Na Teia do Aranha #39

Salve, pessoal! Esta edição de número 39 e a última do ano de 2011, será um pensamento sobre o ano que passou de uma forma um pouco diferente. Quer saber como? Clique em “Leia o resto deste artigo” e aproveite. Claro que junto aos seus comentários, vocês podem deixar as suas sugestões de temas para os próximos pensamentos em 2012. Deixando a vocês o meu agradecimento por me acompanharem durante todo esse ano de 2011 e o desejo de Boas Festas a todos, me despeço com um abraço e o de sempre: leiam, reflitam, debatam e curtam.

Valeu!

Mais Um Ano Vai, Outro Ano Vem…

Mais um ano se passou e em toda a “blogosfera” de pro wrestling, começam as apostas do próximo ano, quem é que foi destaque do ano que está terminando e as opiniões de cada um. Particularmente, até pensei em escrever algo bem parecido, colocando em destaques lutadores óbvios que todo mundo acompanhou durante os últimos 12 meses, mas, como eu não quero fazer um mero “copia e cola mental”, farei um pouco diferente: apontarei três pontos em comum que ocorreram nas três maiores federações de pro wrestling do mundo (WWE, TNA e ROH) e direi o porquê desses fatores serem (em minha opinião) os que contribuiram para o avanço do esporte.

1)      Início de Revolução nas Administrações:  as empresas, não importa o tamanho, sua lucratividade ou rentabilidade, passaram por anos complicados, especialmente por conta da crise econômica que teve seu ponto central nos EUA, sem falar no crescimento lamentável do MMA. Por mais que muitos neguem, esse contexto afetou a industria esportiva, que se viu obrigada a reformular o modo de ver o modo com que levam as suas marcas. E o primeiro ponto foi tornar as administrações mais profissionais, sendo mais rígidos com os lutadores no que se refere aos cuidados com a saúde e o comportamento dele dentro da empresa. Dar uma filosofia de pensamento pra conduzir toda a organização em uma direção única passa por isso e ajudou as empresas a passarem por essa fase sem maiores danos e continuarem com o seu crescimento.

2)      Uso das Mídias Sociais: o meio mais incisivo de aproximação entre os fãs e os seus lutadores favoritos passou e continua passando pelas mídias sociais. A velocidade de informações, por todos os meios (áudio, vídeo, foto e/ou texto) nos pontos mais populares de concentração dos amantes das federações (Twitter, Facebook, sites das empresas) aliada a interatividade, dando chances de pessoas de todos os pontos do globo interagirem com os pro wrestlers e entre eles próprios, 24 horas por dia, 7 dias por semana, foi o estopim para que muitos pudessem descobrir o esporte  e outros que já conheciam, conhecessem mais. Sem falar que muitos que nunca teriam a chance de se inserir nas feredações pelos métodos tradicionais e outros que estavam na iminência de serem mandados embora (você sabe disso?) serem redescobertos.

3)      Mais Poder de Escolha ao Público: primeiramente, deixo bem claro aqui que falar que nós, público de pro wrestling, temos mais poder de escolha, não quer dizer que agora a coisa anda extremamente liberal. A canetada final continua com as altas instâncias, porém, se não fosse pelos clamores do povo, muitos que vemos periodicamente nas nossas televisões e/ou telas de computador não estariam agora tomando conta e até portando os títulos principais das empresas. Ou vocês acham que, se fosse a alguns anos atrás, CM Punk iria conseguir fazer aquele “arremesso de merda no ventilador” sem que fosse cortado com 10 segundos de vídeo? Ou vocês acham que Brian Danielson conseguiria mostrar uma fração suficiente do seu talento pra poder portar um título mundial, sendo recontratado depois de ter sido mandado embora na primeira temporada do NXT, se não fosse as inúmeras reclamações das pessoas por deixar um talento nato ir embora por uma bobagem?

Faço uma ressalva a uma boa parte da blogosfera de pro wrestling brasileira, que nesse ano de 2011 teve algumas voltas, como a do Wrestlemaníacos, e algumas despedidas, o que é natural no ciclo de existência de qualquer grupo. Mas me admira ver que uma boa parte dos sites estão se unindo, trocando pessoas e idéias, mesmo que ainda existam pessoas com opiniões ridículas, estúpidas e totalmente infundadas (alguns até junto das pessoas que querem a amizade), que não colaboram em nada para isso. É assim que se faz com que as coisas cresçam e cheguem a um nível de qualidade que cresceu bastante nesse ano e a tendência é o crescimento, especialmente com a WWE na televisão brasileira, através da TV Esporte Interativo, que vem evoluindo bem nas suas transimissões, em qualidade e audiência. Fica aqui o meu sicero desejo de Boas Festas a todos e que 2012 venha com muitas alegrias para o esporte que tanto amamos, que é a luta-livre.

Anúncios

10 comentários em “Na Teia do Aranha #39

  1. Gostei, curto, fácil, simples.

    Espero que essas três coisas ajudem e cresçam ainda mais, para que os fãs fiquem cada vez mais felizes com os produtos oferecidos pelas empresas em geral.

    • Obrigado, Gustavo. Esses pontos já estão ajudando a dar uma reviravolta muito grande. Vemos três campeões que no começo do ano passado nunca pensaríamos que o seriam. E que a revolução continue.

  2. Incrível texto, grande visão dos fatos.
    Poder de escolha do público está cada vez mais evidente, na WWE principalmente. Punk, Zack e Bryan campeões está aí para dizer
    Muito bom João.

  3. Grande João Aranha, outro “textaçooo”
    Cara, esse tal de twitter é o tal mesmo né, muito interessante ver o que os wrestlers estão pensando no momento e tudo mais… Com certeza contribuiu muito pra alguns caminhos que a WWE tomou.
    O fator 1, entendo eu, já acontece há alguma tempo relativo.
    E o 3 é o que fez muita gente, inclusive eu, voltar a gostar dessa tal de WWE.
    Abs Brother…

    • Grande Corba! Obrigado pelo elogio. As redes sociais facilitam muito o contato e só o fato de que se pode manter um contato sem intermediários com o seu lutador favorito, traz de volta muitos que estavam perdidos. Abraços.

  4. Muito bom texto, Aranha!

    Concordo com tudo. Muita gente volta ver o Wrestling por esses três motivos. Claro, não estão como nós tanto queríamos, mas mesmo assim vem voltando ao que era e ainda sim consegue chamar mais fãs para sua existência.

    É bom ver que a Blogosfera vai se encamiinhando nisso, porém a pior coisa desses novos fãs, é que são chatos até demais, já que saem falando qualquer besteira e querem que fique por isso mesmo!

    Boas festas também! 😀

    • Valeu, Rickie. Nem tudo sairá perfeito pra todos, mas o caminhar paras um equilíbrio é fundamental e as federações estão aprendendo, de um jeito ou de outro, a fazer isso.

      Quanto a blogosfera, não falo nem dos fãs, os quais já falei em texto anterior e talvez até faça um 2.0 do mesmo texto, mas falo de quem faz a coisa andar. Tem coisas que vejo que dão ãnsia de vômito de tão ruins. Mas é prosa pra outro dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s