Na Teia do Aranha #31

Salve, galera! É Sexta-feira de Carnaval, o povo todo já correndo atrás do trio elétrico e estamos aqui com mais um texto que não é apenas um pensamento, mas uma opinião com algumas considerações sobre o fato mais discutido na semana e as discussões que foram geradas em torno dele: o RAW no Esporte Interativo. Lembrem-se que se quiserem deixarem sugestões para os próximos textos, deixem junto aos seus comentários, ok?

Leiam, reflitam, comentem, debatam e divirtam-se.

Valeu!

 

Agora é Hora do Metal Pesado!

 

Na úlitma Quarta-feira, dia 2 de março de 2011, presenciamos um momento histórico para os fãs de pro wrestling do Brasil, que foi a volta da WWE pela TV Esporte Interativo, com a exibição do RAW em versão Roadshow. Depois que houve a exibição, muitas pessoas adoraram e outras pessoas reclamaram sobre coisas que não possuíam conhecimento suficiente ou nem se deram o trabalho de pesquisarem antes de darem uma opinião pelo menos aceitável. Então colocarei aqui alguns pontos que observei no show  e que foram os que mais reclamaram no mesmo, fazendo uma espécie de explicação sobre os pontos. Já aviso de antemão que não trabalho nem sou o maior fã da TV Esporte Interativo do mundo. Acho um bom canal e tem suas qualidades. E ponto. Bem, vamos aos fatos:

1)      Dupla de Narradores:

Os narradores foram muito bem escolhidos. Marco Alfaro e Roberto Figueroa sempre formaram uma dupla de narradores de sucesso. Juntos, participaram do que é considerado por muitos o melhor time brasileiro de locução da ESPN (ao lado de André José Adler) de todos os tempos. Narraram jogos das principais ligas desportivas americanas (NFL, MLB, NHL, NBA) e são especialistas em todos os tipos de esportes  da terra do Tio Sam. E, para quem não se lembra ou não sabe, eles eram os narradores do ‘TNT – WCW Monday Night Nitro’ quando era transmitido na TV brasileira e o faziam muito bem. Os dois conduziram o programa muito bem, tornando o show bem fluente e de fácil entendimento para os espectadores, em especial os que estavam vendo a WWE pela primeira vez ou não tinham visto desde a última exibição no SBT.

2)      Traduções para a Língua Portuguesa:

Pessoas bradaram sobre não terem colocado uma versão legendada ou pelas traduções do que os lutadores estavam falando soarem um pouco estranhas. Confesso que já vi WWE de tudo quanto é jeito e em mais de duas línguas. Agora, temos que entender que pra quem está acostumado a ver em geral na língua inglesa, pode ter sentido um pouco de estranheza ao ouvir coisas como “Eu sou o Miz e eu sou demais!” ou “Agora é hora do metal pesado!”. Mas, lembrem-se, vocês não são os únicos a terem visto e essa questão de se acostumar com o que se ouve é questão de tempo. Claro que virão falando que mesmo que tenham ouvido por muitas semanas, preferem em inglês. Aí é questão de gosto. Mas dizer que a tradução é um lixo é no mínimo ignorância. Nenhuma tradução que ouvi foi agressiva ou foi tão errada pra gerar uma revolta assim tão grande. Houve um erro único de tradução, mas é algo que não se faz tanta diferença.

3)      Tempo de Programa:

Tá aí outra questão quem foi motivo de ira por muitos. Na grade da TV Esporte Interativo pela internet estava citado que o show teria uma hora de duração e isso já deixava muitos com a pulga atrás da orelha, pois os shows televisionados nos EUA e que são normalmente vistos têm em média uma hora e meia de duração. Quando ele foi ao ar, o show durou cerca de 50 minutos e começou a reclamação de que tinham cortado trechos do programa, de que foi sacanagem do canal. Mas se esquecem de algumas coisas:

– Não é a TV que transmite que escolhe o show que quer. Quando o show não é transmitido ao vivo, ele é transmitido na versão Roadshow, então, será essa a média de duração do show.

– Todas aquelas coisinhas de “Do You Know?” e uma parte das promos fora do ringue (pra não dizer quase todas) não serão exibidas devido a ser essa versão do show.

– As lutas que foram cortadas foram: uma de Divas que durou 5 minutos e uma luta entre wrestlers do Smackdown que aconteceu no RAW. Então, são lutas que não afetariam nem um pouco o desenvolvimento do show. Por demais, todas as outras lutas foram exibidas.

– O programa não teve um intervalo comercial. Foi direto e reto até o final.

4)   As Apresentações dos Wrestlers Entre as Lutas:

Isso é algo comum nos programas internacionais, de fazerem apresentações dos lutadores nos intervalos dos embates. Serve pra mostrar a todos que estiverem vendo que aquele lutador existe e mostrar qual a característica básica do mesmo. Acostumem-se a isso e a também aquelas propagandas bem úteis (especialmente para alguns brasileiros sem noção) da campanha “Don’t Try to Do This”.

5)      Comparações com o SBT:

Esse é um assunto que me recuso a desenvolver, mas só falarei superficialmente, pois vi MUITAS (sim, em maiúsculo mesmo) pessoas querendo comparar a exibição do SBT com a da Esporte Interativo. Primeiro, que nem tem muito o que se comparar, porque só teve uma apresentação, mas ela foi o suficiente pra demonstrar uma coisa: a apresentação do Esporte Interativo está superior a do SBT. Para os fãs de Duarte e Serdan, apenas ganhem com louvor o ‘troféu joinha’.

Bem, são esses os pontos principais do primeiro show transmitido. Claro que problemas poderão surgir no decorrer, afinal, nenhuma televisão ou federação são perfeitas o suficiente para que se mantenha tudo no mais alto nível a toda hora. Mas é vital que as pessoas continuem assistindo os programas e dando opiniões tanto pra TV quanto pra própria federação. Mas, que sejam opiniões construtivas de verdade. Sente no sofá, pegue a pipoca e divirta-se!

Anúncios

23 comentários em “Na Teia do Aranha #31

  1. 8 e 45 vai ter reprise, só pra avisar os que ainda não assistiram! Vejamos, WWE na teve brasileira novamente é o resultado de uma batalha nossa, fomos nós, fãs, que enviamos e-mails para emissoras pedindo o retorno desse entretenimento, agora o que não pode é deixarmos os fãs IDIOTAS estragarem e roubarem isso de nós!

    Não, agora não podemos ignorar os comentários ácidos referentes a tv ou ao show, devemos incentivar cada vez mais e mais.

    Bem citado pelo João Aranha nesta teia, não tenho mais a acrescentar, agora é esperar pra ver!

    Abs

  2. Algumas coisas são engraçadas: Não é que a frase em português ficou ridícula. É que a frase é ridícula mesmo, wrestling é cheio de coisas “bobas” e a gente gosta disso.

    Só que o não-costume com o inglês faz pensar que a frase fica mais bonita no outro idioma, mas na verdade é a mesma bobeira.

    Exemplo: “I`m awesome” é “eu sou demais” mesmo. Se fosse “I`m amazing” seria “Eu sou incrível”.

    É que nem a música do Elvis Presley “You`re nothing but a hound dog”, ou seja “você não passa de uma cadela” 😛

    Imagina o The Rock “Se você cheirar o que o Rock está cozinhando”. É ridículo mesmo, não se iludam com o idioma inglês rs.

    • Isto me lembrou aquela passagem em “Um sonho de liberdade”, onde Dufresne (Tim Hobbins) bota a ópera para os presos ouvirem, e o Red (Morgan Freeman) diz: “Não importa o que aquelas italianinhas cantaram, só espero que tenha sido tão lindo quanto pareceu”.

      Idioma estrangeiro tem dessas jogadas mesmo… Mas podia ter algo melhor que eu sou De mais, ficou engraçado rs enfim, sem tirar os méritos dos caras rs

      • Imagino se fosse algo do tipo “Sou foda(tigdintigdin)” [\ricardofeelings]

        Sério, tem coisas que realmente vão soar estranho pra gente, mas essa é a linguagem do wrestling. Ou vocês acham que todos falam igual a como o Brock LEsnar falava, igual a um robozinho?

        E valeu pelos elogios de todos =)

        • Realmente, é bem mais legal você escutar “i’m Awesome” do que “Eu sou Demais”. Enfim…

          Eu gostei muito da tradução deles, o pessoal que ver pela primeira vez vai ficar um pouco perdido, mas com o tempo acho que eles vão conseguir explicar bem tudo que está acontecendo na empresa. Eu algumas horas me imaginei vendo WWE pela primeira vez, pra ver se entendia algo. Acabei chegando na conclusão de que John Cena é foda, só que ninguém chega aos pés de The Miz.

  3. Boa, Aranha! Pontos mais do que certos!

    1-) Muito melhores do que Jarbas e Serdan. No caso, apenas a emoção de narração que ficou atrás, mas mesmo assim. Muito melhor!

    2-)Pra mim não foi tão ruim. Sim, teve alguns erros, que podem ser corrigidos como ainda insistirem em “Abraço de Urso”. Fora ainda alguns apelidinhos como ‘Fofinho’, e só com algumas sugestões dos fãs, pode sim ser resolvido sem problemas!
    Claro, foi engraçado, como “É hora do metal pesado”, “gangue de mal-feitores” do Punk. Mano, quem já viu gangue de bem-feitores? 😛 Brincadeiras a parte, ainda tem que deixar o certo como certo, como as frases, e algumas coisas como Elimination Chamber, que traduziram para Câmara de Eliminação, realemente algo desnecessário!

    3-)Bom, como eu não assisti por inteiro, apenas queria ver mesmo como seria narração. Só vi mesmo uns 30 à 35 minutos de programa, ou até mesmo, então nem sei que horas terminou.
    Como falaram que acabou antes do previsto, creio que poderia botar umas coisinhas à mais, como um pouco da Promo do 2.21.11 e as entradas, que acabaram cortando algumas. E o bom é que não teve comercial algum… Já foram muito bem!

    4-) Isso pra mim não interfere e nada. Podem colocar à vontade que eu nem ligo, o único porém, é que ninguém (Ninguém = Crianças) atende… Eu mesmo no tempo de SBT ficava lutando e tentando dar Finishers nos meus amigos xD

    5-) Pra que comparar? BESTEIRA isso… Muito melhor que o SBT.. e outra, o SBT passava os dois Shows de forma mínima, e nem tão bom assim… Já no EI, além da transmissão ser bem melhor, deram um passo à mais do que o SBT em sua época!

    Bom, eu quebrei a cara dizendo que seria horrível, que não iria prestar, e talz… Acabei estando com uma impressão errada, mas estou começando a mudar de ideia! 😛

  4. concordo com tudo que foi dito. No mesmo dia do show, tive que aturar um guri retartado(se vocês vissem as atitudes dele, também falariam retardado) reclamando da narração da EI num chat e que a do SBT era melhor. –‘

  5. a do SBT era melhor pois tinha as duas brands e era maior,mais a do Esporte Interativo é muito melhor,pois tem qualidade,uma boa explicação do que poderia acontercer tb

    • Não é que a do SBT era maior, mas a do SBT tinha propagandas, então as propagandas deixavam o programa maior e com uma hora de duração.

      E o SD tem chances de aparecer no EI, mas só depende da reação do público em acompanhar, ver e participar junto ao canal. Simples assim.

  6. Boa Aranha, gostei do texto, e gostei muito de como foi tudo. Acho que o que cortaram, foi MUITO certo, tanto que eu vi o show todo, revi inteiro no EI cortado, e até esqueci que tinham essas partes que você citou cortadas (sóreparei MESMO no corte que fizeram pra promo do HHH e do Taker, com os sinais e tal, mas mesmo assim, quem não viu, não pareceu que teve mais cortes).

    Concordo com tudo ai, num geral foi bom, tirando alguns errinhos, tipo traduzir um rap, que é grandemente desnecessário, e falar que suck=fede 😛 Houveram muitas coisas boas (um narrador face e outro heel, traduções com coisas legais, sem muita besteira) e distribuição boa. Li que o programa passaria a ter 2 horasn a próxima semana. Não sei se será isso mesmo, mas se for, ainda melhor!

    Sucesso ao Raw, sucesso a WWE aqui e ao EI, e que o quanto antes, venham produtos pra cá, e venham ainda mais fãs, e num futuro, um house-show né 😀

    • Essa de 2 horas é quase (pra não dizer) impossível, pois o formato do programa é de 1 hora. A não ser que d~e umr evertério na cabeça dos dirigentes da WWE e Esporte Interativo e coloquem o Smackdown junto. Aí ficaria quase 2 horas.

      Quanto a tradução de coisas desse tipo, não adianta: pra alguns pode parecer desnecessário, mas nem todo mundo tem domínio de inglês suficiente pra entender, então a tradução é para todos. E dizer que suck = fede, não me pareceu problemático.

  7. Impressão que tive que o Raw já vem editado dos EUA, e esses 10 minutos que faltaram para 1 hora foram deixados para comercial,o que não teve, eu gostei muito mais dessa narração falaram os nomes dos golpes certos, o nome dos lutadores só erraram no Mark Hendry xD, gostei bastante espero que daqui um ano renovem esse contrato, vamos ver quanto dura.

    • Douglas, ele falou Mark Henry certo. É que a pronúncia dele é bem empolada, então no que se ouve, pode confundir um pouco, mas que ele falou certo, falou. E esses 10 minutos são realmente para comerciais da TV que transmite, mas eles preferiram transmitir direto, sem comerciais.

  8. A princípio eu não gostei, mas depois eu parei pra pensar epesando prós e contras numa balança foi realmente bom.

    Porém, defino o que eu achei dessa tranmissão em uma frase: “Transmitiram o show, como se fãs antigos que já conhecessem a empresa estivessem assistindo um show pela primeira vez.”

    • Mas eles tem que explicar pra todos como se fosse a primeira vez que o cara está vendo aquilo, pois ajuda no entendimento de todo o mundo sem falar que eles não tem um ‘adivinhômetro’ pra saber que você conhece mais que fulano ou siclano.

  9. Aliás, gostei da transmissão, e acho também que aos poucos melhorará cada vez mais, isso é fato e conseqüentemente pode ser transmitido até ao vivo em médio/longo prazo.Bons narradores, conhecem bem a WWE, não pecaram em quase nada, e creio eu que só faltou a emoção que o Jarbas passava mesmo, do resto, show de bola, transmissão muito boa, qualidade de imagem também e gostei dos narradores também .

    • O Duarte narrava a WWE como jogo de futebol, qualquer cuspida no chão ele narrava como se fosse um gol de bicicleta no último minuto. Tinha horas que ficava estranho. Mas ainda acho que eles passaram a emoção suificiente, mas no estilo de narração deles.

  10. Eu achei a transmissão do Raw muito boa,eram os melhores narradores que a EI podia usar.Bom,acho que essa parte da emoção fica com a própia WWE ne,que tem que fazer um show emocionante,e não os narradores.Em relação com as traduções so fico estranho o metal pesado,poxa todo mundo conheçe heavy metal,tbm podia ter falado rock n roll.Mas,o mais engraçado foi o ”suck” podia falar algo como uma droga(i’m suck/eu sou uma droga),algum sinônimo do tipo,porque o Miz falando que fedia fico engraçado,haha.Bom,dou uma nota 8 de 10 da transmissão da EI,os dois pontos que faltaram foi pela propia pobreza de luta,promo,etc da wwe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s