Carimbada do Godoi #4

Carimbada do Godoi

Pra vocês terem uma ideia, eu tinha escrito uma introdução para esse post com piadas do meio do ano passado… Mas demorei tanto a terminar o texto que elas ficaram desatualizadas :/.

Agora, confira a continuação do post para conferir sobre o que falaremos nessa edição, apesar de que muitos já descobriram qual é o assunto (O triste de fazer um Top sobre qualquer coisa é que as primeiras posições ficam mais óbvias a cada edição hahaha)… E SIM, é mais uma edição do Top 10 Moments HBK que, prometo, será terminada… Até as Olimpíadas de 2016 e tals.

PS: Não tenho 100% de certeza que essa é a 28ª edição, mas se for… É… E se não for…. Não é.

HBK

Shawn Michaels, o vendedor de emoção – parte 9

Como é sempre bom relembrar, na medalha de bronze desse Top 10 de momentos envolvendo Shawn Michaels tivemos a lendária luta entre HBK e The Undertaker na Wrestlemania 25 que na minha visão em termos de qualidade foi a melhor luta da história.

Na 2ª posição temos também uma luta, na verdade, uma luta que havia ocorrido uma Wrestlemania antes da luta da edição passada e que marcou tanto quanto ela, mas por motivos um pouco diferentes.

I’m sorry, I love you

Flair vs HBK 1

Uma frase, um momento, duas lendas, apenas um fim.

Como todos já perceberam o texto de hoje vai falar da aposentadoria de Ric Flair, o indivíduo que ainda detém o recorde de maior número de reinados como campeão mundial com incríveis 16 reinados, mais de 30 anos de carreira, sobrevivente de um acidente de avião e Deus máximo da luta-livre americana (E se o Cena igualar o número de reinado dele, eu vou ficar BOLADO).

A carreira de Ric Flair é algo muito grandioso para se falar em texto e nem tentarei fazer tal coisa se não teria que dividir o texto provavelmente em mais 10 partes ou mais xD, mas enfim, dessa vez eu gostaria de irmos direto ao que interessa.

Comecemos, como sempre, do começo que culminará na Wrestlemania 24, no Monday Night Raw do dia 26 de Novembro de 2007, após ficar afastado por meses, começou uma promo emocionante dizendo que sabia que sua carreira não poderia continuar para sempre e que, estava ali na Carolina do Norte para informar que… NUNCA SE APOSENTARÁ e que sua carreira só terminaria quando morresse naquele ringue. Sim, Ric Flair foi um troll muito antes do Jericho pensar em ser, mas essa trollagem não deu lá muito certo…

Apesar de todo o discurso do Nature Boy, Vince McMahon interrompeu o segmento dizendo que a carreira de Flair continuaria enquanto ele continuasse vencendo… Então, depois da próxima derrota de Naitch, sua carreira estaria acabada, logo após isso, o WWE Champion da época Randy Orton se apresentou como o primeiro candidato a acabar com a carreira de Flair, mais tarde no mesmo Raw, Orton foi derrotado após Chris Jericho (Que tinha retornado na semana anterior) e assim se começou a saga da aposentadoria de Ric Flair.

É TENSO achar vídeos dessa época O.o

No Raw de duas semanas depois, que foi especial comemorando 15 anos de programa, foi anunciado que a estipulação feita pro Vince McMahon só valia para lutas single, no mesmo show Flair, Batista e Triple H em uma reunião da Evolution derrotaram Edge, Randy Orton e Umaga via DQ.

Na semana seguinte, Ric Flair conseguiu derrotar Umaga via countout e, como o RAW do dia 24 de Dezembro foi um especial do Tribute To The Troops, a storyline da aposentadoria de Ric só voltou a aparecer no dia 31 de Dezembro, e dessa vez a porra ficou BEM séria.

A luta do show do dia 31 de Dezembro foi contra Triple H, um dos nomes mais cotados a ser quem acabaria com a carreira de Ric, e para piorar ainda mais a situação, o GM da época, William Regal estipulou que caso Triple H perdesse a luta, não participaria da Royal Rumble Match de 2008… Após quase 15 minutos de luta, William Regal interfere e acerta Flair com o seu famoso soco inglês, fazendo Flair vencer a luta pro DQ e continuar salvando sua carreira, já HHH, como todos sabem acabou estando na Royal Rumble de 2008 onde foi vice da luta like a Vasco perdendo para John Cena no fim.

O Nature Boy acabou voltando a aparecer no RAW do dia 14 de Janeiro, vencendo Regal em mais uma luta que sua carreira estava em jogo, apesar da vitória, Ric Flair já tinha mais um desafiante na fila já que MVP havia anunciado no Smackdown do dia 11 que acabaria com a carreira do Naitch no Royal Rumble.

A rivalidade entre MVP e Ric se desenvolveu no Smackdown, primeiro com um Vip Lounge que acabou com Naitch mandando MVP pra longe com um chop (E que pode ser conferido aqui) e depois com outro segmento no Smackdown seguinte, mas não seria no Royal Rumble e frente a uma jovem promessa (Que acabou não sendo mais do que uma promessa apesar do grande potencial), após um figure 4 leglock, a carreira de Flair continuava viva.

Ric se livrando da fila do INSS like a boss

Mas como vida de quase aposentado na WWE não é fácil, na segunda-feira Mr. Anderson já desafiou Flair para uma luta no No Way Out ao que Ric Flair respondeu dizendo duas coisas: Boa sorte e WOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.

No Smackdown logo após o Royal Rumble, Flair enfrentou MVP novamente com a carreira em jogo e novamente saiu vitorioso, mas dessa vez por DQ já que o ex-presidiário quis provar como era V1D4 L0K4 e acabou com o joelho de Naitch de todas as maneiras possíveis.

Na semana seguinte Mr. Anderson, em seu modo asshole de sempre, disse que, se Flair quisesse desistir da luta por estar machucado, tudo bem… Mas Ric não estava tão a fim de fugir de um desafio e lá fomos nós para o No Way Out onde, mais uma vez, Flair saiu vitorioso após um Figure 4 Leglock.

No Raw após o PPV, como normalmente acontece, tivemos a revelação de quem seria o primeiro indicado ao Hall Of fame de 2008 (Meu Deus, já fazem 5 anos, como estou velho!!!!!!!!!!) e, como todos já sabem, e sabiam na época também porque estava óbvio, Ric Flair foi anunciado, e, aí que os caminhos de Flair e HBK começam a se cruzar já que foi o próprio Mr. Wrestlemania que fez o anúncio, não sem antes dar uma bela puxada de saco…

E finalmente, no RAW do dia 25 de Fevereiro as coisas começaram a ficar interessantes já que, após Shawn ter vencido Lance Cade por DQ, e ainda distribuído Sweet Chin Music no pobre Cade e em seu parceiro Murdoch (Os jobbers da rivalidade pra falar a verdade xD) Ric Flair deu as caras e desafiou o Mr. Wrestlemania para uma luta no maior palco de todos… Shawn recusou, falando que não poderia acabar com a carreira de seu ídolo… E isso deixou Flair puto (E provavelmente com a cara vermelha, mas não tenho o vídeo pra ver xD)

No programa do dia 2 de Março, Naitch e Michaels bateram mais um pouquinho em Murdoch e Cade com direito a uma dupla Figure 4 Leglock pra acabar a luta… Mãããããs, após a luta o clima voltou a ficar tenso já que HBK pegou o microfone e disse que não queria lutar contra seu ídolo na Wrestlemania 24, mas que se Naitch continuasse a perseguir essa ideia, teria seu show parado pelo Showstopper (Prassa mode on).

Na Smackdown dessa mesma semana, tivemos a adição de outro tempero à storyline, já que Ric Flair foi o convidado mais do que especial no The Cutting Edge, lembrando que o lutador dos olhos esbugalhados estava em rivalidade com The Undertaker e juntado com os Guerreros e a dupla de mini Edges, Zack Ryder e Curt Hawkins, enfim… Bons tempos de SBT *-*

E desde o SBT... Acho esses olhos do Edge tensos

E desde o SBT… Acho esses olhos do Edge tensos

Voltando ao segmento daquela noite, Edge e Ric ficaram trocando ofensas que culminaram em um tapa na cara do Naitch no Rated R Superstar, além disso, Vickie Guerrero usou o seu poder NADA (Mas nada MESMO) abusivo de GM para marcar uma handicap steel cage match entre Flair e o trio formado por Edge, Hawkins e Ryder para o próximo Smackdown.

No RAW do dia 10 de Março, como sempre tivemos um segmento em que Shawn Michaels puxou MAIS um pouco o saco NADA puxado de Ric Flair (Aliás, é sempre bom destacar o quão respeitoso HBK se demonstrou durante toda a rivalidade e o quanto isso ia cansando Flair que dizia querer enfrentar o Showstopper no seu auge na Wrestlemania), durante o segmento desse dia ainda Shawn afirmou que estaria no Smackdown dessa semana para ajudar Flair a apanhar menos.

Como La Familia não era boba nem nada deixou HBK entrar na festa… Mas em uma jaula onde entra mais um, entra mais dois e por isso Chavo Guerrero, o ECW Champion da época foi inserido a luta (Aliás, galera… Pensem numa coisa, Chavo Guerrero já saiu por cima de uma rivalidade com CM Punk…) apesar de alguns momentos de empolgação por parte de HBK e Naitch, a luta foi o que se esperava dela, um massacre da Familia que só foi interrompido pela aparição surpresa de The Undertaker que apareceu para salvar o dia, mãããs Edge acabou conseguindo fugir e liquidou a fatura!!!! XD

Momentos de nostalgia…

No RAW seguinte tínhamos um Ric Flair todo arregaçado, certo??? E o que seria melhor para ele do que uma Street Fight Match contra Vince McMahon valendo a própria carreira né? (Afinal, Vince se cansou de esperar ver os outros tentarem falhamente aposentar Ric Flair e decidiu fazer o trabalho por si mesmo…) mas, numa noite de Super-Homem geriátrico e que sangra como sempre Ric Flair conseguiu vencer o combate após um splash sobre McMahon que estava em uma mesa, dessa forma conseguindo o direito de lutar na Wrestlemania.

E chegamos ao último RAW antes da Wrestlemania, RAW esse em que vimos a melhor promo dessa rivalidade entre Shawn Michaels e Ric Flair, como falamos anteriormente a luta ainda não havia sido confirmada totalmente até essa noite, em que finalmente HBK e Naitch selaram o acordo com um aperto de mãos… Tudo corria muito bem, até que após Ric Flair se irritar com a puxação de saco, dizer que PRECISA que HBK dê o seu melhor na Wrestlemania e o mesmo o assegurar isso, causando um aperto de mãos entre os dois… A câmera focaliza em HBK que dá um sorrisinho e pega o microfone para contar uma pequena história, a história do “Old yeller”.

Bem, resumindo a história, o Old yeller era um cachorro muito velho e que todos gostavam muito, mas que um dia teve que ser sacrificado para acabar com o seu sofrimento… Shawn termina seu discurso dizendo que, na Wrestlemania, ele vai acabar com o sofrimento de Ric Flair, e FINALMENTE, tivemos um clima de rivalidade em alguma promo desses dois já que “The Nature Boy” pira do seu jeito típico de pirar e acabar por dar um tapa na cara do Mr. Wrestlemania que não reage, apenas diz: “Like I said. I will put you out of your misery.” E sai do ringue…

ÉPICO!

E finalmente chegamos ao maior palco de todos, a Wrestlemania 24, o palco onde o maior Deus do Pro Wrestling iria encontrar seu fim enfrentando o maior showman da história, a luta começou meio tensa com HBK parecendo “se segurar”, bem, isso até a parte em que Flair acertou um puta tapa na cara do Shawn que rancou sangue da boca e bem… Aí a porra ficou séria e a luta começou de verdade e, acreditem, foi uma PUTA luta (Eleita a luta do ano de 2008) o que prova que, mesmo com todas as limitações físicas de Ric, ele conseguia ainda lutar em grande nível e, ninguém melhor que o Mr. Wrestlemania para tirar o melhor do Nature Boy, afinal, conta a lenda que Shawn Michaels poderia lutar com um poste, fazer uma 5* match e ainda perder de submissão deixando o poste mais over que John Cena.

Não farei uma review da luta, mas gostaria de ressaltar VÁRIOS momentos magníficos da luta que ensinam exatamente como se conta uma história dentro do ringue (O famoso storytelling que separa os bons lutadores de lendas), o primeiro foi exatamente esse tapa na cara que demonstrou que Flair não queria simplesmente vencer, mas sim que ele sabia que, se não pudesse competir com os melhores, era hora de se aposentar.

O segundo momento importante da luta eu diria que é ainda o mais impressionante visualmente falando, Shawn tenta um moonsault para fora do ringue, mas Flair, usando de sua experiência, sai a tempo e faz HBK colidir com tudo com a mesa dos comentaristas e o pior, NÃO a quebrando, diz-se que Shawn quebrou uma costela nessa manobra e isso depois foi usado na rivalidade com Chris Jericho, mas até hoje não sei se isso é verdade porque eu era noob na época e não frequentava blogs #truestory.

#Fodeu...

#Fodeu…

O terceiro é mais uma amostra do receio que Shawn tinha em acabar com a carreira de Flair, o Sweet Chin Music estava extremamente afiado e pronto para ser usado… Mas Shawn para no meio do caminho e isso abre a chance de Ric aplicar uma chave quádrupla quase colocando um fim à luta, a partir daí HBK sabia o que tinha que ser feito e não demonstrou mais receio.

O quarto é a síntese de Ric Flair, quando o mesmo parecia estar aparentemente reclamando com o juiz, o Nature Boy em um golpe que faz Eddie Guerrero e Edge parecerem apenas cópias baratas no quesito trapaça, acerta um chute nas bolas de Shawn de costas, ALL HAIL THE DIRTIEST PLAYER IN THE GAME!

E finalmente chegamos ao ponto final da carreira do, até o John Cena o ultrapassar, homem com mais títulos mundiais na história, Shawn Michaels, que já havia acertado um Sweet Chin Music durante a luta, acerta outro e se prepara para acertar outro… E aí que chegamos ao momento mais emocionante da história do Pro Wrestling mundial para mim.

Ric Flair começa a levantar lentamente, com lágrimas em seus olhos, sabendo que o final estava ali, que sua carreira de mais de 30 anos, seu legado, sua lenda, chegava finalmente a um fim e coube à Shawn Michaels fazer desse momento com apenas uma frase, que representa todo o dilema que HBK sofria: “I’m sorry. I love you”

Após o pinfall, Shawn também claramente emocionado abraça Flair e sai do ringue bastante abalado, já para Ric restou se despedir do público emocionado e dizer um adeus aos ringues para todo o sempre.

Flair

Mas é claro que estamos falando de vida real aqui e não de um conto de fadas, Ric Flair sempre foi um cara que gastava muito (Logo, precisava ganhar muito) e também amava o Pro Wrestling e, como já disse, não o culpo por voltar à lutar nem por um segundo, e também não acho que ele ter retornado aos ringues estrague de alguma forma esse momento perfeito descrito acima.

Esse momento, como já disse, é disparado o mais emocionante da história em minha opinião e só não é o primeiro no ranking porque Shawn não era o protagonista, mas sim o coadjuvante (Acho que isso deixa óbvio o primeiro colocado, né? xD).

Como bônus, temos o discurso de despedida de Flair no RAW pós Wrestlemania, que pode ser conferido abaixo, além da luta completa da Wrestlemania 24:

Edições anteriores do Especial HBK:

10ª posição: Kayfabe é para fracos

9ª posição: Fazendo história no Royal Rumble de ponta a ponta

8ª posição: Revolucionando o Pro Wrestling

7ª posição: Montreal Screwjob, uma mancha na carreira do ídolo

6ª posição: Após 4 anos sem o Showstopper…

5ª posição: O início de uma era

4ª posição:Finalmente, a consagração

3ª posição:The best show that I’ve EVER seen!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s