Na Teia do Aranha #41

Salve, pessoal!

Em mais um pensamento informativo de uma série que temos, falarei sobre mais um dos shows de pro wrestling mais importantes que existem. Quer saber qual que é? Clique no “Continue Lendo”, leia, reflita, debata e aproveite.

Valeu!

                                     Layeth The Smacketh Down!

                  O universo do pro wrestling possui uma configuração que está em constante mudança. Federações e shows, televisionados ou não, surgem para que os fãs possam ter a maior variedade possível de estilos dentro de um mesmo esporte. Alguns preferem os que são mais voltados ao atleticismo e outros preferem os que são mais voltados para o entretenimento. E um desses programas que são transmitidos, entrou no meio desse turbilhão de novos ares a mais de dez anos e, até hoje, conquista multidões por onde passa: o Friday Night Smackdown.

                Inicialmente, veio como um programa piloto em 1999, no qual o nome foi inspirado em um dos vários bordões de The Rock: ‘Laying the smackdown!’;  e em poucos meses depois, se tornou um dos programas titulares da programação da WWE, coma intenção de competir diretamente com o WCW Thunder que, na época, estava em uma crescente juntamente com a própria WCW e seu programa titular, o WCW Nitro. Tanto que o Smackdown era gravado às Terças-feiras e transmitido às Quintas-feiras, no mesmo horário em que o show da WCW era transmitido. Era mais uma guerra altamente declarada no paralelo à “Monday Night Wars” que chegou ao ponto de, em 2000, a WCW mudar o dia da transmissão do Thunder para às Quartas-feiras, pois os índices de audiência do Smackdown cresciam grandiosamente.

                A proposta era de criar um show mais dinâmico que, além de competir com a concorrência, fosse interessante. E, para isso, quando houve o “Brand Extension” da WWE, ou seja, tirou o Smackdown da condição de um programa secundário a uma brand oficial da empresa, junto com o WWE RAW, com direito a elencos, storylines e até programas de extensão dos acontecimentos do show, que era o WWE Velocity. A partir daí, Superstars e quase todos os títulos da empresa foram separados e alguns foram reativados (como o World Heavyweight Championship que ficou com o RAW e o WWE Undisputed Championship que ficou no Smackdown) e outros até criados (como o WWE Tag Team Championship e, bem mais a frente, o WWE Divas Championship).

                A mudança do dia do show para a Sexta-feira, que permanece até hoje, aconteceu em 2005, por conta de problemas de relacionamento e político entre a WWE e a Viacom, dona da UPN, que queria um programa pra ocupar o horário das noites de Sexta, que tinha índices muitos baixos de audiência no canal. A WWE mudou o dia e, mesmo passando por alguns canais, como CW Network, MyNetworkTV e, atualmente a SyFy, o dia não foi mais alterado, por verem um espaço vazio da semana em que se podia inserir muito bem, gerando uma audiência mais forte do que em algum outro dia da semana. Foi mais um problema transformado em oportunidade pela empresa.

                Com quase treze anos de show, o Smackdown já teve muitos problemas, especialmente com dois. O primeiro foi a morte de Eddie Guerrero, em 2005, que deixou todo o plantel preocupado com o futuro do esporte, especialmente por começarem as dúvidas relativas a política de uso de produtos ilegais, como esteróides e drogas. O segundo foi a instauração da ECW como a mais nova brand da compania, o que esvaziou o número de wrestlers do Smackdown consideravelmete. Uma atitude muito mal planejada, que só foi reparada no WWE Draft de 2007, onde o equilíbrio foi reestabelecido.

                Atualmente, o Smackdown caminha sendo uma espécie de “contraparte” do RAW. Enquanto o RAW é dedicado ao pro-wrestling com um toque mais forte de entretenimento, o Smackdown tem um foco maior nas lutas do que o seu irmão mais velho. Claro que, falando em WWE, todos os shows tem seu toque de diversão, mas o Smackdown tem esse olhar mais forte para as lutas em si. Sem falar no espaço de desenvolvimento de lutadores mais novos e outros mais antigos que querem mostrar serviço. Essa mistura vai trazendo de volta, gradativamente, o que a WWE veio perdendo no meio do caminho, com a esperança de que evolua sempre mais.

Anúncios

25 comentários em “Na Teia do Aranha #41

  1. eu li uma nota q saiu há alguns meses em q o Vince McMahon está se focando apenas no Raw e deixando o SmackDown com um booker lá q agora me falha o nome.
    e é notável q comparado há meados de 2011 o SmackDown melhorou e muito o seu show.

    • O RAW sempre teve um foco maior do que o SD por se tratar do show mais antigo da casa. Mas é visível que o SD melhorou bastante.

  2. Incrível o texto,muito bom de ler

    O Smackdown é e sempre foi o melhor show,deve ter uma aura em volta porque o programa mesmo sem superstar power é muito melhor que o Raw,foi assim em 2009 e está sendo assim agora.Grandes nomes se engrandeceram no Smackdown como The Rock e outros praticamente foram a face do programa como o Lesnar,Edge e Undertaker.Mas o cabeção do Vince só pensa na porra do Raw e na Road to Wrestlemania a Smackdown fica largada às moscas.Mas como essa tem o poder de se levantar das cinzas,está seguindo bem,não muito bem,mas da pro gasto.

    • Obrigado pelo elogio, Bruno.

      O SD sempre teve a tradição de gerar Superstars importantíssimos para a compania. Nem os citei, pois cada um é um caso a parte, que seria mais um texto, mas, mesmo com o foco no RAW, o SD mostra que o Entretenimento e o Wrestling podem ter um equilíbrio ideal.

  3. foi o primeiro programa da WWE que eu vi, ainda no SBT, desde la sempre “me indentifiquei” com o SmackDown. acho q ele ta passando por uma renovação, pois como o amigo ja disse aqui em cima, a face do programa sempre foi Undertaker, Edge e Rey Mysterio, nenhum deles ta no show agora.

    • Sim, Leandro. Não somente o SD, mas a WWE inteira está passando por uma reformulação, mas quem saiu ganhando foi o SD, pois não houve a necessidade de uma mudança estrutural (como no RAW), mas no seu plantel, o que é algo natural de acontecer.

  4. Muito bom o texto.

    Sempre preferi o Smackdown desde que começei a assistir WWE, como você disse no texto eles focam mais para as lutas, isso é uma das coisas que eu gosto no Smackdown. Eu sempre assisto os Smackdown’s de 2005 por ai no Youtube, la os shows eram muito fodas, nesses tempos tinha, Eddie Guerrero, Chris Benoit, Kurt Angle, JBL, entre outros lutadores fodasticos.

    • Obrigado pelas palavras, Daniel.

      O foco do SD sempre foi equilibrar o máximo possível a luta com o entretenimento. Quando comparado ao RAW, dá pra se perceber claramente o foco maior do SD nas lutas, o que é muito bom. E o período citado é ótimo, mas se ver de 2002 a 2005 é o ideal para se conhecer melhor o “turning point” que o SD teve para ser o que é hoje.

  5. Um dos grandes problemas do SMackdown é que ele se tornou ou pelo menos adquiriu o posto para os novatos terem Feuds e serem aproveitados, como por exemplo o Henry sendo World Champion, sendo que no RAW eu duvidaria que ele conseguisse. Outro caso também é do Christian que no RAW não teria chances e muito menos o Bryan agora. A WWE aproveita o SD pra treinar, enquanto no RAW o bicho pega mesmo.

    E um dos motivos pra isso acontecer foi o final da ECW. Lá pelo menos já entravam caras da FCW, eram treinados, se desse pra vencer o Title estava tudo de boa e ali mesmo a WWE já via quem seria o cara do futuro, como o Christian que já voltou com moral e já poderia ser tratado como Main Eventer, Swagger que rulava, Sheamus, enfim, lá era o lugar pra eles treinarem, e depois disso era só ir pro SD ou pro RAW que teriam seus espaços. Hoje já não tem mais isso, já que o NXT não passa de uma FCW dentro da WWE televisionada e que todos sabem que existem. Dai nem tem como treinar os caras direito.

      • Obrigado pelo elogio, Ricke.

        O fim da ECW, não como nome, mas no que se refere a brand, foi e ainda é muito problemática para a WWE. E o NXT e Superstars nunca irão substituir ou ser algo que se chame de brand do jeito que anda. Sou um defensor da recriação de mais uma brand e reativação de alguns títulos e não sossegarei com essas idéias enquanto elas não acontecerem.

  6. Ótimo Texto, Sempre me interessei mais no Smackdown do que no Raw, pelas as Qualidades das Lutas, É Totalmente Claro que a WWE dá mais atenção para o Raw do que para o Smackdown, Mais Felizmente Atualmente a WWE vem dando uma Boa Atenção para o Smackdown e Espero que está Temática de ”Supershow” acabe logo, pois em minha opinião, quem é do Raw tem que ficar no Raw e quem é do Smackdown tem que ficar no Smackdown. 😀

    • Obrigado, Pedro Henrique.

      Acho complicado o SD ser ao vivo, pois muitos ali precisam que suas lutas e/ou segmentos sejam editadas (vide como era com Sin Cara, por exemplo). É chato esse tipo de edição, mas, para a mágica da TV fica muito melhor. Sem falar que, com essa atenção maior dada ao SD nos dias atuais. a tendência é que se iguale mais.

    • Eu nem acho que seja wrestlers com maior dificuldade de fazer um show ao vivo, pois muitos deles ali, nós já sabemos muito bem que são capazes de dar verdadeiros shows onde que que lutem. O problema é essa desigualdade que querem impôr a algo que naturalmente não fica desigual. Por mais que tentem, em países como EUA ou Canadá, muitas pessoas apenas assistem o RAW ou só o SD, porque tem preferência no estilo do show mesmo.

      E quanto a problema de mic-skill, isso tem solução: treinamento intensivo =)

  7. Ótimo texto, Aranha (apesar de que seria bom se fosse um pouco maior), e eu acho que a SmackDown tem tudo pra receber tanta atenção quanto a Raw, só que o plantel não tem muitos grandes nomes. Digo, ter grandes nomes, até tem, só que não dá nem pra comparar com os nomes da Raw.

    • Obrigado, Sandman.

      A minha proposta neste espaço nunca foi a de colocar textos longos e extremamente explicativos, mas, de levantar um assunto, expôr idéias, opiniões e vivências pessoais e, a partir disso, levantar o debate para que, quem leia, faça o confronto de opiniões, o que torna qualquer texto muito mais interessante. Se fosse só pra explicar, eu copiaria e colaria do Wikipedia ou Google e colocaria aqui. Mas é bom esclarecer isso sempre =)

      Quanto aos grandes nomes, isso não surge de um dia para o outros, mas são construídos. Muitos nomes venerados hoje vieram do SD, mas não surgiram rapidamente, mas galgaram passos lentos para o sucesso. Logo, veremos (e já estamos vendo) alguns wrestlers se destacando e virando até lendas. É só dar tempo ao tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s