NTR #1 – Texto I, 3º Rookie: “Ataque Epiléfico: Mic Skills”

Cadê a torcida do Corbari ai? Cadê a torcida do Epilef? Isso ai amigos, hoje é o dia de postar o primeiro texto do Rookie Epilef, que tem como Pro, ninguem mais, ninguém menos, que o legendário, o humilde “Sexy BoyKing Corbari. O texto é mais uma introdução do que vem nos próximos, fazendo uma introdução sobre Mic Skills. Vá em frente e não deixe de ler e comentar esse texto miticamente entusiaticamente bacana.

ATAQUE EPILÉFICO

Mic Skills

FALA AEW! Meu nome é epilef. Para os lentos (e/ou não-dislexos) é Felipe ao contrário. Você já deve me conhecer aqui no blog, eu costumo fazer comentários satíricos, pertinentes, e na maioria das vezes, destrutivos/construtivos. Ou popularmente, sou um Troll. Após anos de estudo na falculdade unirversitária de Oklahoma, tento agora me juntar à equipe do GRTR. Muito bem, como provavelmente só terei quatro textos publicados, vou falar sobre assuntos que eu gosto. Mas nada de mulher pelada, já que isso não tem muito a ver com luta livre.

Tá, as vezes tem a ver também.

Bom, resolvi começar falando sobre um importante elemento no pro-wrestling: As mic-skills

Bom, as mic-skills em uma empresa grande, como a WWE ou Ti-ê-nei são um passo largo para o Main-event. Como prova disso, Temos o atual WWE Champion The Miz, que como sabemos, é ligeiramente melhor que outro tio que devido a suas boas (embora questionáveis) habilidades no microfone, consegue superar suas pífias habilidades in-ring e está no Main-event desde… hã… sempre?

Enfim, não estou aqui pra xingar ou ironizar o John Cena, só por aquele Filho duma P#*@ lutar tão bem quanto um aspirador de pó…
A questão é que As mic-skills são a parte que representa o “E” da grande W, ao mesmo tempo em que ironizam a hitória de “Nonstop action”… Porque, querendo ou não, são uma parte que serve apenas pra desenvolver as feuds, que, como sabemos, são a única coisa que nos faz esquecer aquela velha história de que “oh, wrestling é marmelada”, “só trouxas ficam vendo isso”, “todo mundo sabe que é de mentirinha”. Bom, pra isso, temos também os spots e boas habilidades in-ring, tanto nos golpes aplicados quanto no selling…
Mas como o povo tem memória curta, vale ressaltar de novo: O que está em questão são APENAS as mic-skils.

"Ninguém tem paciência comigo."

"Ninguém tem paciência comigo."

E você diz:“Mas… Tio Eli… Epli… Elpi… esse negócio aí! O que define boas mic-skills? Quer dizer que se eu souber falar bem também posso ser WWE Champion? Porque você não usa todo o esplendor de suas palavras e preenche os anseios de minha alma, que se dilacera a cada segundo sem obter a resposta de tal magnitude enigmática?”

E eu respondo: calma, meu caro mamífero. A resposta de (quase) todas as suas perguntas será respondida na próxima semana, onde você poderá acompanhar minhas resplandecentes palavras, e ainda se divertir um bocado, com um complexo texto sobre as origens, evolução e aplicação das mic-skills (tá, eu sei que o João Aranha falou que não tinha nescessidade disso, mas eu acho uma idiotice perguntar a opinião dos outros. E você?)

"Wooo, não vejo a hora de ver o próximo texto"

“Sleep with one eye open, gripping your pillow tight.
Exit light, enter night
Take my hand; we’re off to never never land”

Comentários de King Corbari:
Epilef, Epilef, meu pequeno gafanhoto. Gostei do Texto.

Foi curto, introduziu bem um tema que você vai tratar nas próximas edições, interessante essa abordagem inicial. Gostei como você abordou o tema e demonstra suas idéias, com palavras leves,  bom humor e sem enrolações. Temos essa característica em comum, acho que nossa união renderá bons frutos até o dia de nossa epiléfica vitória do torneio.

Mas como disse, e você deixou claro, foi basicamente um texto introdutório. Se ele for visto como um texto complexo de explanação sobre o tema, ficará como um artigo pouco vago, pois você não desenvolveu suas citadas idéias nessa edição. Creio que isso será resolvido no Texto 2.

Sobre o português, regras ou normais da gramática que você utilizou não comentarei, até porque não sou da ABL para criticar o método que você usa para se expressar. Claro, falaria algo se tivesse cometido erros grostescos de escrita, daqueles complicados até de ler, mas esse não foi o caso.

No mais, parabéns, aguardamos o real desenvolvimento do raciocínio que você introduziu nessa edição no próximo texto e minha dica final é: “Que busquem conhecimento!”.

Anúncios

18 comentários em “NTR #1 – Texto I, 3º Rookie: “Ataque Epiléfico: Mic Skills”

  1. Gostei… Mostrou o porquê de ser o texto introdutório, que foi apenas pra dar o “cartão de visita”!

    E fez um belo trabalho, cumpriu o objetivo de falar o que iria trabalhar nos próximos.. Não fez aquela “cagada” de já ir dando algumas das suas opiniões durante o texto, coisa que iria pegar muita gente que se daria o tempo de fazer isso, já que poderiam errar nesse termo de “Introdução”, e iria logo pra “opinião”!

    Ótimo… E não posso falar que foi o melhor, já que é o primeiro que vejo xD

  2. Cara, muito legal, e esse nome também foi muito criativo( o da coluna) e só agora eu percebi o lance do Epilef/Felipe.Quanto ao texto, você foi curto e grosso.Pra mim foi mais uma reflexão, assim como é a Teia do Aranha.Mas antes isso do que aqueles caras que só enrolam, escrevem muito e não dizem NADA

    Matou a pau.

    Epilef 4 president

  3. Foi o que mais gostei até agora, começamos com um título criativo, depois muito bom humor que é o que eu mais gosto em um texto, o texto pode ter mil imagens, mas uma pitada de bom humor é melhor para prender o leitor na frente da tela.

  4. Pera aí…

    Também gostei do post e tal, mas quando tava começando a ficar bom, acabou! Levei até susto aqui.

    Um assunto tão vasto, não render quase nada num texto, num dá!

    A proposta aqui não é fazer introdução e sim textos. Epilef leva jeito sim,mas vai ter que fazer muito mais que isso…

  5. Bela introdução enquanto os outros se preocuparam em fazer textos,você fez um texto bom,cômico e interessante e me desculpem os outros dois mas o Epilef foi o que teve mais carisma.E agora vou fazer o meu ranking por enquanto:
    1-hitman(fez um belo texto e falou de um assunto que estava passando desapercebido por muita gente)
    2-Epilef(Muito carisma e se tivesse colocado num texto poderia estar em primeiro,é o meu favorito por enquanto)
    3-Victor Yan(fez um texto muito curto e que muita gente vai falar já que é sobre o um PPV,fora que deu opiniões demais no seu texto espero que melhore com a ajuda de seu Pro)
    Bom isso é tudo,me eesculpe se eu magoei alguém.

  6. Pra mim, o melhor até agora. Ri em muitas partes, gostei do humor, ficou algo leve. Ficou pequeno, mas estou aguardando pra que nas próximas edições, seja algo completo e grande (opa… (6)). Se me decepcionar, apanha. Do seu pro não espero porra nenhuma, porque… É O CORBARI, mas espero que você se salve!

  7. Olha, você pode fazer coisas boas Felipe [não vou ficar atendendo esse seu pacto com as trevas pra ficar falando de trás pra frente, aliás eu achava que tinha alguma coisa a ver com Zangief, mas deixa pra lá]. Mas a proposta da promoção é fazer textos, digo, você tem no mínimo 4 oportunidades para mostrar porque merece mais 4 oportunidades, e nestas próximas 4 oportunidades você mostrará porque merece mais 4 oportunidades, e nas próximas 4 oportunidades você vai ter que provar o porque mereceu as 8 oportunidades e porque merece entrar pro blog. Entende o que eu digo? Fazer um texto introdutório sobre você mesmo me pareceu uma certa prepotência e achismo de quem já ganhou, ou de quem já se classificou. Não gostei disto, só para deixar bem claro, porém não posso negar que me diverti com o texto e achei legal, é sempre bom ver uma variabilidade de estilos no blog. Atualmente só dois puxam pro lado do humor, e nem sempre eu uso humor… rs Abs

  8. O Epilef mostrou um estilo próprio, o que acho muito bom. Um humor leve também. O problema é que ele não discutiu nada. O texto de hoje deveria ser um pedaço de um texto maior, não um texto em si.

    Espero que o próximo texto seja conclusivo e explore um texto com introdução, desenvolvimento e conclusão

  9. Mas eu até entendo um lado do Felipe, se é isso que ele esteve pensando. Em tais quadros como o seu, Criador, um escritor não garante vaga diretamente para o blog, e será que seria legal, usar todos os temas com o quadro? E se caso for escolhido, qual tema será pensado quando for selecionado, se todos já foram usados no “NXT To Rumble”.

    Por isso que eu aconselho aos participantes, usarem temas sobre algo atual, pois caso você for escolhido para se integrar ao blog, você poderá escrever livremente sobre qualquer fato histórico do passado.

    Tenho razão ou não tenho? 😛

  10. Pingback: NTR #1 – Texto II, 3º Rookie: “Ataque Epiléfico: Mic Skills 2 – O Bordão“ « Get Ready To Rumble

  11. Pingback: Creative Enough 2.0 #11 « Wrestlinformativo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s