Na Teia do Aranha #50

Salve, galera!

Nessa edição (já é a quinquagésima! Muito obrigado a todos que nos apoiam por todo esse tempo!), vamos abordar, em mais um pensamento, uma situação bem comum entre os fãs de luta livre e que causa uma discussão absurda em muitos casos. Quer saber o que é? Clique abaixo, leia, reflita, comente, debata e divirta-se. Lembrando que sugestões de outros pensamentos serão sempre bem vindas junto aos comentários.

Abraços e valeu!

https://getreadytorumble.files.wordpress.com/2012/02/na-teia.jpg

 

 

Por que é Melhor?

Essa é uma situação muito comum vivida por minha pessoa e peço para que reflitam se isso nunca aconteceu com vocês. Imaginem que estão em uma roda de amigos, conversando sobre os mais diversos fatos e situações, até que aquele seu amigo esportista começa a puxar o assunto de lutas e te pergunta sobre o que acha das federações de MMA (Mixed Martial Arts / Artes Marciais Mistas), como UFC, Strikeforce e por aí vai. E você, sem pudor algum, emite a seguinte resposta:

  “Não gosto de MMA, prefiro luta livre”

E que essa opinião começa a gerar polêmica, pois começam com aqueles argumentos enlatados e prontos, como: “aquilo lá é tudo mentira”, “é tudo palhaçada” ou “até eu faria aquele teatro todo”, e você continua firme em sua opinião e, mesmo mostrando os seus argumentos, não são ao menos ouvidos. Então, resolvi colocar aqui os meus simples motivos que me levam a gostar do pro wrestling e não de MMA:

1)   Estilos de luta: no pro wrestling, vemos inúmeros estilos de luta dentro do próprio wrestling (powerhouse, high-flyer, hardcore, etc.) e eles conseguem ser distinguidos visualmente e na hora do embate. O MMA perdeu praticamente 100% disso a partir do momento em que passou de “Vale-Tudo” (esse eu via, décadas atrás) para o MMA. Você só sabe que o cara representa alguma arte marcial porque o apresentador da luta diz, o que torna o cara mais um “batedor de rua” do que um defensor do seu estilo de arte marcial.

2) Categorização/ Estipulação de lutas: no MMA, todas as lutas são no octógono ou em um ringue. Já na luta livre, são inúmeras as categorizações e estipulações de lutas. Podem ser simples, de duplas, trios, na cela, cercado em grades, lutas sem desclassificação, etc., o que torna muito mais interessante de se ver e saber como aquele lutador vai escapar daquela situação imposta a eles.

3)  Entretenimento: é claro que os dois são lutas, mas, é impossível conseguir se entreter somente com dois caras se espancando (tudo bem que colocam as ring girls lá e tal, mas não passa muito disso). A luta livre, em todo o universo inserido nele, consegue tornar a luta em si algo muito esperado, pois insere elementos de entretenimento que transforma uma situação que poderia passar altamente despercebida em uma história incrível, que pode se desenvolver por semanas e meses. Sem falar que consegue criar as tão famosas storylines para todas as idades, estilos e gostos.

Que fique bem claro que não se pode tirar o direito das pessoas preferirem MMA ao pro wrestling e até gostar dos dois ao mesmo tempo, é um direito e deve ser respeitado quando se mostram motivos firmes (que podemos até discordar, mas devem ser firmes). Porém, nunca se pode desprezar a luta livre e rebaixá-la a níveis inferiores. O pro wrestling tem a sua qualidade, a sua emoção, o seu universo próprio e merece respeito não somente de quem curte, mas de todos. Buscar e saber ouvir são virtudes que precisamos ter para tornar o ambiente em que vivemos algo mais respeitoso e interessante de se conviver.

Anúncios

Um comentário em “Na Teia do Aranha #50

  1. Se todos os Haters de Wrestling vissem isso….

    Eu até gosto de MMA mas começo a perder a vontade de ver. Hoje tá algo muito de mimimi onde um tá com medo de enfrentar o outro, fica naquele papo de vai ou não pra luta e no fim, principalmente o UFC, faz um Card ridículo onde só o ME é que tá todo mundo ligado. Claro que no Wrestling no momento atual tá a mesma coisa, mas sempre tem algo novo pra ver. MMA agora tá algo muito chato de se ver porque os caras ficam lá se estudando e o essencial da luta que é a pancadaria mesmo, tá sendo praticamente extinta. Difícil ver uma luta que saia boa, ainda mais nas lutas principais (A maioria tá acabando em 1 ou 2 Rounds, e isso com dois ou três golpes e pronto, já foi a luta).

    Acho que a última luta boa que vi no UFC foi Mark Hominick vs. José Aldo, depois daquilo nunca mais vi uma luta que dê gosto de assistir.

    Pelo menos no Wrestling luta boa e surpresa é o que não falta, e se faltar em uma empresa, certeza que tem na outra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s