Na Teia do Aranha #36

Salve, pessoal. Em mais um pensamento, vamos refletir sobre a WWE atual e pensar sobre algumas situações para dar uma guinada na situação que passam e que gera revolta por parte de boa parte dos espectadores. Lembrem-se de que aqui é o espaço para que leiam, reflitam e debatam sobre o assunto. Essa é uma série de dois pensamentos, mas caso tenham sugestões para os próximos, é só deixar junto aos seus comentários, ok?

Abraços e Paz!

P.S.: R.I.P Alma Negra

Pontuar a Mudança

                Antes que vocês começem a ler o texto, gostaria de informá-los de que tudo o que será escrito é puramente opinião pessoal. Do mesmo modo que vocês tem uma, eu também tenho. Então, peço que, agora, partam para uma situação que ocorreu a alguns meses atrás, quando Christian, depois de mais de uma década na WWE, venceu o World Heavyweight Championship em uma das lutas mais emocionantes do ano na federação. Muitos ficaram felizes com a vitória dele e comemoraram aos montes pelo mundo. So que cinco dias depois, ele perdeu o título para Randy Orton e os mesmos que faziam juras de amor a empresa de Tio Vince, bradavam em ódio, com xingamentos e afins, e não entendiam os planos da rivalidade que estavam sendo construídos. Logo após, muitas coisas ocorreram e a entrada de Triple H como COO e a inserção de CM Punk como um dos “tops” da federação deram mais ânimo aos fãs.

                Todavia, algumas semanas depois, John Cena venceu o título da WWE pela décima vez na úlitma semana e o que eu vi, ouvi e li nos últimos dias de ofensas a Cena, Hunter e demais pessoas que tabalham na área criativa da federação não foi brincadeira. Resolvi, então, escrever dois pensamentos. Neste primeiro, colocarei algumas situações que, ao meu ver (e de algumas pessoas com quem andei conversando) poderiam melhorar o andamento da WWE e, no outro, quais são os erros que eles insistem em permanecer sem a devida correção. Primeiramente, vamos aos pontos que podem levar a melhora no andamento da federação como um todo.

The Champ Is Here! (Again and Again...)

The Champ Is Here! (Again and Again...)

1)      Melhoria no desenvolvimento das storylines: essa é uma reclamação frequente, pois certas rivalidades terminam como começam: sem o menor motivo. Até pra ter um começo e um final sem motivo (ou pelo simples prazer que um wrestler tem em machucar o outro) tem que fazer sentido para a personalidade do lutador.  Para se criar uma boa rivalidade, é necessário que se combine a situação dos lutadores no momento, a personalidade de cada um deles e como isso vai decorrer, se será de longa ou curta duração e vários adendos que ajudam a manter o espectador preso para saber o decorrer da história.

2)      Criação de uma terceira “brand” e encerramento do NXT: a WWE possui um plantel de cerca de 80 lutadores (entre homens e mulheres), mas nem um quarto desse povo é utilizado nas programações. Não estou dizendo que é para voltar a ECW (que se fosse pra voltar do jeito que voltou, não deveria er voltado), mas que criem uma terceira “brand”, para que dê a chance de outros se desenvolverem e serem usados na programação. E quanto a NXT: bem, deveria ter ficado na primeira temporada, todas as outras foram altamente dispensáveis.

3)      Maior uso de outros lutadores: não sou nem um pouco contra que John Cena, Randy Orton e Triple H sejam campeões mais de uma vez, pois são wrestlers que cumprem muito bem os seus papéis no “WWE Universe” e são merecedores. Mas existem muitos outros que merecem sentir o gostinho de ser campeão e são impedidos por não existir uma rotatividade nos combatentes pelos títulos. E esses grandes campeões já tem nome e bagagem mais do que suficiente para desenvolverem rivalidades sem a menor necessidade de que se ponha algum título em jogo.

Cada um no Seu Quadrado!

Cada um no Seu Quadrado!

4)      Mais títulos em jogo: todos gostam do Evan Bourne, mas soaria muito estranho se, um dia, o colocarem para disputar o título mundial dos pesos pesados. E não é um caso isolado, pois muitos ficam nessa situação incômoda de lutar pra ser saco de pancadas toda semana. A volta de títulos como o Cruiserweight Championship e/ou o Hardcore Championship seria uma injeção de ânimo em alguns wrestlers que teriam chance de mostrar os seus talentos, alem do de perderem toda semana.

5)      Encerramento da divisão feminina (Divas): alguns chiarão com isso, me chamarão de boiola e tudo o mais, mas, pra quem já viu a divisão feminina da WWE com Lita, Trish Stratus, Molly Holly, Chyna , Jacqueline, Ivory e Jazz e vê hoje Kelly Kelly como campeã e Beth Phoenix tomando pancada, já é mais do que na hora de, se não encerrar a divisão e colocar todas como “valets”, de pelo menos, ver muito bem o limbo o qual as Divas estão passando. E não minto quando falo que 9 entre 10 pessoas que vêem a WWE usam as lutas das Divas como a “hora de intervalo” ou pulam direto nos seus  players  para a próxima luta.

Campeã com Merecimento!

Campeã com Merecimento!

                   É claro que a aplicação de alguns desses pontos dependem de um fator fundamental, que é o bom senso na hora de que se apliquem. Pois, mesmo que a federação possua os melhores “bookers” e a melhor diretoria e o melhor setor de desenvolvimento e busca de talentos, mas, se quem está no comando não souber a situação certa para que o que está no papel saia dele, vai tudo pelo ralo. Vince Russo, Hulk Hogan e Eric Bischoff estão aí pra nos provar que não basta ter nome, tem que ter cérebro, porque nome não pensa por ninguém.

Anúncios

13 comentários em “Na Teia do Aranha #36

  1. Muito bom cara, você conseguiu analisar todos os problemas fatais da WWE que estão afundando a história e a honra que essa empresa tem, ou tinha… Mas acho q ainda há salvação, apesar do capitalismo reinar acho que um novo dia surgirá a impresa nesses tempos próximos. Mesmo Orton e Cena estarem dominando no ME. Sheamus, Punk, Del Rio, Christian, Daniel Bryan e alguns outros, estão chegando para substituí los. Hoje em dia esses wrestlers não são respeitados no nível dos outros dois citados, mas a fila anda e a roleta gira xD

    Sou fã de wrestling incondicionalmente, a wwe pode estar na merda, mas eu continuarei assistindo por valor as várias estrelas que brilham muito no ring, mas infelizmente, tem a sua luz apagada por bookers motherfuckers. Isso serve para as outras empresas (UN)

    É isso ai, gostei do texxxto.

    • Donald, não acho difícil, pois o que vale não é que o título seja disputado somente em lutas extremas, mas que ele seja disputado no sistema 24/7, o que tornaria algo muito propício a desenvolver e entrelaçar histórias.

    • Jeff, o de TT acho muito complicado no momento atual, pois são poucas as duplas formadas de fato e a divisão que esteve no limbo por um bom tempo, agora é que está voltando a caminhar para uma evolução. Mas o de pesos leves e médios poderiam certamente voltar.

  2. mais titulos acho bacana!

    mas acho q deveria parar mesmo é com o MILAGRE da multiplicação dos titulos do CENA e do orton..até ok eles serem campeões, mas dar reinado de dias pra rey misterio, christian, ou reinados de Um mes pra CM punk, del rio etc etc… isso q tem q parar, pq assim em um ano o CENA passa o record do Ric

    • Com certeza, Thiago. Repito: sou um admirador do trabalho de Cena e Orton, mas acho que ambos já tem bagagem mais do que suficiente pra desenvolverem rivalidades sem a necessidade de se colocar títulos em jogo. Tem outros que merecem ter a chance de disputarem os maiores títulos da empresa e poderiam ser aproveitados mais nas disputas com reais chances de vitória.

  3. Gostei do texto… Ficou meio que sem final, com um bom desenvolvimento, e uma conclusão meio que abrupta, se é que me entende. MAS como disse ter uma segunda parte, veremos, o começo tá bom…

    Sobre o dito ai, concordo, e muito dessa injustiça, eu mostrei no meu último texto. O problema maior mesmo é o fator Cena e Orton. Pode ver, Del Rio campeão, ou Punk campeão, ninguém reclamava que o Cena tava na disputa, pois ele estava disputando, ok isso. O problema é que ele entra na disputa pra vencer… Ele é tão super homem que ele perde, mas vence… Explicarei… Ele perdeu mais do que ganhou, na real, perdeu MUITO mais do que ganhou do Punk, mas no final, Punk se fodeu do mesmo jeito, Cena descolou um reinado nesse meio tempo (o reinado duplo) e ainda por cima, continuou na luta pelo title, enquanto Punk resolvia suas pendências com o HHH. E ai, pra piorar, o Cena vence logo na primeira disputa contra o Del Rio. Po, o cara ficou meses sendo planejado como champ, sempre deu errado, ai quando consegue, é um mês só?? PORRA!! E o pior, era pra ele ir com o title pra tour do México, então as duas hipóteses pro futuro são ruins: ou a WWE desistiu do Del Rio, após tantas coisas que ele passou, OU a WWE dará o title de novo pro Del Rio, pra passar essa tour em outubro, pra depois, DE NOVO, devolver o title ao Cena, ou seja, MAIS UM REINADO dele. E o Orton, nem preciso falar né? Ele já era bem odiado, ai ele vem e interrompe o reinado mais aguardado e merecido dos últimos anos, em apenas 5 (2) dias, e ainda depois, na feud, ele vence 5 lutas, o Christian uma só, e por DQ, e depois Christian some do ME, e ele se mantém. Ai não tem ninguém pra gostar dele né!!

    Agora sobre os tópicos. 1 totalmente de acordo, o 2 acho que nem deveria ser outra brand nova, apenas aperfeiçoar o Superstars, que já é quase uma brand, colocá-la oficialmente de terceira brand, e achar um canal disposto a passar. Só isso. O tópico 3 concordo, e é o principal erro da WWE, e pior, quando usa os lutadores não dá continuidade a eles no ME, como dão a Orton e Cena. O tópico 4 e 5 é que discordo.

    Se do jeito que está, títulos como o Tag title, e sempre um dos menores (quando digo menores, me refiro ao IC e o US titles) ficam meio que largados, e não tem uma defesa contínua nos PPV’s como os mundiais, imagina se coloca um cruiserweight ai. Seria inutilizado, esquecido… Duplicar o tag title de novo então, é uma piada… QUAIS tags disputariam o title? Mal tem tag pra um título de duplas, imagina pra dois! E Hardcore fora de cogitação pelos motivos óbvios (Pg-era…). Ou seja, título não é a resolução, pelo contrário, é mais problemas pra cabeça! E o encerramento da sessão de divas é ruim também. Sim, poucos se importam com a sessão de fato, mas se a Beth estivesse com o title você não diria isso. A Kelly está irritando com o título, e isso porque deve estar dando pra alguém de lá? Sim, mas tem solução ainda, mesmo demitindo mulheres que LUTAM como a Melina, a Gail, e deixando verdadeiros lixos inúteis como Fox e a Rosa Mendes. Agora é só arrumarem a sessão, chamar duas, três divas boas e boas (ringue e beleza) e esperar a Kharma, que tudo se resolve… E CLARO, DAR A PORRA DO REINADO DOMINANTE DA BETH, JUNTO COM A NATALYA!!

    Mas é isso ai, esperando a próxima!

    • Bem, Fresco, vamos as discordâncias:

      1) Acho que o único título que concordo que não tem que ser ressuscitado é o segundo de Tag Teams, pois essa é uma divisão que, depois de um bom tempo esquecida, está voltando a ganhar certa diginidade agora, e pra chegar aos tempos áureos da divisão será um trabalho muito grande, caso queiram trazer aquele mesmo ânimo de antes. Agora, os outros títulos seriam perfeitamente cabíveis a uma volta. E um adendo: lembre-se de que o Hardcore Championship se manteve nao pelo fato de ser um título em que se disputa em “No Holds Barred”, mas porque ele é disputado 24/7, e isso traria mais possibilidades de criação e entrelaçamento de rivalidades.

      2) Sinceramente, não me animaria ver Phoenix, Natalya ou qualquer outra mulher como campeão das Divas. Até entendo que a própria empresa “engessa” a ação das mulheres nos dias atuais, mas se é assim, é porque foi uma somatória dos erros do comando da WWE e a incompetência delas em não se imporem e mostrarem o que sabem ou adquirirem os conhecimento de luta e encenação que falta a elas. A última fagulha da divisão feminina foi a Tag Team Tables Match, já a mais ou menos um anoa trás. Depois disso, foi ao limbo. nenhuma delas merece portar um único cinturão. E a questão da divisão feminina é a única coisa que acho que a TNA é superior a WWE. Ou melhor, está infinitamente superior a WWE.

      Boas críticas. Isso aí, Fresco. E, Sandman, sempre há algo a acrescentar. Não se acanhe na próxima.

  4. Muito foda o texto,parabéns joão!
    Concordo com tudo o que disse.A divisão feminina até podia continuar,desde que arranjassem mais lutadoras e não divas,lutadoras mesmo!(como natalya e phoenix).
    Seria foda um retorno do Cruiseweight Championship.

    • Obrigado pelo elogio, darks. Seria a única chance da divisão feminina ser uma divisão de lutadoras e não somente um catálogo de moda: que as deixassem lutar de verdade e que trouxessem lutadoras competentes pra isso. Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s