Ultimate Fight News no GRTR #3 – Dorgas???Parei…Agora sou Lutador…

Salve, salve caros leitores do Get Ready to Rumble, mais uma vez o Ultimate Fight News está no Get Ready to Rumble, trazendo algo de interessante do blog pra vocês. Cliquem na continuação para conferirem na íntegra.

“Os testes da Comissão Atlética para maconha são uma invasão de privacidade. Não acho que é constitucional. Não há razão para eles testarem os atletas de acordo com suas ideias políticas. Eles podem chegar e dizer: ”os atletas não podem ser promíscuos e vamos testar para ver se alguém term herpes genitais ou verrugas genitais. Só um idiota para dizer que a maconha aumenta seu desempenho. Ou nunca lutou ou nunca fumou maconha.”

Rounda Rousey, lutadora de MMA.

Foram com estas palavras que Rounda Rousey classificou o resultado do exame antidoping do ex-Campeão dos Meio-Médios do Strikeforce Nick Diaz que deu positivo para uso de Maconha, após ter sido derrotado por Carlos Condit no UFC 143. O assunto sobre drogas no esporte já foi muito discutido em todos os meios de comunicação, sendo em jornais, revistas, sites, blogs e principalmente na televisão. Por isso irei abordar neste espaço somente o que nos interessa: Pro-Wrestling e MMA.

Tenho certeza que ao ler drogas você pensou em Jeff Hardy...

Até que ponto o uso de drogas pode influenciar na carreira de alguém?Doping não é quando alguém se aproveita de substâncias ilícitas para ter um ganho “trapaceando”? Sim, era pra ser, porém se faz um grande confusão quando alguém é pego no exame com testes positivos para essas drogas, o último caso foi como já citado do lutador Nick Diaz, dono de um imenso talento que poderia por em risco a hegemonia de Georges St. Pierre a frente da categoria dos Meio Médios do UFC, “um deslize” que as vezes pode custar ou custa a carreira de alguém.

No Pro-Wrestling temos vários casos em que a Maconha, Spice, Marijuana, Esteroides, e o raio que o parta de substâncias já chegou perto de custar ou já acabou com a carreira de pessoas de bem que estão lá para dar exemplo. Nomes mais recentes como Carlito, Heath Slater, Darren Young, Andy Leavine, Sín Cara, Rob Van Dam, Brian Kendrick, Allex Shelley, Chris Sabin, Ron Killing, Evan Bourne, Matt e Jeff Hardy, e muitos outros que se fosse pra escrever todos a lista ia ficar enorme, isso sem contar nos outros que a midia e as próprias federações encobrem.

Carreiras perdidas ou quase jogadas no lixo, como o caso dos Hardys. Jeff e Matt Hardy lutadores promissores desde a chegada na WWE, mas as drogas impossibilitaram um sucesso maior para Matt, já que sempre o irmão Jeff foi visto com melhores olhos por causa de seus fantásticos spots. E hoje o que vemos é um Matt Hardy “aposentado” já que arruma mais confusões do que Alexis Texas encontra parceiros para seus filmes pornográficos. Depois de ficar na geladeira da WWE, ir para TNA e mostrar uma total falta de profissionalismo devido o alcoolismo e drogas fui demitido, e o resto da história todos sabem, internações em Rehab, prisão por dirigir embriagado. Jeff hoje pode parecer um moço que retomou sua carreira, mas em seu auge na WWE e na TNA seu erros fizeram com que a carreira do “Mr.Spot” como costumo dizer poderia ter ido embora devido a sua dependência de drogas, e não eram drogas fracas não…

O dia era 13 de março de 2011, e após uma estranha entrevista com Christy Hemme onde Jeff Hardy se mostrava totalmente diferente do habitual, um suposto sumiço dos backstages antes do Main Event do Victory Road fez os Eric Bischoff e Sting ficarem possessos com a falta de profissionalismo da estrela da TNA, a decisão era que iriam tocar a theme song, e não ia aparecer ninguém e darem continuidade na storyline no IMPACT, porém eis que Jeff Hardy apareceu totalmente fora de si, não se aguentando em pé e entrou no ringue, e Eric Bischoff entra também e combina ali o que ia vir a acontecer. Sting se mantém sério e faz seu papel, aplica seu Scorpion Deathlock e Jeff Hardy como uma lagartixa tenta escapar do pinfall. Depois disso meses afastado, eis que ele retorna próximo ao Bound for Glory arrependido e convencendo a todos que é outro, e se mantem até então.

Outro exemplo no pro-wrestling, mais recentemente é o de Evan Bourne. Ex-Tag Team Champion ao lado de Kofi Kingston foi pego ao dar positivo para uso de Spice, uma espécie de maconha sintética que anda se difundindo pelo mundo pouco antes do Survivor Series, em seguida R-Truth. Ambos estariam em uma festa patrocinada por The Rock e teriam fumado juntos. E após Evan e Kofi perderem os Tag Team Titles para Epico & Primo em um House Show foi divulgado que Bourne estaria suspenso novamente, desta vez por 60 dias acabando com todos os planos para a Tag que se consolidava e reanimava a divisão de duplas da WWE, morta há algum tempo, e deixando Evan da Wrestlemania.

Criticá-los? Fácil, fácil, fácil, em vista que as drogas na sociedade são vistas como um grande mal tanto na classe mais pobre quanto na alta classe, porém são poucas as chances que se dão posteriormente para que se reabilitem ou deixem para trás esse mal. E quando as chances são dadas nas raras vezes, talvez seja tarde ou irreversível em alguns casos, mas há esperança para muitos. Exemplos estão aí que podem serem seguidos.

Portanto, a ideia que gostaria de estar transmitindo está aí, cada um vai ter seu entendimento, sua reflexão. Será que lutadores, como já citei aqueles que devem dar o exemplo, cumprem seu papel? Será mesmo que drogas fazem com que a pessoa melhore seu rendimento mesmo?

Esclarecimentos antes de xiliques:

PS1- Não sou usuário de Drogas.

PS2- Não estou pra criticar ou apoiar quem usa Drogas.

PS3- Esta é a sigla do fantástico videogame da Sony, Playstation 3.

PS4 – Comentem xD

Anúncios

10 comentários em “Ultimate Fight News no GRTR #3 – Dorgas???Parei…Agora sou Lutador…

  1. estou sem internet. Mas estava para comentar que a preocupação com as drogas seria mais para preservar os atletas. agora… Sinceramente, o sujeito tem que ser muito burro para usar as drogas estando ciente dos problemas que podem acarretar ao swu corpo ou jdicialmente… Tem que ser muito idiota, sinceridade… As leis antidopping são feitas para proteger o atleta, e o cara além de violá -la ele reclama quando cai no exame.

    Bom tema abordado xará.

    • Esse comentário aqui estava pronto antes de eu sumir ontem :

      “Cara, esse lance de drogas é complicado. Eles fazem o teste de controle da maconha para que os ídolos da garotada não influenciem ninguém a usar drogas. E também basicamente porque esta é uma maneira de evitar a mortalidade de atletas. Tudo isto começou no meio do século passado, quando ciclistas e maratonistas começaram a morrer, e então as equipes médicas começaram a constatar a causa da morte.

      Então, mas aí a gente fala “não culpe o usuário”. De fato, cada um escolhe o que quer para a sua vida, mas se eu fosse um superstar, a última coisa que eu iria querer para mim é arruinar a minha carreira com drogas, sinceramente. Impossível entender porque esses caras se submetem a esses riscos.

      Bom tema abordado xará. Abs!”

  2. Bom texto cara!

    Drogas não servem pra nada, além de dar prazer de loucura pra quem curte. não vai ajudar em nada o desempenho, só vai te deixar louco e te pôr no risco de perder o trabalho por maus hábitos.

    Tem gente que merecia uma dura mesmo pra não fazer mais isso, ou pelo menos não em frente à milhões de pessoas como foi o Hardy. Imagino isso daqui uns anos, com todos falando sobre o caso dele e ele lá, vergonhoso, pensando o porquê de ter feito aquilo.

    E essas palavras da Rousey, PQP hein…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s