Malakian’s House #5 – Um rosto, Diversas Faces.

Fala pessoal, mais um texto para vocês. Como hoje eu to sem vontade de fazer intro (visto que o texto em si já tem mais de 1000 palavras). Só digo uma coisa à vocês antes de apertarem o tal botão. O meu maninho Jhamezinho vai dar uma de comentarista (que ficarão em parenteses). Pronto, aperta lá. Conheço muitas pessoas (pela internet, ele não é tão popular) que assim como eu, acessam blogs de luta livre e são amantes do assim chamado “esporte”. Todos os dias temos notícias (seja de lesões ou em que programas os wrestlers fizeram participação especial). E nessas notícias, há comentarios (é mesmo?), e nem sempre eles são a favor do wrestler (ou Diva) envolvido, e os mais entendidos vem com frases do gênero: “Esse cara tá muito ruim, prefiro ele Face/Heel…”. Foi por diversas vezes vendo essa frase que eu me questionei.

O fato de um lutador ser Face e ganhar um Heel Turn (e vice-versa) é o mesmo que um tiro no escuro, pois vai variar muito do lutador se essa revirada em seu personagem vai lhe dar mais crédito ou vice-versa. Tivemos muitas revelações de lutadores que assim que após trocaram de “camisa” foram tanto muito elogiados quanto xingados (Cena, Cena).

Como eu disse há prós e contras de ambos os lados. Sem falar que a empresa vai usar essa reviravolta no neguinho (isso não é racismo tá gente) como push, ou punição. Veremos a seguir o bônus e o ônus dessa de ser mocinho ou vilão.

O queridinho do povo atualmente…

Face: Esse lado é sempre o que leva chute na bunda, apanha sempre de no mínimo um exercito do time heel e no final, o preto se dá bem. É sempre o queridinho da plateia e tudo o que ele faz e fala é certo (não importa quanta merda seja). Bem, a maioria das pessoas que eu citei antes são os maiores odiadores desses caras. Não? Estou errado? O Jhamezinho me drogou e eu tô chapado? Então deixa eu falar dois nomes. John Cena e Randy Orton. Esses dois caras são os que sempre apanham, apanham, e no final ganham superpoderes e dão a sétima marcha e pimba, ganham no final (seja storyline ou luta). Ah, e não foi uma vez que vi gente aqui do blog mesmo falando (para não dizer rezando) para que ambos voltem a ser Heel. Daí fica a questão: É ser amado pelo povo (americano) e apanhar, levar chute nas bolas e se reerguer no final ou lutar para valer e mostrar o seu real talento?

Porque eu sou The Miz! E vc já sabe o resto (dica: tá na camisa dele)

Heel: Já essa parte da moeda é sempre, e sempre será, a parte trapaceira, é sempre o neguin que ganha roubando (capaz de pegar a galinha da vizinha), que faz do Face gato e sapato. Mas sempre, sempre, perde no final. E na maioria das vezes de forma vergonhosa. Por outro lado, quando um lutador se torna Heel, ele consegue mostrar um outro lado dele, o que é, na maioria dos casos, um Up para o manolo. Atualmente há muitos lutadores Heels que vêm mostrando um trabalho bem melhor que Faces (diga-se de passagem Miz, R-Truth, e Punk, se bem que atualmente não sei dizer para que lado este último está). Ah, um detalhe à mais, atualmente o povo anda preferindo os anti-herois. Certo, ponto positivo para os vilões. Daí vem a pergunta: Ser odiado por todos e sempre perder no final, ou fazer um ótimo trabalho e ganhar uma melhor posição na lista de 500 melhores lutadores do anos segundo a PWI?

Ladies and Gentlemen, RKO!

Tweener: Antes que você me apedreje por eu dizer que Orton era Face, devo esclarecer em nenhum momento eu disse que ele era Face. Só disse que a maioria prefira ele Heel (alguns dizendo até que o Viper é um mito como tal). Pronto, continuando. Se por um lado temos os Faces (que seria algo como positivo) e por outro temos os Heels (que seria algo como negativo), temos os neutros, que seria os Tweeners (algo como o “0”, ah, isso é um zero tá, tipo matemática básica baby). Esses são casos mais raros (acho que por serem zeros), mas não é por serem raros que não irei falar deles. Bem, são pessoas que não trapaceiam nem apanham que nem condenados e viram super herois, são simplesmente gente comum (ou não cabeção, ah lá o Undertaker) que lutam e promovem seu personagem sem serem, bem nem Faces ou Heels. Como eu disse, são a Suíça, são neutros. Agora a pergunta: Será que todo lutador que vira Tweener consegue ser tão foda quanto o coveiro?

Para essas 3 (três) perguntas que fiz, peço gentilmente (BULLSHIT) que respondam nos comentários. Só finalizando a coluna… wrestler que é wrestler consegue fazer um ótimo trabalho sendo Face, Heel ou Tweener. Há muitos casos de lutadores que souberam fazer um bom trabalho como Face, mas viraram lendas como Heel. E vice-versa, por isso não é o personagem que faz o lutador, mas sim o lutador que faz o personagem. Sei que meus comentários foram a favor de lutadores se tornarem Heel. O porque disso? Simples, de uns tempos para cá muito lutadores que atuam como Heel estão fazendo um trabalho bem melhor que tweeners e Faces (diga-se de passagem Miz, R-Truth, Christian…). E outros que atuam como Face ou Tweener atualmente eram bem melhores como Heel (Cena, Orton, Sheamus…). Há algumas exceções como o caso de John Morrison, que vem mostrando cada vez mais todo o seu potencial. Ele ganhou certo brilho à mais depois que se tornou Face. Há também mais um caso que eu acabei não citando por não saber o que é ele atualmente. Sim, é ele, o cara que não tem medo de soltar a voz, CM Punk. Todos sabemos que depois que ele se tornou Heel ficou no mínimo bem mais foda e maduro. Mas desde aquela luta em Chicago (no Money in the Bank), ele virou uma incógnita para mim. Com certeza alguém aí nos comments vai me dar a luz (a resposta, não a uma criança). Continuando, ele, acho eu, virou uma espécie de Tweener (ou continua Heel mesmo), mas não importa muito bem como ele é agora. Só sei que ele conseguiu evoluir bastante de uns tempos para cá. Bem sei que essa conclusão quase valeu o texto inteiro, mas como minha opinião antes não estava bem definida, decidi deixar tudo para o final. Espero que todos tenham gostado do texto, se não é só me criticar aí embaixo. Valeu? Um abraço (bem macho) a todos que leram e até a próxima.

Paz.

Anúncios

2 comentários em “Malakian’s House #5 – Um rosto, Diversas Faces.

  1. Gostei, melhorou o texto depois dessa conclusão. Discordo de alguns nomes que citou, Sheamus face está bom do mesmo jeito, e mesmo assim, nem deu pra ver ainda, muito recente. Morrison não está melhor, só pôde se soltar mais no ringue, mas isso é com TODOS os faces. Pode perceber, até o Sheamus que você citou, começou a usar mais alguns golpes, como o shoulder block dele do córner. Orton face deixou de ter só headlocks no move-set e tal.

    Acho que tem wrestler que é bom face, ou só heel, mas os melhores mesmo, os que são top, lendas, são bons nos dois. Cito aqui Edge, Jericho, Taker, HBK, HHH… Todos esses fazem muito bem qualquer papel dado. Claro, acabam sendo melhores heels (Edge, HHH) ou melhores faces (Jericho, Taker) mas isso é relativo. Digamos que a diferença é de 9.5 pra 10, e acho que isso, a habilidade de ser bom em qualquer papel, que fará com que o wrestler venha a virar uma lenda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s