO FODA!!!

Uma pena que ele não seja o padrão estético da WWE, porque em técnica e entrada de ringue esse mexicano é o único que permaneceu na WWE por algum tempo depois que a Mexicools terminou, e não deixava a desejar a ninguém, nem mesmo ao “mexicano” mais pop Rey Mysterio…

A idéia da Mexicools eram atazanar os norte americanos e  “proteger” a moral explorada dos mexicanos, dizendo que não estavam lá na WWE trabalhando pros yankies, mas pra todo seu povo humilhado… Atitude bem nobre se não fossem para durar tão pouco na federação e perder a maioria de suas lutas…

Mas ainda sim eram melhor do que a Nexus…

Ultimo Dragon


Que fique claro que a WWE já tentou uma vez criar outro lutador mascarado popular como Rey Mysterio… A tentativa foi com Ultimo Dragon, que tinha uma theme com riffs de guitarras viciante…

E sua entrada era incrivelmente legal, era pra estar na minha lista das entradas mais legais de todos os tempos… Mas eu me esqueci de por…

Fazer o que… Mas também nosso amigo Dragão aqui não durou muito, ficou apenas um ano disputando pelo titulo americano (porque diabos um japonês que tinha um personagem mexicano queria o titulo USA eu não sei), mas depois ficou perseguindo algo que combinava mas com ele o Cruiserweight…

Não me lembro de nenhuma promo de Ultimo Dragon, então não sei descrever como era seu personagem, mas tecnicamente era bom, com bastante chaves, alavancas saltos e DDTs… Realmente era um dos mascarados estrangeiros mais estilosos que pisaram na WWE, uma pena que não deu certo…

Pelo menos sua musica foi herdada por Ricky Steamboat!

Alberto Del Rio


Ah sim, o mexicano de fámilia tradicional em evidência atualmente…

Del Rio (ou como todos os conheciam Dos Cara Junior, o saco de bater de Mirko ‘Cro Cop‘ Filipovic) é atualmente um dos top heel mais legal que a WWE ja teve nos ultimos anos…

Sério, suas promos são sensacionais… ainda gargalho lembrando dele falando mal dos ídolos que os EUA veneram como Justin Biba e obrigando Ricardo a cantar Lacucaracha)

Uma entrada de um rico lutador metido e seu próprio ring annauncer… Quer mais estilo que isso?

Não achei ele um excelente lutador, mas também nunca vi uma luta dele fora da WWE, mas nem por isso seus combates são ruins, pelo contrário, tem bons golpes, principalmente seu finish de submissão, plasticamente impressionante…

E um cara que xinga um povo xenofóbico em seu país em outra língua, merece totalmente meu respeito…

Foi assim qe Hugo Chavez também ganhou minha admiração!

Chego ao fim da primeira parte dessa coluna, resolvi reunir na primeira parte como puderam ver, os países latinos, na segunda serão os Europeus e Asiaticos, com muita gente estranha pra comentar, que fez um certo povo patriota espumar de raiva e preconceito por mais uma vez… Não comentei do Kofi porque todos vocês já o conhecem o personagem, embora todo mundo também conheça o Alberto…

Er… Bom, digamos que é porque não tenho nada pra falar sobre o personagem do Kofi mesmo… E também não falei do Eddie Guerrero, o que melhor representou o carisma latino, porque apesar disso, ele e seu personagem não era estrangeiros, e sim nascidos do Texas, assim como Rey Mysterio é da California e não mexicano, não vi o porque comentar deles uma vez que podem ser descendentes, mas não são de fora…

Não me lembro dos Los Guerrero carregarem uma bandeira mexicana pra dentro do ringue alguma vez…

E então, lembram de mais algum estrangeiro? não deixe de comentar sua opinião sobre como acha que a WWE trata os lutadores de fora, seja no personagem ou na atitude que os obriga ter no ringue…

Hasta-la vista baby!

Anúncios

14 comentários em “Farofa do Raposa – “Yo soy el mejor luchador” – WHAT?! Parte 1

  1. Bomt TExto! Realmente, a entrada do ultimo Dragon era muito loka…
    Pana que no Smack Here Comes The Pain ele era uma M****, sendo sempre o primeiro ou segundo a sair do Royal Rumble… ASHUASHUSHUASHU

  2. Eu gosto de textos assim, retratando lutadores que nínguem retrata, levando uma característica em comum. Boa idéia de tema Raposa…

    PQP, eu nem lembrava desses Los Conquistadores. Que figuras escrotas.
    E esses dias estava eu jogando Smackdown 2 e lembrei do Essa Rios. O cara foi esquecido totalmente, e mandava bem até, dentro do ringue. Queria aber onde esse cara está no momento…

    E agora o mais “tchuntchá!” pra mim na coluna…

    SÓ AGORA EU FIQUEI SABENDO QUE DOS CARAS JR. É NA VERDADE O ALBERTO DEL RIO

    …..

    É. Estou bem por dentro mesmo.
    Abs…

  3. Pingback: Tweets that mention Farofa do Raposa – “Yo soy el mejor luchador” – WHAT?! Parte 1 « Get Ready To Rumble -- Topsy.com

  4. Tá muito legal cara.Tudo o que falou ta bem explicado.Aí vai uma dica, se vc ainda não terminou a coluna, podia citar a Asia e botar aquele veinho manager do Yokozuna.

    O que fizeram com o Essa Rios foi uma puta falta de sacanagem. Mr. Aguila era bem mais show.Mas ai o que a WWF faz?

  5. muito bom o texto, eu acho q o Alberto Delrio tem akela coisa q os lutadores antigos tinham muito onde vc gostava mais de ver o personagem em si do q ele lutando até, acho q ele luta bem mas o personagem q conseguiram criar é muito bom e tb ate heel q não é akele mala sem alça, o Ricardo Rodrigues como ajudante tb é muito bom ele ajudando se chefe ganhar.

  6. Bem legal!! Tem uns tipos ai que nunca vi mais gordo, mas muitos ai são conhecidos.

    O ruim mesmo é ver que TODOS, ou praticamente todos daí, acabaram de maneira bem ruim :s E muitos, como você mesmo disse, tinham um belo caminho…

    Mas ok, fazer o que 😛

    Bom post, gostei ,esperando a segunda edição!!

  7. NO jogo Smackdown vs Raw 2011
    tem uma roupa secreta de “Los Conquistadores” pro edge e pro christian!

    ehehue desbloquei elas ontem logo depois que li esta matéria heheh muito comedia eles de “Los Conquistadores”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s