Jack Stunner: O fim do último império.

No último sábado ocorreu o evento Strikeforce: Fedor vs Silva, onde incrivelmente Fedor Emelianenko foi derrotado pelo Pezão.  O Aftermath desse evento pode ser o pináculo de uma nova era nos esportes de contato. Pensando nisso, trago mais esse Jack Stunner: O fim do último império.

Jack Stunner

Uma das mais fortes lições que a história nos ensina é que todo império um dia chega ao seu fim. Alexandre, O Grande, faleceu no auge do seu império devido a diversas doenças, enquanto Adolf Hitler se suicidou ao som da marcha dos soldados russos nas ruas de Berlim. Júlio Cesar, traído no senado romano pelos seus mais próximos aliados e Leônidas no campo de batalha lutando ao lado de seus mais honrosos soldados.

Toda hegemonia um dia chega ao fim.

Fedor Emelianenko durante 10 anos de carreira permaneceu moralmente invicto. Lutou ao redor do mundo sem encontrar alguém que se opusesse ao poderio de seu sambo. Tsuyoshi Kohsaka derrotou o russo em um evento tido como tão vergonhoso para o mundo, que muitos nem consideram a luta como existido: Em um evento japonês, Kohsaka desfere uma cotovelada ilegal (mas não proposital) que reabre um corte no rosto de Emelianenko. Devido ao sangramento, os médicos não permitiram a continuação da luta.

Um parágrafo se faz importante para citar que tal ferimento foi originado numa luta contra Ricardo Arona, onde muito críticos dizem que visivelmente Arona teria se saído melhor.

No seu cartel, Fedor possui vitória sobre nomes maiúsculos do esporte como Minotauro, Mark Coleman, Mirko “Cro-Cop” Filipovíc, Tim Sylvia, Andrei Arlovski e Kevin Randleman.

Fedor x Minotauro

Fedor nunca lutou no UFC. Após as diversas companhias no Japão falirem, após o Affliction fechar, Fedor acertou com o Strikeforce.

Mas ao fim de 10 anos, Fedor Emelianenko perdeu de verdade. E se em sua primeira e, até então, única derrota fosse contestada devido a um movimento ilegal e uma contusão anterior, a derrota do russo para o brasileiro Fabrício “Vai Cavalo” Werdum foi simplesmente incontestável: Ainda no primeiro round, Vai Cavalo encaixa um triângulo com arm-lock submetendo o indestrutível Fedor.

O mundo ficou chocado e o brasileiro foi levado ao olímpo. Não por menos, é claro. O descuido do russo em permitir a entrada da chave, aliada com a velocidade e a técnica do brasileiro, teriam sido os causadores da vitória. Mesmo com a vitória maiúscula do Vai Cavalo, o sentimento que imperava era que se a luta tivesse se prolongado, Werdum teria problemas sérios pela frente.

No último sábado, Fedor subiu no ringue para enfrentar outro brasileiro: Antônio “Pezão” Silva. Com seus quase 2m de altura, Pezão seria um desafiante interessante para Emelianenko, que precisava provar que a derrota para Werdum havia sido um descuido, mas que ele ainda era o todo poderoso “heavyweight” do mundo e detentor do cinturão de pesos-pesadas do WAMMA.

Não aconteceu.

Após um primeiro round, onde os dois se conheceram e trocaram um pouco, um segundo-round até com um final interessante: Pezão e Fedor trocando ankle-locks até o juiz os separar, o segundo round foi como um adulto contra uma criança. Fedor dominado, não conseguiu entrar no raio de ação de pezão. Enquanto no chão, Antônio Silva aplicou seu ground-and-pound de forma tão avassaladora que Emelianenko nada conseguiu fazer. Importante dizer: Ele não se submeteu, nem mesmo foi nocauteado.

Fedor x Pezão

Na volta para o terceiro round, o juiz declara vitória ao brasileiro. A câmera mostra o rosto de Emelianenko com um olho direito tão cheio de hematomas que não conseguia sequer ficar aberto. Os médicos encerram a luta e a pergunta que fica no ar é se Fedor encerrou junto sua carreira.

Fedor, que era conhecido pelo seu forte ground-and-pound ignorando as defesas adversárias, sofreu do seu próprio veneno.

Dana White comemorou a segunda derrota de Fedor, que era o principal chamariz da única organização que poderia, um dia, rivalizar com seu UFC. Nas entrevistas pós-luta, Fedor diz que talvez esteja velho, que o final realmente pode ter chegado.

Toda hegemonia chega ao fim. Basta saber como Fedor quer terminar a sua carreira. Se procurar desafiantes de um nível técnico mais baixo, conseguindo algumas vitórias e portando o cinturão da WAMMA pode terminar sua carreira no topo, mesmo com as indigestas derrotas para os brasileiros. Se continuar enfrentando lutadores top do mundo, pode continuar a perder e jogar um pouco de sujeira no seu legado (que já é imortal).

Sair do trono como Alexandre O Grande, ou sair do trono como Júlio Cesar?

No final, independente do que aconteça, Fedor Emelianenko sempre será visto como uma das forças mais dominantes que já subiram em um ringue nesse planeta chamado Terra.

 

Anúncios

28 comentários em “Jack Stunner: O fim do último império.

  1. PUTAQUEPARIU!

    Jack Stunner, Madness Pit, e a The Diva voltando!

    É 2012 chegando e ícones da blogosfera retornando.

    Sobre texto comento depois, pois ainda não vi o evento, mas como sempre, textos do Jack excepcionais. Ortografia ótima, além de passar sua opinião sem enrolar muito o texto,coisa que eu particularmente detestto.

    Muito boa, Pai Jack 😉

  2. Oh My God, this is the stunner… THE JACK STUNNER!

    Concordo em gênero, número e grau contigo. Fedor deve aproveitar que ainda está por cima e não seguir os rumos como Cro Cop, por exemplo. Ou se formos mais longe, como Ronaldo…

    Sobre a luta, apesar de a hora estar chegando apra o Fedor, não creio que seja demérito do Pezão, o brasileiro é faixa preta, tem um chão muito bom e é relativamente ágil para o tamanho dele, foi um monstro na luta em ambos os sentidos, muito vai do mérito dele que agora se firma como top da categoria, e vencendo Overeem ou Werdum, dará passos mais largos ainda. Aliás, Fedor irá enfrentar o perdedor de Werdum e Overeem, ou seja, iremos ver no mínimo duas lutas épicas. A revanche de Fedor, ou Fedor vs. Overeem, enquanto podemos ter Pezão vs Overeem, e aposto minhas fichas em Pezão, ou então a épica luta entre os dois últimos brasileiros a vencer o Fedor [aposto ainda no Pezão].

    E é isto, dia movimentado hoje no blog hein? 3 artigos, 1 podcast, 1 resultado de apostas…

    Menção honrosa para o inglês do Pezão lá, que conseguiu se virar. E é isto, abraços!

  3. ótimo artigo, sempre quis saber sobre o Fedor, vi o cartel de lutas dele e achei impressionante. Foi uma pena q ele perdeu, mas se eu fosse ele tentaria vencer mais um top e encerrar a carreira com dignidade.

  4. Ótimo Jack, já deve ser um marco seu, não? Uma aparição repentina 😀

    O Fedor é aquilo que se ver sendo criado em qualquer esporte, ídolos. Mas não sei porque, algo me diferencia do Fedor, sobre qualquer outro ídolo do MMA. Comparo o Fedor até mesmo com o Maximus, de “O Gladiador”, demonstrando que fora do UFC (Roma), existe um MMA técnico, agradável de ser acompanhada, e até hoje, o Strikeforce deve seguir agradecendo ao Fedor, pois ele é como um astro de um time de Futebol, responsável por pelo menos 80 % do Marketing da empresa.

    Espero que ele não acabe com sua carreira por aqui, não faça que nem Ronaldo, que saiu de cabeça baixa, com uma derrota pela as costas, mas caso saia, espero que fique ativo no esporte assim como Couture, treinando mais jovens talentos, e até talvez, auxiliar na produção do Strikeforce.

    E o Pézão hein? Incrível. Já tive oportunidade de ver algumas de suas lutas, e fico um pouco até assustado, de como um “Ogro” como ele, pode possuir tanta técnica nessas mãos enormes. MMA é brasil e sem mais, só tenho é de agradecer aos irmãos Grace, que fez todo esse sonho acontecer.

    Parabéns Jack, espero ganhar algumas aulas de ortografia xD

    Abraço.

  5. Parabéns a todos pelos comentários 🙂

    Só queria deixar claro que jamais desmereci a vitória do Pezão. Só que, pra quem viu o Minotauro x Fedor no Pride 25, com o Fedor dominando os três rounds no ground-and-pound enquanto o Minota buscava finalização.. Pra quem viu no mesmo Pride o Fedor não deixando se dominar com lindas transições, nunca ficando por baixo por mais de 10 segundos… Pra quem viu ESSE Fedor, foi impressionante ver o mesmo dominado sem esboçar uma reação.

    Existem várias formas de vitórias no MMA. Uma delas é a Doctor`s Stoppage. O Pezão que danificou o olho do Fedor, então a vitória foi justa e merecida!

  6. Meu, lembro quando eu estava começando a ver blogs, e sempre axei Jack, Xandão, Corbari, Flavia como pessoas FODONICAS! Tipow, eles eram quem eu queria ser um dia… e hj, tenho o prazer de ter esses caras como pco de blog… sim, é a minha realização!

    Jack, muito bom o texto… agora, eu queria saber se o pai Jack previu este result… huashuashuash

    • É, eu sinto falta da Flávia. A maneira que ela misturava a escrita com artes plásticas, era aplausível. Não tirando mérito de nenhum colunista aqui, até porque todos sabem, quem vocês são, mas me identificava mais com os textos dela, porque emoção, é algo que gosto de levar todos os dias.

      Um dia gostaria ter o talento de vocês ;D

        • “Não tirando mérito de nenhum colunista aqui, até porque todos sabem, quem vocês são”

          Eu respeito demais o Boemio e o Raposa, o talento deles é muito reparável. Só pus a dizer que me identifcava muito com os textos da Flávia, mas Boemio e Raposa são meros colunistas, nunca deixer de ressaltar isso. Só não vou muito com a cara, da sua última opção, escrevia bem, todo mundo sabe disso, mas pessoas arrogantes, também pesa em qualidades de um bom colunista.

  7. “No final, independente do que aconteça, Fedor Emelianenko sempre será visto como uma das forças mais dominantes que já subiram em um ringue nesse planeta chamado Terra.”
    Este final foi perfeitooo!

  8. E lá se foi o ultimo dos imbatíveis…

    Pra mim Fedor marcou a história do MMA, lembro-me de lutadores brasileiros se reunindo para saber como ou quem poderia derrota-lo…bons tempos. Talvez tenha chegado a hora dele parar… eu disse talvez.

    Agora sobrou só o Spider e o Taker na WM e o Balboa!

    • O Minotauro deu uma entrevista ao Sherdog falando que o Anderson Silva é o cara que melhor se adaptou ao Octógno.

      Realmente é o melhor pound-by-pound da atualidade, mas até o reinado dele um dia vai ter que acabar. Seja pelos muros sendo demolidos dentro do octógono, seja pela aposentadoria. Mas é outro que o legado já será imortal…

  9. Grande parceiro Jack.
    Mandou bem. Eu não acompanho muuuito MMA mas Fedor Emilianenko é um nome que botava respeito. Vi algumas lutas dele, e no seu auge ele era incrível. Fedor e Cro Cop são nomes que sempre fizeram essa ligação, para mim, com MMA, e agora não rendem mais o mesmo, como acontece em todo esporte de contato, ou não.

    E aquilo né, os bons, uma hora ou outra, vão parar. Pô, até o Perdigão parou de jogar bola…

    Abs.

  10. ÓTIMO texto! AND… “DIEQUI IS BEQUI!!” 😛

    Muito foda, mesmo eu nem sabendo como o Fedor luta, pq nem acompanho muito bem, achei o texto sensacional. Muita emoção (Quase chorei xD)… E é de ficar com a boca aberta em ver um cara que estava invicto tanto tempo assim… Mas como todo ser humano, ele tbm iria perder uma hora ou outra! Mas como se diz (Rooney), O Rei nunca perde a majestade, e o Fedor é a prova disse. Quem pisar num óctogono, sempre se lembrará dele, ele é LENDA, e isso não pode ser negado por ninguém!

  11. O único “último império” actual, é o português.
    Que eu saiba, os brasucas (brasileiros ou literalmente irmãos consanguíneos dos portugueses) não têm ou tiveram algum império.
    Muito menos lutadores teatrais (mais conhecidos por Wrestlers).
    Para vossa informação a presença dos portugueses pelas vossas paragens só teve vantagens para o vosso território em detrimento de Portugal, onde houve um sangramento da população mais útil durante os últimos 500 anos e onde apenas houve um proveito de 5% (no máximo 10 %) das riquezas encontradas para a coroa (praticamente) tendo o remanescente permanecido nas ditas “colónias” o que claramente não compensa o já referido “permanente sangramento de 500 anos”, por isso utilize-se a referência a últimos impérios com mais respeito, pelas vossas pessoas (incultas, presumo eu, para fazerem esta referencia…).
    E se quiserem mais referencias sobre ”últimos impérios” contra o resto do mundo… informem-se…ha,ha,ha…

    Passem bem.

    • Cara comenta algo nada a ver, sem noção, e não sabe NADA de história. Portugal veio pra cá fugido né? Arregou para Napoleão e seu exército que estava destruindo tudo e todos e correram pra colônia, com os rabos entre as pernas.

      Estando aqui, fizeram apenas festas e aproveitaram de sua fortuna pra comerem, beberem e festejarem.

      E enquanto colônia, Portugal pegava tudo do Brasil, no meio do caminho haviam roubos e problemas, mas dizer que no máximo 10 por cento do que vinha da colônia era usado por Portugal só mostra sua ignorância no assunto.

      Menos, o dito último império deve mais e ganha MUITO MENOS do que o Brasil. É… Acham que são melhores por terem sido os descobridores, triste…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s