NTR #1 – Texto II, 3º Rookie: “Ataque Epiléfico: Mic Skills 2 – O Bordão“

Aow pessoal, estou aqui trazendo o segundo texto do Rookie mais sortudo dessa promoção, o texto do Epilef. E dessa vez ele dá continuação aos pensamentos introduzidos na primeira edição. Clique no “Leia mais” e confira mais um artigo do Rookie do Corbari.

Ataque Epiléfico

Mic Skills 2 – A vingança O Bordão

Finally! Epilef Has come Back to NXT To Rumble!

Cá estou eu após uma semana de espera. Aposto que nem doeu tanto esperar, doeu? Aliás, você, meu caro e ilustre desconhecido. Qual o seu nome?

Quer saber? Não importa qual é o seu nome! Só leia o texto, e cale a boca! /therockfeelings

Bom, Retomando o raciocínio (se você perdeu meu texto introdutório semana passada, ou não se lembra de bulhufas do que eu escrevi, veja Aqui) eu falava de mic-Skills, quando fui bruscamente interrompido… E você sabe que “Nobody… NOBODY INTERRUPTS EPILEF!” Certo. Eu falava que as mic-skills são um importantíssimo passo para o Main-event. E sabe por quê? Porque você avalia uma empresa pela qualidade de seus main-eventers. Eles são quase como o Capitão em um time de futebol: além de “organizar a casa”, eles representam os outros jogadores, e são automaticamente mais visados, tanto pela torcida quanto pelos adversários; Pode ter certeza que quando o time perder, o capitão será o principal apontado.

"Rrrrrrrrrronaldo..."

“Tá, eu não gosto de futebol, onde que você quer chegar?”. Calma, meu caro mamífero/réptil, a questão é: São os main-eventers que representam a empresa de luta-livre. E isso é FATO. Tudo que ele fala , pode-se entender como sendo a empresa falando. E a empresa precisa falar algo que combine com seu público (valeu aulas de Marketing \o/). Ééé, a mesma empresa que já contou com Ric Flair, HBK e Stone Cold, agora tem como Principal referencial John Cena(!). Terminando a linha de pensamento: Quanto mais aplicável a frase, melhor. Can You DIG it, Sucka? O bordão, quando bem criado E utilizado, Faz o expectador rezar sua vida inteira, por um momento, Um Momentinho Qualquer, UMA BRECHA… para enfim falar a “palavra dos F*das”, se sentir realizado: acabar com a moral dos inimigos, fazer novos amigos, ser popular na escola, conquistar o amor de sua vida…

Sim, “A” frase, quando solta no momento apropriado, pode gerar tudo isso e muito mais.

Não, não pode não, mas ela gera uma coisa que nós da Falcudade Unirversitária de Oklahoma chamamos de “Propaganda eleitoral Gratuita”. Isso mesmo, a WWE entra em nossas mentes, toda vez que ouvimos algo PARECIDO com um bordão de um dos seus main-eventers. Quer ver?

You Can’t pee here.

Paro de escrever agora se ninguém leu See Me no final!AGORA!

Não se sinta envergonhado, desgraçado ou manipulado se você acaba de cair em si e descobri que sua mente foi a P*T1n#@ da WWE por todos esses anos. É uma reação natural. Pra falar a verdade, há mais de dois mil anos, frases vêm sido repetidas sem se desgastar, porque podem ser usadas em MUITOS momentos oportunos. Por exemplo, quem aqui nunca usou uma frase de Jesus, que atire a primeira pedra…

... Ou não!

Certo, agora que você entendeu que as mic-skills tem que ser boas proporcionalmente ao talento: quanto menos Talento, mais você precisa de mics, sendo que elas tem que ser no mínimo boas para se estar no main event. Sim, é difícil ser WWE champ.

Mas aí chegamos em outro ponto que sempre se está em questão:

DIIIIIIIIIIIVAAASS!!!!!

Se vocês querem Divas me dêem um HELL YEAH!

Provavelmente vocês reclamam que as divas não têm lutas longas, e as feuds são sem sentido. Bom, tudo isso pode ser respondido com as mic-skill: quantos bordões de Divas vocês sabem? Quantas vezes você já viu uma diva pegar a porcaria do microfone e fazer uma promo decente? Eu pra falar a verdade, nem escuto o que elas dizem, os decotes tiram a minha atenção.

Particularmente, eu tenho uma lista de coisas pra fazer antes de morrer fazer, a qual vocês podem conferir um pequeno trecho abaixo:

45 - Vencer o Next to GRTR

E como já foi esclarecido aqui, a Diva que tem as melhores mic-skill domina. É a lei do Oeste. Por isso a Beth Phoenix não está 100% no main-event: Por mais difícil que pareça de acreditar, a McCool sabe utilizar melhor um microfone(entenda como quiser). Ou seja, não tem jeito: Quer ficar no Main-event? Aprenda a usar a porcaria do microfone. And if you’re not down with that I’ve got two words for you: SUCK IT!
Bom por hoje é só. Espero que tenham gostado da minha reflexão sobre Mics, semana que vem eu falo mais sobre um assunto randômico. And that’s the bottom line, because EPILEF SAID SO!


End of passion play, crumbling away
I’m your source of self-destruction
Come crawling faster
Obey your master
Master
Master of puppets I’m pulling your strings
Twisting your mind and smashing your dreams
Just call my name, ‘cause i’ll hear you scream
Master
Master

Comentários de King Corbari:
Agora sim desenvolveu sua ideia. Gostei do jeito simples e bem humorado de escrever, um texto rápido que passou a opinião de uma forma tranquila e engraçada de ler. Entretanto acho que perdeu o rumo do tema em alguns pontos e também deixou alguns momentos confusos no meio do artigo. Ao menos, agora sim você pode ser avaliado pois conseguiu dar corpo a cabeça da primeira edição. No geral, achei um bom texto.

Anúncios

17 comentários em “NTR #1 – Texto II, 3º Rookie: “Ataque Epiléfico: Mic Skills 2 – O Bordão“

    • Depois eu leio melhor, não sei se é porque estou com sono, mas não entendi muito o texto, começou falando de mic skill, partiu pra dizer que o main eventer tem que representar a companhia e encerrou falando de divas e dizendo que o motivo delas não serem main eventers é falta de Mic Skill?

      • Na verdade, é mais ou menos isso: O objetivo das mic-skills é fixar a empresa em nossas mentes. Logo, os main eventers representam a companhia, e como as divas não tem mic-skills boas, não podem representá-la.

  1. Saiu atrás porque precisou relembrar os leitores sobre o texto da semana passada, já que a introdução estava por lá.

    Tirando esse preço que foi pago, também percebi uma melhora. O texto trouxe uma conclusão e tem um estilo de escrita próprio, com humor e etc. Não é a minha forma preferida, mas sem dúvidas é uma forma válida (é a preferida de outras pessoas, com certeza) e isso é um ponto positivo.

    Sobre o assunto em si, achei meio viagem isso da “lavagem cerebral”. Eu não penso em “You can’t see me” quando leio “You can’t pee here” rs. Não mesmo. Talvez isso aconteça quando você tem pouco acesso ao idioma fora do Wrestling, então quando você vai pro inglês no cotidiano, se lembra do Wrestling. Talvez seja isso, talvez não.

    Mas num geral, o texto foi bom. Uma melhora substancial e já quero ver o da próxima semana. Se continuar nessa cadência, me deixou curioso até para o quarto texto.

  2. Epilef…

    seu texto tem ótimas sacadas e tal mas…num entendi até agora…escrever um post e depois ficar explicando o que vc tentou passar… é meio tenso isso hein?

    Vc tipo saiu pro ataque, fez um monte de firula e depois recuou pro goleiro.

    • Legal, valeu pelo conselho!
      Sério, eu particularmente não reparei, mas esse texto ficou devendo muito em relação ao outro mesmo.
      O esquema é continuar com a ousadia.

      Mas pelo menos eu mantive a posse de bola.

  3. Seu noob do c@ral** zerei GOW3 em 4 dias….
    kkkkkkkkk

    Você fez nesse texto o que eu adoro fazer, e gosto muito de ler textos assim, textos que fazem um assunto levar a outro, e o outro pra mais outro e aí vai,o bom é que isso torna o texto não enjoativo, e você o fez sem perder o foco

    o melhor até agora

  4. Duas coisas a se comentar:

    1) Deveria tex explicado sobre o primeiro texto, pois se a pessoa não ter lido, ficará um pouco perdido da maneira que começou.

    2) Se a sua intenção foi fazer um brainstorm alucinado de idéias, conseguiu. Ficou um texto bem humorado, pouco explicativo. Se estiverem com sono, não leiam. Acordem e leiam com calma.

    Bom texto.

  5. Deixou a desejar… Depois de ter feito aquela chamada Intro, parecia que esse texto seria o melhor de todas as rodadas… Infelizmente saiu errado!

    Tbm não entendi muito bem… Pulou de uma parte pra outra, e depois voltou ou sei lá o que fez.

    Pra mim, em vez de falar de uma Diva no Mic, poderia abordar outra coisa ali no meio para o texto não ficar tão complicado de entender!

    É, não foi ruim, foi bom, entretanto não preencheu as expectativas que deixou em seu primeiro texto. Espero que na próxima rodada se saia melhor!

  6. Eu discordo do povo que reclamou tanto. Vejo uma melhora MUITO grande do primeiro pro segundo texto, claro, coisas como “se perder” no meio do texto, como o Corba disse bem, e algumas coisas que ficam meio que “mal-explicadas” podem melhorar, mas pô, você é “rookie” vai sempre melhorar (ou deve melhorar pelo menos) e aprender.

    Gostei do texto, e gostei muito das catchphrases que usou ao longo do texto, serviu bem pra ilustrar o quão importante e marcante são as ditas frases por você. Gostei das piadinhas e a descontração, mas essa é uma linha tênue, pois o texto pode ficar muito leve e descontraído, e pode fazer você se perder. Aconteceu as duas coisas nesse texto, então mais cuidado da próxima vez.

    De resto, achei legal, mais longo, como muitos ai pediram, e com mais infos. Pode melhorar, claro, mas melhorou do primeiro pro segundo, então, está de parabéns. Agora é ir melhorando mais e mais!

  7. Pingback: Creative Enough 2.0 #11 « Wrestlinformativo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s